A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Assessoria Econômica da FEDERASUL Crescimento Econômico x Inflação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Assessoria Econômica da FEDERASUL Crescimento Econômico x Inflação."— Transcrição da apresentação:

1 1 Assessoria Econômica da FEDERASUL Crescimento Econômico x Inflação

2 2 Crescimento brasileiro continua lento Crescimento do PIB chegou a apenas 0,6% no 1º trimestre do ano, em relação ao mesmo período do ano anterior –Crescimento continua sendo puxado pelo mercado interno, especialmente o consumo das famílias. Os remédios empregados pelo governo para aliviar os sintomas da última crise internacional, em 2009, já não dão o mesmo resultado –Devido a esse fraco desempenho, a estimativa é que o Brasil não cresça acima de 2,5% em 2013; –O mau desempenho brasileiro coloca o país, mais uma vez, na lanterna entre as principais economias emergentes.

3 Evolução do PIB Trimestral Brasileiro (em %) Fonte: IBGE.

4 Crescimento do PIB Brasileiro (em relação ao trimestre anterior, com ajuste sazonal) Fonte: IBGE.

5 5 Decomposição do Crescimento do PIB Brasileiro por Componente da Demanda e Oferta (últimos 4 trimestres) Fonte: IBGE.

6 6 Expectativa de Crescimento do PIB em 2013 (comparação entre países, em %) Fonte: The Economist.

7 7 Inflação Acumulada em 12 Meses Preços ao Consumidor (%) Fonte: The Economist e Bancos Centrais. *: diferença entre a inflação acumulada em 12 meses e o centro da meta.

8 8 Inflação Acumulada em 12 Meses Preços ao Consumidor (%) Fonte: IBGE.

9 9 Evolução da Inflação no Brasil (IPCA acumulado em 12 meses) Fonte: IBGE.

10 10 O Banco Central deve deixar a sua passividade de lado e focar no centro da meta inflacionária ; –Bacen parece mais preocupado em estimular o anêmico crescimento econômico do que combater a elevação da inflação; –O Bacen deve buscar também reduzir o centro da meta, que é elevado para os padrões internacionais. Reduzir a indexação de preços –Esse mecanismo atrela os preços do presente à inflação passada, limitando uma queda mais acentuada em períodos recessivos. Reduzir o elevado protecionismo brasileiro –Esse é outro fator fundamental para manter a nossa inflação acima daquela observada em outros países. Após o processo de abertura comercial brasileiro, no início dos anos 1990, pouco se fez para ampliar seu grau de integração com o mundo. Como baixar a Inflação Brasileira?


Carregar ppt "1 Assessoria Econômica da FEDERASUL Crescimento Econômico x Inflação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google