A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso Técnico em Informática DISCIPLINA: Implementação a Banco de Dados PROFESSOR: Flávio Barbosa

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso Técnico em Informática DISCIPLINA: Implementação a Banco de Dados PROFESSOR: Flávio Barbosa"— Transcrição da apresentação:

1 Curso Técnico em Informática DISCIPLINA: Implementação a Banco de Dados PROFESSOR: Flávio Barbosa Site: PARACATU /MG

2 Modelo lógico Preocupar em como os dados ficaram armazenados. As entidades são distribuídas em tabelas. As tabelas poder ser descritas graficamente ou textualmente. Os atributos chaves, são representados como chaves primarias. É adicionado o conceito de chave estrangeira (Foreign Key ou FK) - que permitem a relação entre as tabelas. Uma chave estrangeira é um atributo da tabela que faz referência a uma chave primária de outra tabela ou da própria tabela.

3 Relacionamento N para N A RELAÇÃO entre duas entidades, vira uma nova tabela. Essa nova tabela IRÁ CONTER TODOS OS ATRIBUTOS DO RELACIONAMENTO (SE HOUVER) MAIS AS CHAVES PRIMÁRIAS DAS ENTIDADES QUE FAZEM PARTE DESSE RELACIONAMENTO. As chaves primárias que vão passar para a nova tabela passam como chaves estrangeiras.

4 Exemplo

5 Modelo Lógico Gerado pelo BRModelo

6 Modelo Lógico – Gráfico cpf referencia professor Cod_disciplina referencia Disciplina

7 Modelo Lógico - textual professor (cpf, nome, fone) disciplina (codigo_disciplina, nome_disciplina) leciona (cpf(FK), codigo_disciplina((FK), data) matricula_professor referencia tbProfessor codigo_disciplina referencia tbDisciplina

8 Relacionamento 1 para N Cria-se uma chave estrangeira na entidade que possui a cardinalidade N. Se o relacionamento tiver atributos, esses atributos irão “seguir” a chave estrangeira, ou seja, ficarão na mesma tabela que a chave estrangeira ficar (a de cardinalidade N).

9 Exemplo

10 Modelo Lógico Gerado pelo BRModelo

11 Relacionamento 1 para 1 Adição de Coluna: Deve-se olhar o relacionamento mínimo. A entidade que tiver o relacionamento mínimo 1 recebe a chave estrangeira e os atributos da relação. cpf referencia professor

12 TIPO DE DADOS DE UM ATRIBUTO: Depende do SGBD escolhido. No nosso caso será MySQL, os principais tipos são: TipoNomeDescrição Caracterechar(n)String de tamanho fixo como no máximo 255 char(n) String de tamanho variável com no máximo 255 TextTexto acima de 255 LongtextTexto longos. Numérico de ponto fixo decimal(p,e) numeric(p,e) Número que tem precisão e escala fixas (“p” representa o número total de dígitos; “e” representa o número de casas decimais) Numérico aproximadofloat, realNúmero com ponto flutuante Numérico inteiroIntNúmeros que usam dados inteiros Data e horaDatetime Tipo de dado para armazenar data e hora no mesmo atributo DataDateTipo de dado para armazenar data HoraTimeTipo de dado para armazenar hora AnoYearRepresenta ano

13 MODELO FÍSICO É a implementação do Modelo Lógico. Faz necessário utilizar uma linguagem própria para esse tipo de banco de dados, chamada Linguagem SQL SQL - Linguagem de Consulta Estruturada. É uma linguagem para banco de dados relacional. É padronizada pela ANSI (American National Standards Institute) e ISO (International Standards Organization).

14 MODELO FÍSICO Atualmente, nenhum SGBD adota integralmente o padrão desenvolvido pela ANSI. Normalmente, as empresas que desenvolvem o SGBD fazem uma customização do padrão para a sua ferramenta.

15 A linguagem SQL possui subdivisões de comandos 1. DDL (Data Definition Language) ou Linguagem de Definição de Dados: Comandos para a definição, criação, alteração e exclusão do esquema da base de dados e de objetos na base de dados (exemplos de objetos: tabelas, visões). 2. DML (Data Manipulation Language) ou Linguagem de Manipulação de Dados: disponibiliza comandos para inserção, exclusão e alteração e recuperação de dados na base de dados.


Carregar ppt "Curso Técnico em Informática DISCIPLINA: Implementação a Banco de Dados PROFESSOR: Flávio Barbosa"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google