A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Fuzilamento de Jean Charles de Menezes: Uso da Força e Ação Anti-terrorista Professor P.A.J. Waddington The University of Reading England.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Fuzilamento de Jean Charles de Menezes: Uso da Força e Ação Anti-terrorista Professor P.A.J. Waddington The University of Reading England."— Transcrição da apresentação:

1 O Fuzilamento de Jean Charles de Menezes: Uso da Força e Ação Anti-terrorista Professor P.A.J. Waddington The University of Reading England

2 Jean Charles de Menezes Jean Charles de Menezes foi baleado pela polícia de Londres em 22 de JulhoJean Charles de Menezes foi baleado pela polícia de Londres em 22 de Julho Estação subterrânea StockwellEstação subterrânea Stockwell Confundido como terroristaConfundido como terrorista Recebeu múltiplos tiros na cabeçaRecebeu múltiplos tiros na cabeça TragédiaTragédia

3 Jean Charles de Menezes Essa apresentação: somente informações disponíveis publicamenteEssa apresentação: somente informações disponíveis publicamente Investigação oficial permanece confidencialInvestigação oficial permanece confidencial Sem fontes ‘privadas’Sem fontes ‘privadas’ Ação divulgada e implicaçõesAção divulgada e implicações

4 Contexto 7 de Julho: homem-bomba—3 metrôs e ônibus bombardeados no centro de Londres—56 mortos7 de Julho: homem-bomba—3 metrôs e ônibus bombardeados no centro de Londres—56 mortos 21 de Julho: bomba encontrada em metrôs e ônibus21 de Julho: bomba encontrada em metrôs e ônibus Ataques frustrados ainda aguardvam investigaçãoAtaques frustrados ainda aguardvam investigação Ameaça Jihadist:Ameaça Jihadist: –9/11 (ataque de 1993) –Bali, Casablanca, Madrid, Istanbul –Strasburg, Singapore

5 Ameaça Jihadist e a ‘guerra contra o terrorismo’? 9/11, et al: crime ou guerra?9/11, et al: crime ou guerra? O Terrorismo não é crime e os terroristas são:O Terrorismo não é crime e os terroristas são: –Dedicados, determinados, dispostos ao sacrifício próprio –Motivados por ideais –Implacáveis Não é guerra:Não é guerra: –Não representa o estado de nenhuma nação –Não subscreve tratados internacionais –Inexistência de grupos para negociar a paz

6 Guerra Irregular 1º princípio desta guerra: atacar o oponente no ponto mais fraco1º princípio desta guerra: atacar o oponente no ponto mais fraco Ocidente é invencível no campo de batalhaOcidente é invencível no campo de batalha Fraqueza do liberalismo secular:Fraqueza do liberalismo secular: –Individualismo: anonimato, liberdade de movimentação—camuflagem –Direitos: vigilância, detenção, força –Ceticismo no Estado

7 Inteligência ‘Inteligência’: eufemismo para informação ‘pobre’‘Inteligência’: eufemismo para informação ‘pobre’ Empenho terrorista em permanecer no anonimatoEmpenho terrorista em permanecer no anonimato –‘Joining up the dots’ –‘Agulha no palheiro’ –Falsas verdades –Tomada de decisões em tempo real

8 22 de Julho: Falha da Inteligência? Endereço conectado a bombas encontradasEndereço conectado a bombas encontradas VigilânciaVigilância Fotografia ruim do bombardeio, OsmanFotografia ruim do bombardeio, Osman Possibilidade de visibilidadePossibilidade de visibilidade Confirmação sobre os movimentosConfirmação sobre os movimentos

9 22 de Julho: falha do comando? Mito do comando panópticoMito do comando panóptico Comandantes inevitavelmente operam ‘cegos’Comandantes inevitavelmente operam ‘cegos’ Má informação inevitávelMá informação inevitável –Desestruturada –Fluída –Incompleta

10 22 de Julho: falha organizacional? Vigilância oficial desarmadaVigilância oficial desarmada Encontro de policiais armadosEncontro de policiais armados Frequências de rádio diferentesFrequências de rádio diferentes

11 22 de Julho: força excessiva? ‘Kratos’: presunção exagerada de rendição‘Kratos’: presunção exagerada de rendição Prisão criminalPrisão criminal Combatentes emboscadosCombatentes emboscados LoughgallLoughgall Homens-bomba detonam explosivosHomens-bomba detonam explosivos

12 22 de Julho: força excessiva? Dano letal: ‘Suniland’ e a ‘arma descarregada’Dano letal: ‘Suniland’ e a ‘arma descarregada’ ‘Tiro na cabeça catastrófico’: opção de rotina‘Tiro na cabeça catastrófico’: opção de rotina Prevenção ao ‘tiro de reação’ = vários brainstemPrevenção ao ‘tiro de reação’ = vários brainstem Armas lentasArmas lentas Matar não é suficienteMatar não é suficiente Ataque no ponto mais fraco: força o Estado a responder ameaçadoramenteAtaque no ponto mais fraco: força o Estado a responder ameaçadoramente

13 Resumindo Ataque terrorista no ponto mais fraco: permite ao oponente uma única opção bem sucedidaAtaque terrorista no ponto mais fraco: permite ao oponente uma única opção bem sucedida –Matar terrorista armado em flagrante Outras opções:Outras opções: –Falhar ao prevenir suspeita de ataque terrorista –Matar uma pessoa inocente

14 Legitimidade Tilly: legitimidade do estado está baseada em:Tilly: legitimidade do estado está baseada em: –Capacidade –Confiança Capacidade de proteger a pátria contra ataque, (ataques da força aérea inglesa contra cidades alemães em 1940Capacidade de proteger a pátria contra ataque, (ataques da força aérea inglesa contra cidades alemães em 1940 Confiança que a força coercitiva não será usada contra cidadãos, ou seja, é utilizada para preservar a justiçaConfiança que a força coercitiva não será usada contra cidadãos, ou seja, é utilizada para preservar a justiça Terrorism strikes at both

15 Ameaça terrorista a legitimidade Entendendo errado:Entendendo errado: –Demonstração de falta de capacidade Crítica pública sobre:Crítica pública sobre: –Design das torres gêmeas –Prontidão/equipamento do departamento de bombeiros/polícia –‘Falha da inteligência’ –Confiança Minada Brutalidade policialBrutalidade policial Perda de controlePerda de controle ‘Atirar pra matar’, ‘execução’, etc‘Atirar pra matar’, ‘execução’, etc Atacar oponente no ponto mais fraco

16 Acidentes acontecem 2000 pessoas morrem anualmente em hospitais por ‘acidentes médicos’2000 pessoas morrem anualmente em hospitais por ‘acidentes médicos’ 30% das que morrem em UTI são diagnósticadas equivocadamente30% das que morrem em UTI são diagnósticadas equivocadamente 50% das diagnosticadas equivocadamente poderiam sobreviver com um diagnóstico correto50% das diagnosticadas equivocadamente poderiam sobreviver com um diagnóstico correto Conceito de ‘Sociedade de Risco’: aversão ao terror

17 Democracia Terrorismo mina legitimidadeTerrorismo mina legitimidade Ira das vítimasIra das vítimas Campanhas / simpatizantesCampanhas / simpatizantes MídiaMídia Investigação oficial/revelaçãoInvestigação oficial/revelação Ataque no ponto mais fraco

18 Extender capacidade Engendrar confiança ‘Estado de Emergência Terrorista’‘Estado de Emergência Terrorista’ Ratificação de leis internacionaisRatificação de leis internacionais Redução legítima da liberdadeRedução legítima da liberdade

19 Intolerância irremediável ao terror ‘Efeito colateral’‘Efeito colateral’ Sacrifício de vidas inocentesSacrifício de vidas inocentes Guerra é sempre bárbaraGuerra é sempre bárbara Conviver com barbaridade não é liberalismoConviver com barbaridade não é liberalismo Atacar no ponto mais fraco Atacar no ponto mais fraco


Carregar ppt "O Fuzilamento de Jean Charles de Menezes: Uso da Força e Ação Anti-terrorista Professor P.A.J. Waddington The University of Reading England."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google