A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Pecado Original e a Salvação em Cristo. Canto Inicial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Pecado Original e a Salvação em Cristo. Canto Inicial."— Transcrição da apresentação:

1 O Pecado Original e a Salvação em Cristo

2 Canto Inicial

3 Salmo 94(95) – Se escutardes a voz do Senhor SE ESCUTARDES A VOZ DO SENHOR, NÃO ENDUREÇAIS O CORAÇÃO. Vinde, exultemos nos Senhor, aclamemos o rochedo que nos salva! Entremos com louvor em sua presença, e o aclamemos com cantos e com salmos.

4 SE ESCUTARDES A VOZ DO SENHOR, NÃO ENDUREÇAIS O CORAÇÃO. Porque grande Deus é o Senhor, o grande rei sobre todos os deuses. Seu é o mar e as profundezas da terra dele são os cumes das montanhas. Entrai e prostrados adoremos, o Senhor que é nosso Criador. Nós somos o seu povo e seu rebanho, o rebanho que sua mão conduz.

5 SE ESCUTARDES A VOZ DO SENHOR, NÃO ENDUREÇAIS O CORAÇÃO. Oxalá ouvísseis hoje a sua voz! Não endureçais os vossos corações, como fizeram vossos pais no deserto, apesar de terem visto minhas obras. Quarenta anos desgostou-me aquele povo, e eu disse: “É um povo transviado!” seu coração não conhece os meus caminhos, Jamais entrarão no meu repouso.

6 Saudação Litúrgica e Acolhida

7 Invocação ao Espírito Santo

8 Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e ascendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. (Oremos.) Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre a sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém. Invocação ao Espírito Santo (recitado)

9 Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis. Vinde, ó Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis. Acendei neles o fogo do vosso amor, enviai o vosso Espírito, e tudo será criado e renovareis a face da terra. Acendei neles o fogo do vosso amor, enviai o vosso Espírito, e tudo será criado e renovareis a face da terra. Invocação ao Espírito Santo (cantado)

10 Doce, doce Espírito Santo, exemplo quero ser da mãe do meu Senhor. Doce, doce Espírito Santo, fazei também de mim, morada do Senhor. Como um sacrário vivo levando o amor, revelando coisas que eu não sei, mistérios do grande autor, se eu conhecer, por nada eu trocarei. Como um sacrário vivo levando o amor, revelando coisas que eu não sei, mistérios do grande autor, se eu conhecer, por nada eu trocarei.

11 Liturgia da Palavra

12 1ª LEITURA (Rm 5, ,31-39) Da Carta de São Paulo aos Romanos 10 Se, quando éramos inimigos de Deus, fomos reconciliados com ele pela morte de seu Filho, quanto mais agora, estando já reconciliados, seremos salvos por sua vida! 11 Ainda mais: nós nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo. É por ele que, já desde o tempo presente, recebemos a reconciliação. 12 Pois como o pecado entrou no mundo por um só homem e, através do pecado, a morte; e a morte passou para todos os homens, porque todos pecaram.

13 15 Entretanto, o dom da graça foi sem proporção com o pecado. Pois, se pelo pecado de um só, toda a multidão humana foi ferida de morte, muito mais copiosamente se derramou, sobre a mesma multidão, a graça de Deus, concedida na graça de um só homem, Jesus Cristo. 16 Existe também uma grande diferença, quanto ao efeito, entre o dom da graça e o pecado de um só: este, o pecado de um só, provocou um julgamento de condenação, ao passo que o dom da graça, a partir de inúmeras faltas, frutifica em justificação.

14 17 Por um só homem que pecou, a morte começou a reinar. Muito mais reinarão na vida, pela mediação de um só, Jesus Cristo, os que recebem o dom gratuito e transbordante da justiça. 18 Como a falta de um só acarretou condenação para todos os homens, assim a justiça de um só trouxe para todos os homens a justificação que dá a vida. 19 Com efeito, como, pela desobediência de um só homem, a humanidade toda tomou-se pecadora, assim também, pela obediência de um só, todos se tornarão justos.

15 20 Quanto à Lei, ela interveio para que se multiplicassem as transgressões. Onde, porém, se multiplicou o pecado, a graça transbordou. 21 Enfim, como o pecado reinou pela morte, assim também a graça reina pela justiça, para a vida eterna, por Jesus Cristo, nosso Senhor. 31 Depois disto, que dizer ainda? Se Deus é por nós, quem será contra nós? 32 Deus, que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como é que, com ele, não nos daria tudo o mais?

16 33 Quem acusará os escolhidos de Deus? Deus, que justifica? 34 Quem condenará? Cristo Jesus, que morreu, mais ainda, que ressuscitou e está à direita de Deus, intercedendo por nós? 35 Quem nos separará do amor de Cristo? Tribulação, angústia, perseguição, fome, nudez, perigo, espada? 36 Pois está escrito: "Por tua causa somos entregues à morte, o dia todo; fomos tidos como ovelhas destinadas ao matadouro".

17 37 Mas, em tudo isso, somos mais que vencedores, graças àquele que nos amou. 38 Tenho certeza de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potências, 39 nem a altura, nem a profundeza, nem outra criatura qualquer será capaz de nos separar do amor de Deus, que está no Cristo Jesus, nosso Senhor. Palavra do Senhor. Graças a Deus.

18 Salmo 08 – Louvor da Criação ALELUIA, ALELUIA! Javé, o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas a nações! Da boca das crianças pequeninas, tirastes o louvor das multidões. QUANDO OLHO PARA O CÉU, VEJO AS OBRAS DE TUAS MÃOS, MEU SENHOR....! QUERO LOUVAR! ALELUIA, ALELUIA! (BIS)

19 Olhando o firmamento que criaste, quem é o homem para merecer, um mundo de esplendor e tanta glória? E o teu amor a cada amanhecer? QUANDO OLHO PARA O CÉU, VEJO AS OBRAS DE TUAS MÃOS, MEU SENHOR....! QUERO LOUVAR! ALELUIA, ALELUIA! (BIS)

20 A lua e as estrelas que criastes ovelhas, bois e todos os rebanhos. As feras e animais de nossas matas, as aves e os peixes do oceano! QUANDO OLHO PARA O CÉU, VEJO AS OBRAS DE TUAS MÃOS, MEU SENHOR....! QUERO LOUVAR! ALELUIA, ALELUIA! (BIS)

21 Aclamação ao Evangelho ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA. "Não ardia o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho, quando nos explicava as Escrituras?"

22 Evangelho (Lc 24,13-35) O Senhor esteja convosco! ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, + escrito por Lucas. GLÓRIA A VÓS, SENHOR! 13 Eis que dois deles viajavam nesse mesmo dia para um povoado chamado Emaús, a sessenta estádios de Jerusalém; 14 e conversavam sobre todos esses acontecimentos.

23 15 Ora, enquanto conversavam e discutiam entre si, o próprio Jesus aproximou-se e pôs-se a caminhar com eles; 16 seus olhos, porém, estavam impedidos de reconhecê-lo. 17 Ele lhes disse: "Que palavras são essas que trocais enquanto ides caminhando?" E eles pararam, com o rosto sombrio. 18 Um deles, chamado Cléofas, lhe perguntou: "Tu és o único forasteiro em Jerusalém que ignora os fatos que nela aconteceram nestes dias?"

24 19 "Quais?", disse-lhes ele. Responderam: "O que aconteceu a Jesus, o Nazareno, que foi um profeta poderoso em obra e em palavra, diante de Deus e diante de todo o povo: 20 nossos sumos sacerdotes e nossos chefes o entregaram para ser condenado à morte e o crucificaram. 21 Nós esperávamos que fosse ele quem iria redimir Israel; mas, com tudo isso, faz três dias que todas essas coisas aconteceram! 22 É verdade que algumas mulheres, que são dos nossos, nos assustaram. Tendo ido muito cedo ao túmulo

25 23 e não tendo encontrado o corpo, voltaram dizendo que tinham tido uma visão de anjos a declararem que ele está vivo. 24 Alguns dos nossos foram ao túmulo e encontraram as coisas tais como as mulheres haviam dito; mas não o viram!" 25 Ele, então, lhes disse: "Insensatos e lentos de coração para crer tudo o que os profetas anunciaram! 26 Não era preciso que o Cristo sofresse tudo isso e entrasse em sua glória?" 27 E, começando por Moisés e por todos os Profetas, interpretou-lhes em todas as Escrituras o que a ele dizia respeito.

26 28 Aproximando-se do povoado para onde iam, Jesus simulou que ia mais adiante. 29 Eles, porém, insistiram, dizendo: "Permanece conosco, pois cai a tarde e o dia já declina". Entrou então para ficar com eles. 30 E, uma vez à mesa com eles, tomou o pão, abençoou-o, depois partiu-o e distribuiu-o a eles. 31 Então seus olhos se abriram e o reconheceram; ele, porém, ficou invisível diante deles. 32 E disseram um ao outro: "Não ardia o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho, quando nos explicava as Escrituras?"

27 33 Naquela mesma hora, levantaram-se e voltaram para Jerusalém. Acharam aí reunidos os Onze e seus companheiros, 34 que disseram: "É verdade! O Senhor ressuscitou e apareceu a Simão!" 35 E eles narraram os acontecimentos do caminho e como o haviam reconhecido na fração do pão. Palavra da Salvação. Glória a vós Senhor!

28 Canto Catequético Temático

29 Rm 8, Quem nos separará? QUEM NOS SEPARARÁ, QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE DEUS? Acaso Cristo Jesus, o que morreu Mas ainda o que ressuscitou O que a direita de Deus intercede por nós? A tribulação? A angustia? A perseguição? A fome? Ou a nudez? Se em tudo vencemos por Aquele que nos amou?

30 Se seguros estamos que nem a morte nem a vida, nem o presente nem o futuro Nem a altura nem a profundidade Nem outra coisa alguma nos poderá separar de Deus NOS PODERÁ SEPARAR DO AMOR DE DEUS MANIFESTADO EM CRISTO JESUS. QUEM NOS SEPARARÁ, QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE DEUS?

31 Querigma

32 1ª LEITURA (Rm 5, ,31-39) Da Carta de São Paulo aos Romanos 10 Se, quando éramos inimigos de Deus, fomos reconciliados com ele pela morte de seu Filho, quanto mais agora, estando já reconciliados, seremos salvos por sua vida! 11 Ainda mais: nós nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo. É por ele que, já desde o tempo presente, recebemos a reconciliação. 12 Pois como o pecado entrou no mundo por um só homem e, através do pecado, a morte; e a morte passou para todos os homens, porque todos pecaram. (PECADO ORIGINAL)

33 Gênesis 3,1-6 1 A serpente era o mais astuto de todos os animais dos campos, que Iahweh Deus tinha feito. Ela disse à mulher: "Então Deus disse: Vós não podeis comer de todas as árvores do jardim?" 2 A mulher respondeu à serpente: "Nós podemos comer do fruto das árvores do jardim. 3 Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: Dele não comereis, nele não tocareis, sob pena de morte." 4 A serpente disse então à mulher: "Não, não morrereis! 5 Mas Deus sabe que, no dia em que dele comerdes, vossos olhos se abrirão e vós sereis como deuses, versados no bem e no mal." 6 A mulher viu que a árvore era boa ao apetite e formosa à vista, e que essa árvore era desejável para adquirir discernimento. Tomou-lhe do fruto e comeu. Deu-o também a seu marido, que com ela estava e ele comeu.

34 Gn 3,1-6 – Pecado Original Fruto: 1. Comer do fruto: Querer tomar o lugar de Deus. Querer viver separado de Deus, que leva como consequência a morte. Surge a SEPARAÇÃO. 2. O homem quer governar a própria vida sem a presença do Senhor. Pois não confia mais em Deus. (Cf. Cat. §397) 3. Não se trata de um único pecado, mas é a dinâmica de todo o pecado: a vida separada de Deus.

35 Gn 3,1-6 – Pecado Original Serpente: 1. Não se trata de um diabo invejoso que tenta o homem, mas a imagem da insensatez humana. O desejo de viver separado de Deus. 2. Na origem do pecado está uma falsa visão de Deus, ao invés de um Deus criador, amoroso, unido, vê-se um Deus legislador. (opressor) 3. O homem confia em Deus só se está convencido do seu amor, caso contrário torna-se vítima da “serpente”: confia em suas próprias intuições, nos seus vãos pensamentos. 4. A serpente diz que Adão e Eva serão como deuses, versados no Bem e no mal, isso é mentira Deus é versado somente no Bem. 5. A serpente propõe viver separado de Deus e Eva (que simboliza toda a humanidade) diz que essa ideia é boa, formosa e desejável e realiza este desejo. (Adão e Eva decidem ser “deus” da própria vida)

36 Pecado Original – Catecismo §397 O homem, tentado pelo Diabo (divisor), deixou morrer em seu coração a confiança em seu Criador e, abusando de sua liberdade, desobedeceu ao mandamento de Deus. Foi nisto que consistiu o primeiro pecado do homem. Todo pecado, daí em diante, ser uma desobediência a Deus e uma falta de confiança em sua bondade.

37 Pecado Original – Catecismo §398 Neste pecado, o homem preferiu a si mesmo a Deus, e com isso menosprezou a Deus: optou por si mesmo contra Deus, contrariando as exigências de seu estado de criatura e consequentemente de seu próprio bem. Constituído em um estado de santidade, o homem estava destinado a ser plenamente "divinizado" por Deus na glória. Pela sedução do Diabo, quis "ser como Deus", mas "sem Deus, e antepondo-se a Deus, e não segundo Deus".

38 Diabo (do latim diabŏlus, por sua vez do grego antigo διάβολος, "aquele que separa")latimgrego antigo Diabo simboliza: divisão, separação. Tudo que é separado é diabólico. Ser humano quer – Ser como Deus – Sem Deus – Antepondo-se a Deus – E não segundo Deus

39 A harmonia em que viviam, graças a justiça original, ficou destruída; o domínio das faculdades espirituais da alma sobre o corpo foi quebrado; a união do homem e da mulher ficou sujeita a tensões; as suas relações serão marcadas pela avidez e pelo domínio. A harmonia com a criação desfez-se: a criação visível tornou-se, para o homem, estranha e hostil. Por causa do homem, a criação ficou sujeita a servidão da corrupção. Enfim, vai concretizar-se a consequência explicitamente anunciada para o caso da desobediência: o homem “voltara ao pó de que foi formado”. A morte faz a sua entrada na história da humanidade. Pecado Original – Catecismo §400

40 15 Entretanto, o dom da graça foi sem proporção com o pecado. Pois, se pelo pecado de um só, toda a multidão humana foi ferida de morte, muito mais copiosamente se derramou, sobre a mesma multidão, a graça de Deus, concedida na graça de um só homem, Jesus Cristo. 16 Existe também uma grande diferença, quanto ao efeito, entre o dom da graça e o pecado de um só: este, o pecado de um só, provocou um julgamento de condenação, ao passo que o dom da graça, a partir de inúmeras faltas, frutifica em justificação.

41 Cat Nossa justificação (salvação) vem da graça de Deus. A graça é o favor, o socorro gratuito que Deus nos dá para responder a seu convite: tornar-nos filhos de Deus, filhos adotivos, participantes da natureza divina, da Vida Eterna.

42 Cat A graça é uma participação na vida divina; introduz-nos na intimidade da vida trinitária.

43 17 Por um só homem que pecou, a morte começou a reinar. Muito mais reinarão na vida, pela mediação de um só, Jesus Cristo, os que recebem o dom gratuito e transbordante da justiça. 18 Como a falta de um só acarretou condenação para todos os homens, assim a justiça de um só trouxe para todos os homens a justificação que dá a vida. 19 Com efeito, como, pela desobediência de um só homem, a humanidade toda tomou-se pecadora, assim também, pela obediência de um só, todos se tornarão justos.

44 Cat Este amor é sem exclusão. Jesus lembrou-o ao terminar a parábola da ovelha perdida: “Assim, não é da vontade do meu Pai, que está nos céus, que se perca um só destes pequeninos” (Mt 18,14). E afirma “dar a Sua vida em resgate pela multidão” (Mt 20,28). Esta última expressão não é restritiva: simplesmente contrapõe o conjunto da humanidade a pessoa única do redentor, que Se entrega para a salvar. No seguimento dos Apóstolos, a Igreja ensina que Cristo morreu por todos os homens, sem exceção: “Não há, não houve, nem haverá nenhum homem pelo qual Cristo não tenha sofrido”. (Salvo por sua morte na cruz)

45 20 Quanto à Lei, ela interveio para que se multiplicassem as transgressões. Onde, porém, se multiplicou o pecado, a graça transbordou. 21 Enfim, como o pecado reinou pela morte, assim também a graça reina pela justiça, para a vida eterna, por Jesus Cristo, nosso Senhor.

46 Cat A preparação do homem para acolher a graça é já uma obra da graça. Esta é necessária para suscitar e manter nossa colaboração na justificação pela fé e na santificação pela caridade. Deus acaba em nós aquilo que Ele mesmo começou.

47 32 E disseram um ao outro: "Não ardia o nosso coração quando ele nos falava pelo caminho, quando nos explicava as Escrituras?"

48 31 Depois disto, que dizer ainda? Se Deus é por nós, quem será contra nós? 32 Deus, que não poupou seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como é que, com ele, não nos daria tudo o mais? 33 Quem acusará os escolhidos de Deus? Deus, que justifica? 34 Quem condenará? Cristo Jesus, que morreu, mais ainda, que ressuscitou e está à direita de Deus, intercedendo por nós? 35 Quem nos separará do amor de Cristo? Tribulação, angústia, perseguição, fome, nudez, perigo, espada?

49 36 Pois está escrito: "Por tua causa somos entregues à morte, o dia todo; fomos tidos como ovelhas destinadas ao matadouro". 37 Mas, em tudo isso, somos mais que vencedores, graças àquele que nos amou. 38 Tenho certeza de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potências, 39 nem a altura, nem a profundeza, nem outra criatura qualquer será capaz de nos separar do amor de Deus, que está no Cristo Jesus, nosso Senhor.

50 Canto Catequético Temático

51 Rm 8, Quem nos separará? QUEM NOS SEPARARÁ, QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE DEUS? Acaso Cristo Jesus, o que morreu Mas ainda o que ressuscitou O que a direita de Deus intercede por nós? A tribulação? A angustia? A perseguição? A fome? Ou a nudez? Se em tudo vencemos por Aquele que nos amou?

52 Se seguros estamos que nem a morte nem a vida, nem o presente nem o futuro Nem a altura nem a profundidade Nem outra coisa alguma nos poderá separar de Deus NOS PODERÁ SEPARAR DO AMOR DE DEUS MANIFESTADO EM CRISTO JESUS. QUEM NOS SEPARARÁ, QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE DEUS?

53 Oração dos Fiéis

54 Senhor escutai as nossas preces!

55 Pai Nosso

56 Abraço da Paz

57 Bênção e Despedida

58 Canto Catequético Temático

59 Rm 8, Quem nos separará? QUEM NOS SEPARARÁ, QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE DEUS? Acaso Cristo Jesus, o que morreu Mas ainda o que ressuscitou O que a direita de Deus intercede por nós? A tribulação? A angustia? A perseguição? A fome? Ou a nudez? Se em tudo vencemos por Aquele que nos amou?

60 Se seguros estamos que nem a morte nem a vida, nem o presente nem o futuro Nem a altura nem a profundidade Nem outra coisa alguma nos poderá separar de Deus NOS PODERÁ SEPARAR DO AMOR DE DEUS MANIFESTADO EM CRISTO JESUS. QUEM NOS SEPARARÁ, QUEM NOS SEPARARÁ DO AMOR DE DEUS?


Carregar ppt "O Pecado Original e a Salvação em Cristo. Canto Inicial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google