A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desenvolvimento embrionário Introdução à embriologia Segmentação Professora Rosana Moraes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desenvolvimento embrionário Introdução à embriologia Segmentação Professora Rosana Moraes."— Transcrição da apresentação:

1 Desenvolvimento embrionário Introdução à embriologia Segmentação Professora Rosana Moraes

2  Todo ser vivo tem capacidade de se reproduzir, resultando na formação de um novo indivíduo.  Nos animais o processo de reprodução da maioria é a fecundação.

3 Embriologia A embriologia é a parte da Biologia que estuda o desenvolvimento embrionário. O desenvolvimento embrionário faz parte de um processo ainda mais complexo, a ontogenia, que é o estudo das transformações pelas quais o indivíduo passa, desde o período embrionário até a fase adulta.

4 Breve Histórico da Embriologia Século XVII e XVIII, a embriologia estava apoiada em duas correntes de pensamento: a pré-formista e a epigênese. Inicialmente, os adeptos do pré-formismo sustentavam que o óvulo abrigava uma forma em miniatura de um indivíduo adulto da espécie. Quando o espermatozoide foi descoberto, em 1677, o papel do óvulo na formação de um novo indivíduo passou a ser questionado, pois não era admitido que tanto o óvulo quanto o espermatozoide abrigassem essas formas miniaturizadas de seres vivos. O pré-formismo ficou dividido em dois grupos: os ovulistas e o espermistas.

5 Para os ovulistas Consideravam o óvulo mais importante do que os espermatozoides, visto que abrigava as reservas nutritivas essenciais à sobrevivência do embrião. Os espermatozoides eram simples parasitas do fluido seminal. Para os espermistas O óvulo continha as reservas nutritivas necessárias ao crescimento do embrião, mas o embrião estava presente nos espermatozoides.

6 Breve Histórico da Embriologia Caspar Friedrich Wolff (1733 – 1794) – lançou as bases da teoria epigenética (ou epigênese). Segunda a qual, a formação de um indivíduo e seu posterior desenvolvimento, resultando na formação de um indivíduo completo, partia da mistura de material amorfo proveniente do espermatozoide e também do óvulo, não havendo, portanto, nestes, nenhum indivíduo pré-formado. Mathias Jacob Shleiden ( ) Teoria celular Theodor Schwann ( ) Teoria celular Rudolf Virchow As células se originam de outras já existentes Rudolf Albert Kolliker (1817 – 1905) Demonstrou que os organismos desenvolvem-se a partir da união entre um óvulo e um espermatozoide, em um processo contínuo de sucessivas divisões celulares, seguido da diferenciação ou especialização destas.

7 Zigoto Fecundação

8 Desenvolvimento embrionário O desenvolvimento embrionário tem início com a primeira divisão mitótica do zigoto e apesar de apresentar algumas particularidades nos diferentes grupos de animais, pode ser dividido em três etapas: SEGMENTAÇÃO GASTRULAÇÃO ORGANOGÊNESE

9 SEGMENTAÇÃO É o período que vai desde as primeiras divisões celulares (clivagens) do zigoto até a formação de um aglomerado de células com uma cavidade interna, a blástula. A primeira divisão do zigoto origina as duas primeiras células, os blastômeros, e a segmentação promove o aumento da quantidade de blastômeros.

10 Segmentação  A - óvulo  B - ovo fecundado   C - Início da primeira clivagem;  D. estágio de 2 células;  E - F. estágio de 4 células;  G. estágio de 8 células;  H. estágio de mórula;  I. blástula.

11 Os zigotos de praticamente todas as espécies animais possuem substâncias nutritivas armazenadas no citoplasma, na forma de minúsculos grãos de proteínas e lipídios, que formam o vitelo. As substâncias do vitelo nutrirão as células embrionárias até que o embrião consiga obter alimento do ambiente. O tipo de segmentação depende da distribuição e da quantidade de vitelo da célula-ovo.

12 Tipos de ovos blastodisco

13 Ovos Oligolécitos ou isolécito – possuem pequena quantidade de vitelo, o qual encontra-se distribuído de maneira homogênea pelo citoplasma. A segmentação nesse tipo de ovo é holoblástica igual – pois ocorre em todo o ovo e os blastômeros formados apresentam aproximadamente o mesmo tamanho. ocorre em: platelmintos, nematelmintos, anelídeos, equinodermos, ascídias e mamíferos.

14 Ovos heterolécitos – apresentam quantidade relativa de vitelo grande de vitelo, distribuído de maneira heterogênea pelo citoplasma. A região do citoplasma onde há maior concentração de vitelo é o polo vegetativo. A outra onde há pouco vitelo é o polo animal. Ocorre em: anfíbios A segmentação é nesse tipo de ovo holoblástica desigual – ocorrem em todo o ovo, mas a partir da 3ª clivagem os blastômeros originados tem tamanhos diferentes.

15 Ovos telolécitos – apresentam grande quantidade de vitelo, ocupando quase que inteiramente todo o citoplasma. As organelas citoplasmáticas e o núcleo ficam restritos a uma área superficial do polo animal, denominado blastodisco ou disco germinativo. A segmentação nesse tipo de ovo é meroblástica discoidal – ocorre apenas em parte do ovo, na região do blastodisco. Ocorre em: moluscos cefalópodes (polvos e lulas), peixes, répteis, aves.

16 Ovos centrolécitos – apresentam quantidade relativamente grande de vitelo, o qual encontra-se concentrado na região central do ovo. A segmentação nesse tipo de ovo é meroblástica superficial – inicialmente, ocorrem sucessivas divisões nucleares, sem que haja divisões do citoplasma. Em seguida, os núcleos formados migram para a periferia da célula, sendo então, envolvidos por membrana plasmática. Os blastômeros formados ficam restritos à superfície do ovo. Ocorre em: artrópodes (maioria)

17 Formação da Blástula Após a segmentação do ovo, quando o embrião conta com cerca de 16 células, está formado um maciço celular que se assemelha a uma amora. A mórula originará a blástula pela absorção de líquidos. O acúmulo destes líquidos gerará um afastamento dos blastômeros e a formação de uma cavidade mais central, no caso dos ovos oligolécitos ou mais deslocada e formada por células maiores ( macrômeros ) e células menores ( micrômeros). Esta cavidade é preenchida com o líquido absorvido e servirá para a próxima fase a gastrulação.

18


Carregar ppt "Desenvolvimento embrionário Introdução à embriologia Segmentação Professora Rosana Moraes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google