A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FLUXO GÊNICO VIA PÓLEN E SEMENTES EM ESPÉCIES DE EUCALYPTUS Paulo Kageyama. ESALQ.USP INTRODUÇÃO GÊNERO EUCALYPTUS: AUSTRÁLIA, INDONÉSIA E TIMOR ARBÓREA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FLUXO GÊNICO VIA PÓLEN E SEMENTES EM ESPÉCIES DE EUCALYPTUS Paulo Kageyama. ESALQ.USP INTRODUÇÃO GÊNERO EUCALYPTUS: AUSTRÁLIA, INDONÉSIA E TIMOR ARBÓREA."— Transcrição da apresentação:

1 FLUXO GÊNICO VIA PÓLEN E SEMENTES EM ESPÉCIES DE EUCALYPTUS Paulo Kageyama. ESALQ.USP INTRODUÇÃO GÊNERO EUCALYPTUS: AUSTRÁLIA, INDONÉSIA E TIMOR ARBÓREA E ARBUSTIVA; CLIMA TROPICAL E TEMPERADO BRASIL: 4 MILHÕES DE HA E LIDERANÇA EM TECNOLOGIA FLUXO GÊNICO DISPERSÃO DE PÓLEN E SEMENTES ENTRE POPULAÇÕES PÓLEN: BIÓTICA (INSETOS)* ;SEMENTES: ABIÓTICA (VENTO) CONTAMINAÇÃO: PRODUÇÃO SEMENTES X TRANSGÊNICOS MEDIÇÃO: FÓSFORO RADIATIVO; MARCADOR MOLECULAR CONSIDERAÇÕES FINAIS É URGENTE: PROTOCOLO PARA AS ESPÉCIES CULTIVADAS CONTAMINAÇÃO: SE GENE TEM APTIDÃO, É IRREVERSÍVEL AVANÇO ESTUDO FLUXO GÊNICO: GENÉTICA MOLECULAR Brasília, 17 de abril de 2007 Brasília, 17 de abril de 2007

2 O GÊNEROEUCALYPTUSNO BRASIL O GÊNERO EUCALYPTUS NO BRASIL HISTÓRICO NAVARRO DE ANDRADE: 120 ESPÉCIES DE EUCALYPTUS 20 ANOS: PRODUTIVIDADE 15 M3/HA/ANO - 45 M3/HA/ANO EXISTEM VARIEDADES MELHORADAS DE MULTIPLO USO ESPÉCIES DE EUCALYPTUS EUCALYPTUS: SPP ALÓGAMAS: POLINIZAÇÃO CRUZADA POLINIZAÇÃO ANIMAL: INSETOS (MAIORIA) E PÁSSAROS DISPERSÃO SEMENTES PELO VENTO: SEMENTES TIPO PÓ FLUXO GÊNICO: PÓLEN E SEMENTES PÓLEN: VAI FORMAR A SEMENTE HÍBRIDA NA POPULAÇÃO SEMENTE: APÓS GERMINAR, PLANTA OGM NA POPULAÇÃO “Ö Eucalyptus é exótico e polinizado, no geral, por Apis mellifera que também é exótica”

3

4 CURVA LEPTOCÚRTICA DE DISTÂNCIA DE FLUXO GÊNICO CURVA LEPTOCÚRTICA CURVA DE DISTÂNCIA: PADRÃO PARA TODAS AS ESPÉCIES ESSE PADRÃO DE CURVA É LOGARITIMICA E NÃO LINEAR i) PICO DA CURVA; ii) QUEDA BRUSCA; iii) RABO CURVA O QUE VARIA É A DISTÂNCIA: CURTA, MÉDIA OU LONGA CONTAMINAÇÃO POR OGMs FERRAMENTA PODEROSA: FALTAM ESTUDOS PRECISOS DNA: PRECISÃO; MARCADOR POTENTE, BOA AMOSTRAGEM POUCAS SPP ESTUDADAS COM MARCADOR MOLECULAR CONTAMINAÇÃO: SE GENE TEM APTIDÃO - É IRREVERSÍVEL

5 ESTUDOS DE FLUXO GÊNICO EM ESPÉCIES FLORESTAIS MARCADOR MORFOLÓGICO DIFÍCIL ENSAIOS CAMPO; POUCA PRECISÃO GENES DE ALBINISMO; LIGULELESS; ETC MARCAÇÃO FÍSICO OU FISIOLÓGICO MEDIDA INDIRETA: MARCAÇÃO DO PÓLEN PÓ FLUOROSCENTE; FÓSFORO MARCADO MARCADOR MOLECULAR ISOENZIMAS: BAIXA PRECISÃO; EXCLUSÃO MICROSSATÉLITES: GRANDE PRECISÃO

6 CURVA DE FLUXO GÊNICO COM A DISTÂNCIA LEPTOCÚRTICA - GRANT (1980)

7 FLUXO GÊNICO EM POMAR DE SEMENTES DE EUCALYPTUS SALIGNA – P32 (Apis melifera) DISTÂNCIA (M) No Flores Flores Marcadas Porcentagem M ,7% M ,7% M ,9% M ,3% M ,6% M ,6% Fonte: Pacheco, Kageyama, Wiendl e Berti Fo (1986 )

8

9 DISPERSÃO DE PÓLEN DE EUCALYPTUS SALIGNA POR FÓSFORO MARCADO

10 DISPERSÃO DE PÓLEN DE EUCALYPTUS SALIGNA POR FÓSFORO MARCADO

11 DISPERSÃO DE PÓLEN DE EUCALYPTUS SALIGNA POR FÓSFORO MARCADO

12 FLUXO GÊNICO COM DIFERENTES POLINIZADORES E ESPÉCIES FLORESTAIS Espécie Ftal Polinizador Distância (m) Marcador Genético Palmiteiro Abelha Peq. 56 m Isoenzimas Freijó Abelha Média 300 m Isoenzimas Cedro Mariposa 950 m Isoenzimas Tauari Abelha Grde m Isoenzimas Jatobá Morcego m Microssatélites Sumaúma Morcego m Microssatélites Reis, 96; Gandara, 96; Cunha, 98, Santos, 2001; Gribel, 2001.

13 FLUXO GÊNICO POR TESTE DE PATERNIDADE COM MICROSSATÉLITES EM JATOBÁ

14 POR QUE ESTUDAR O FLUXO GÊNICO NAS ESPÉCIES CULTIVADAS? ANTES: O FLUXO GÊNICO ERA IMPORTANTE MUITO MAIS PARA ISOLAMENTO DAS ÁREAS PRODUTORAS DE SEMENTES; ANTES: O FLUXO GÊNICO ERA IMPORTANTE MUITO MAIS PARA ISOLAMENTO DAS ÁREAS PRODUTORAS DE SEMENTES; O FLUXO GÊNICO HOJE PASSA A TER MUITO MAIOR IMPORTÂNCIA, NA ANÁLISE DE RISCOS DOS OGMs; O FLUXO GÊNICO HOJE PASSA A TER MUITO MAIOR IMPORTÂNCIA, NA ANÁLISE DE RISCOS DOS OGMs; NO CASO DE RISCO DE CONTAMINAÇÃO POR OGMs OS ESTUDOS DEVEM SER MUITO MAIS RIGOROSOS; NO CASO DE RISCO DE CONTAMINAÇÃO POR OGMs OS ESTUDOS DEVEM SER MUITO MAIS RIGOROSOS; MUITOS PRODUTORES JÁ UTILIZAM ESPÉCIES E VARIEDADES DE EUCALYPTUS PARA MADEIRA, MEL, ÓLEO ESSENCIAL, ETC MUITOS PRODUTORES JÁ UTILIZAM ESPÉCIES E VARIEDADES DE EUCALYPTUS PARA MADEIRA, MEL, ÓLEO ESSENCIAL, ETC

15 CONSIDERAÇÕES FINAIS O FLUXO GÊNICO TEM APLICAÇÃO PARA ISOLAMENTO DE AREAS PRODUTORA DE SEMENTES E DE OGMs; O RIGOR PARA O ISOLAMENTO DE OGMs DEVE SER MUITO MAIOR DO QUE PARA POMARES DE SEMENTES; ESTUDOS PRECISOS SÃO ESSENCIAIS PARA AVALIAR O IMPACTO DOS OGMs SOBRE A BIODIVERSIDADE; FALTAM ESTUDOS BÁSICOS SOBRE COMO FUNCIONA DE FATO O FLUXO GÊNICO NAS ESPÉCIES CULTIVADAS; A GENÉTICA MOLECULAR PROPORCIONA ESTUDOS PRECISOS DE FLUXO GÊNICO, IDEAIS PARA OGMs; A PRECAUÇÃO DEVE EXIGIR ESTUDOS CRITERIOSOS E CUIDADOSOS DE FLUXO GÊNICO PARA CADA OGM.


Carregar ppt "FLUXO GÊNICO VIA PÓLEN E SEMENTES EM ESPÉCIES DE EUCALYPTUS Paulo Kageyama. ESALQ.USP INTRODUÇÃO GÊNERO EUCALYPTUS: AUSTRÁLIA, INDONÉSIA E TIMOR ARBÓREA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google