A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Deformações da litosfera e Formação de Montanhas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Deformações da litosfera e Formação de Montanhas."— Transcrição da apresentação:

1 Deformações da litosfera e Formação de Montanhas

2 Porquê as deformações ocorrem? Resultam de movimentos de placas tectônicas

3 Principais tipos de deformações DobrasFalhas

4 Dilatação = ∆ volumeTranslação = mudança de posição Rotação = ∆ orientação Distorção = ∆ forma Processos deformacionais

5 Deformação natural em função da temperatura e pressão (hidrostática/litostática). RUPTEIS: quebras e descontinuidade DÚCTEIS: deformação plástica sem perda de continuidade As linhas BP-AT e AP-BT representam o comportamento esperado em regimes de alto e baixo gradientes térmicos, respectivamente. AP=Alta pressão; BP=Baixa pressão; AT=Alta temperatura; BT=Baixa temperatura. Para um gradiente térmico elevado em profundidades menores pode-se atingir temperaturas elevadas para que a deformação ocorra no domínio dúctil (plástico e viscoso). Para um gradiente térmico menor é necessário atingir pressões elevadíssimas (profundidade) para que as deformações ocorram no campo dúctil.

6 DOBRAMENTOS As dobras são deformações dúcteis que afetam corpos rochosos da crosta terrestre. A associadas a cadeias de montanhas.

7 Elementos geométricos de uma superfície dobrada cilíndrica (a) Plano de perfil de uma dobra (b): Sa- Superfície axial; Lc – Linha de charneira; Li- Linha de inflexão; Zc- Zona de charneira e Fl- Flanco.

8 Classificação das dobras Atectônicas – Relacionadas com a dinâmica externa da Terra – Formadas na superfície ou próximas – Desencadeada pela força da gravidade – Possuem expressão local Tectônicas – Relacionadas com a dinâmica interna da Terra – Formada sob condições variadas de esforços – Temperatura e Pressão – Processo de formação de cadeias de montanhas

9 As dobras atectônicas são formadas a partir de sedimentos saturados com água, os quais após o rompimento da força de coesão entre os grãos, adquirem fluidez e se movimentam num meio de menor densidade, em geral o aquoso.

10 As dobras tectônicas são formadas por dois mecanismos básicos: (a) Flambagem: promovem o encurvamento das camadas perpendicularemte à superfície axial, preservando sua estrutura e comprimento. (b) Cisalhamento: não envolvem encurtamento ortogonal pois os planos de deslizamento são oblíquos.

11

12

13 Dobras em gnaisses do Grupo Paraíba do Sul, Rio de Janeiro (Rodovia Pres. Dutra, Belvedere/Serra das Araras)

14 Classificação geométrica Linha de charneira (a) horizontais (b) verticais (c) inclinadas

15 Classificação geométrica Superfície axial (a) normal (b) recumbente (c) Inversa

16 Dobra recumbente em quartzitos do Grupo Andrelândia, Serra de Carrancas, Minas Gerais.

17 Classificação geométrica Ângulos de flanco

18 Dobra fechada em gnaisses da base do Grupo Andrelândia (São Vicente de Minas, MG).

19 Dobra isoclinal em xistos do Grupo Andrelândia. Serra da Pedra Branca

20 Formação ferrífera bandada. Camadas alternadas ricas em ferro e sílica. O minério encontra-se recristalizado e deformado.

21 Classificação geométrica Sentido de fechamento (a)Antiforme (b)Sinforme

22 Classificação geométrica e estatigráfica Seqüência estratigráfica das camadas: (1)Mais antiga, (2)Intermediária, (3)Mais nova. Em (a) seqüência normal, (b) seqüência invertida.

23 Falhas Resultam de deformações rúpteis nas rochas da crosta terrestre. São expressas por superfícies descontínuas com deslocamento diferencial de poucos cm a dezenas de quilometros Falhas inversas em gnaisses do Complexo Mantiqueira.

24 Elementos das FALHAS (a) Muro ou Lapa (b) Teto ou Capa;

25 Falhas, a maioria normal, afetando arenitos e conglomerados da Formação Itaquaquecetuba (SP).

26 falhas (F) conjugadas em siltitos gresosos alternando com siltitos argilo- carbonosos. PF=traço do plano de falha.

27 falha (traço do plano de falha=F-F1) associada a dobras. DA=dobra em anticlinal

28 Classificação de falhas com base no movimento relativo entre blocos adjacentes. PLANAR (a) normal; (b) inversa; (c) transcorrente (d) oblíqua.

29 Falhas curvas são denominadas de lístricas

30 Secção da bacia (graben) de Taubaté Vale do rio Paraíba do Sul O Vale do Paraíba foi originado de um sistema de falhas normais A fossa tectônica por onde corre o rio Paraíba acha-se preenchida por sedimentos lacustres do Terciário Superior, com folhelhos pirobetuminosos, cobertos por arenito argiloso com lentes de argila mal estratificadas, nos folhelhos ocorrem fósseis de peixes, tartarugas, penas de aves e vários crustáceos. Graben = depressão Horst = elevação Rift da Serra do mar : Vale de afundamento de grande extensão

31 Pedra do Baú – Serra da Mantiqueira (SP)

32 Camadas inclinadas de arenito da série Camaquã, junto à mina de cobre de Camaquã (Caçapava do Sul -RS)

33 Cuesta de Botucatu (SP)


Carregar ppt "Deformações da litosfera e Formação de Montanhas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google