A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

POR QUE ESTUDAR A CONTABILIDADE A Contabilidade é considerada a linguagem de negócios. É por meio do relatórios elaborados com base no sistema de informações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "POR QUE ESTUDAR A CONTABILIDADE A Contabilidade é considerada a linguagem de negócios. É por meio do relatórios elaborados com base no sistema de informações."— Transcrição da apresentação:

1 POR QUE ESTUDAR A CONTABILIDADE A Contabilidade é considerada a linguagem de negócios. É por meio do relatórios elaborados com base no sistema de informações contábeis que administradores decidem o uso dos recursos a eles confiados.

2 POR QUE ESTUDAR A CONTABILIDADE A Contabilidade sinaliza problemas de: pagamento aos financiadores, recebimento dos clientes, despesas em excesso ou encargos financeiros, ociosidade na produção etc.

3 CONCEITO DE CONTABILIDADE É uma ciência social que tem por objeto o patrimônio das entidades econômico – administrativo. Seu objetivo principal é controlar o patrimônio das entidades em decorrência de suas variações.

4 CONCEITO DE CONTABILIDADE O Funcionamento do Sistema Contábil CONTABILIDADE (processamento) entrada saída Eventos Econômicos Financeiros Demonstrações Contábeis

5 OBJETIVO DA CONTABILIDADE Seu objetivo é permitir o estudo, o controle e a apuração de resultados diante dos fatos decorrentes da gestão do patrimônio das entidades.

6 OBJETIVO DA CONTABILIDADE Gerar informações sobre o patrimônio e o desempenho das entidades, a fim de reduzir as assimetrias informacionais e auxiliar os processos de planejamento, execução e controle. A Contabilidade é uma ferramenta que gera informações úteis ao processo decisório.

7 FINALIDADE DA CONTABILIDADE A principal finalidade é fornecer informações de ordem econômica – financeira sobre o patrimônio, para facilitar as tomadas de decisões por parte dos seus usuários.

8 USUÁRIOS DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS De acordo com o objetivo do usuário, ou seja, na decisão quanto a investimento, financiamento, distribuição de resultados, preço, mix de produtos, entre outros, existe uma demanda diferenciada de informações contábeis.

9 USUÁRIOS DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS São as pessoas físicas ou jurídicas que, direta ou indiretamente, tenham interesse no controle, nos resultados, na situação patrimonial, no desempenho das entidades. Sócios e Acionistas, Administradores (gestores), Governo, Bancos, Fornecedores,

10 CAMPO DE ATUAÇÃO AMPLO – Societária, Gerencial, Pública, Fiscal, Auditoria, Pericia, Pesquisa, Ensino. CLIENTES: Pessoas físicas, entidades de finalidades não lucrativas, empresas, ou mesmo pessoas de direito público, tais como Estado, Município, União.

11 CAMPO DE ATUAÇÃO CONTABILIDADE GERENCIAL X CONTABILIDADE FINANCEIRA

12 CONTABILIDADE GERENCIAL Contabilidade Gerencial significa gerenciamento de informação contábil; significa o uso da contabilidade como instrumento da administração.

13 CAMPO DE ATUAÇÃO Contabilidade Gerencial Contabilidade Gerencial: Relacionada com o fornecimento de informações para os administradores - isto é, aqueles que estão dentro da organização e que são responsáveis pela direção e controle de suas operações; Contabilidade Financeira Contabilidade Financeira: Relacionada com o fornecimento de informações para os acionistas, credores e outros que estão de fora da organização;

14 OBJETIVOS DO RELATÓRIOS Contabilidade Financeira: Facilitar a análise financeira para as necessidades dos usuários externos. Contabilidade Gerencial: Objetivo especial de facilitar o planejamento, controle, avaliação de desempenho e tomada de decisão internamente.

15 FORMA DOS RELATÓRIOS Contabilidade Financeira: Balanço Patrimonial, Demonstração do Resultado, Demonstração de Lucros e Prejuízos Acumulados, Demonstração das Mutações do PL, Demonstração do Fluxo de Caixa. Contabilidade Gerencial: Orçamentos, relatórios de desempenho, relatórios de custo, relatórios especiais não rotineiros para facilitar a tomada de decisão.

16 FREQUENCIA DOS RELATÓRIOS Contabilidade Financeira: Anual, Trimestral, Mensal, etc. Contabilidade Gerencial: Na freqüência julgada necessária pela administração.

17 PERSPECTIVA DOS RELATÓRIOS Contabilidade Financeira: Orientação histórica (Dados Passados). Contabilidade Gerencial:Orientada para o futuro para facilitar o planejamento, controle e avaliação de desempenho antes do fato (para impor metas), acoplada com uma orientação histórica para avaliar os resultados reais (para o controle posterior do fato).

18 RESTRIÇÕES NAS INFORMAÇÕES FORNECIDAS Contabilidade Financeira: Princípios Contábeis Geralmente Aceitos. Contabilidade Gerencial: Nenhuma restrição, exceto as determinadas pela administração.

19 CICLO CONTÁBIL

20 PATRIMÔNIO Conjunto de bens, direitos e obrigações de uma pessoa ou entidade.

21 BENS Do ponto de vista contábil, são todos os objetos que uma empresa possui para uso, troca ou consumo.

22 BENS TANGÍVEIS São bens palpáveis pertencentes a empresa. Ex: Estoques de Mercadorias, Estoques de Material de Escritório, Maquinas e Equipamentos, Veículos.

23 BENS INTANGÍVEIS Embora considerado bens e pertencentes a empresa, não representam bens físicos. Ex: Marcas e Patentes, Direitos Autorais, Licença de Software, Fundo de Comercio.

24 DIREITOS São valores que a empresa tem a receber de terceiros. Originam-se normalmente das vendas a prazo de bens ou serviços (Duplicatas a Receber) ou de outras transações como aluguel a receber, empréstimos a receber, aplicação financeira.

25 OBRIGAÇÕES Representam os valores que a empresa tem para pagar a terceiros. (Fornecedores, bancos, empregados, governo). Originam-se normalmente das compras a prazo de bens ou serviços ou ainda de outras transações como empréstimos bancários e alugueis a pagar.

26 ASPECTOS QUALITATIVO DO PATRIMONIO Tratam dos componentes do patrimônio segundo a espécie de cada um: BENS – dinheiro, estoques de mercadorias, imóveis DIREITOS – Duplicatas a receber – Alugueis a receber OBRIGAÇÕES – Fornecedores a pagar – Empréstimos a pagar

27 ASPECTO QUANTITATIVO DO PATRIMONIO Referem-se ao valor com que cada elemento possa ser expresso. Caixa - $200,00 Duplicatas a Receber - $100,00 Fornecedores a Pagar - $50,00

28 REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DO PATRIMONIO LADO ESQUERDO (ATIVO) LADO DIREITO (PASSIVO) BENS Dinheiro (caixa) Estoques Veículos DIREITOS Duplicatas a Receber Aplicação Financeira OBRIGAÇÕES Fornecedores a Pagar Contas a Pagar Salários a Pagar Impostos a Pagar

29 SITUAÇÃO LIQUIDA PATRIMONIAL É a diferença entre o Ativo (bens e direitos) e o Passivo (obrigações).

30 EQUAÇÃO PATRIMONIAL ATIVO = PASSIVO + PATRIMONIO LIQUIDO OU PATRIMONIO LIQUIDO = ATIVO - PASSIVO

31 PATRIMONIO LIQUIDO Subtraindo o total dos bens e direitos do total das obrigações encontramos a situação liquida ou riqueza liquida da empresa, que significa a parte que sobra do patrimônio para a organização. Portanto, Patrimônio Líquido são os recursos pertencentes aos proprietários da entidade. (Recursos Próprios)

32 PATRIMONIO LIQUIDO Ativo Maior que Passivo – Patrimônio Liquido Positivo Ativo Menor que Passivo – Patrimônio Liquido Negativo ou Passivo a Descoberto. Ativo igual ao Passivo – Patrimônio Liquido Nulo.


Carregar ppt "POR QUE ESTUDAR A CONTABILIDADE A Contabilidade é considerada a linguagem de negócios. É por meio do relatórios elaborados com base no sistema de informações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google