A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS Sonia Castro Coordenadora Institucional UECE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS Sonia Castro Coordenadora Institucional UECE."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS Sonia Castro Coordenadora Institucional UECE

2 Programa Ciência sem Fronteiras “Programa Especial de Mobilidade Internacional” Um Programa de Bolsas de Iniciativa do Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC) Bolsas para capacitação no exterior

3 OBJETIVOS  Formação técnico-científica altamente especializada em áreas prioritárias e estratégicas para o desenvolvimento do Brasil.  Aumentar a presença de pesquisadores e estudantes de vários níveis em instituições de excelência no exterior.  Fortalecimento e expansão das iniciativas científicas, tecnológicas, de inovação e competitividade através da mobilidade internacional de estudantes e pesquisadores.

4 Programa Ciência sem Fronteiras 101 mil bolsas ( ) ModalidadeNº de Bolsas Graduação sanduíche Doutorado Sanduíche Doutorado pleno9.790 Pós-Doutorado Estágio no Exterior (empresa)700 Jovem Talento (no Brasil)860 Pesquisador Visitante (no Brasil)390 Total  26 mil bolsas do setor industrial  Custo estimado de R$ 3,6 bilhões

5 Programa Ciência sem Fronteiras Benefícios  Passagem aérea (ida e volta);  Auxílio-Instalação;  Mensalidade de bolsa;  Seguro Saúde;  Auxílio material didático;  Curso de Idiomas* Duração da Bolsa  Período da bolsa graduação-sanduíche: 12 meses

6 ÁREAS E TEMAS PRIORITÁRIOS

7

8 CHAMADAS DE GRADUAÇÃO-SANDUÍCHE  Alemanha  Austrália  Áustria  Bélgica  Canadá  China  Coreia do Sul  Espanha  Estados Unidos  Finlândia  França  Holanda  Hungria  Irlanda  Itália  Japão  Noruega  Nova Zelândia  Portugal  Reino Unido  Suécia

9 Programa Ciência sem Fronteiras Total de Bolsistas Contemplados: Graduação-sanduíche: bolsas implementadas CHAMADAS PÚBLICAS GRADUAÇÃO-SANDUÍCHE

10 Bolsas Concedidas CAPES e CNPq – Programa Ciência sem Fronteiras

11

12 PRINCIPAIS DESTINOS ESCOLHIDOS CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS PAÍS DE DESTINOQUANTITATIVO ÁFRICA DO SUL1 ALEMANHA6 AUSTRÁLIA6 CANADÁ10 CHILE2 CHINA2 CORÉIA DO SUL1 DINAMARCA1 ESCÓCIA2 ESPANHA12 ESTADOS UNIDOS16 FRANÇA8 HOLANDA2 HUNGRIA7 IRLANDA6 ITÁLIA6 PORTUGAL6 REINO UNIDO8 TOTAL102

13

14

15

16

17

18

19 UNIVERSITY OF SYDNEY - AUSTRÁLIA

20

21

22

23 CANDIDATURA DO BOLSISTA

24 REQUISITOS DE CANDIDATURA  Estar matriculado em curso de nível superior nas áreas e temas prioritários e ter nacionalidade brasileira;  Ter obtido nota no ENEM igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados a partir de 2009;  Ter integralizado no mínimo 20% e, no máximo, 90% do currículo previsto para seu curso, no momento do início previsto da viagem de estudos;  Apresentar perfil de aluno de excelência, baseado no bom desempenho acadêmico, segundo critérios da IES;  Apresentar proficiência na língua estrangeira conforme determinação de cada chamada pública.

25

26 REQUISITOS PARA HOMOLOGAÇÃO DA CANDIDATURA PELA UDESC  Possuir Média das disciplinas curriculares cursadas igual ou superior a 7,0 (sete), conforme registrado no Sistema Acadêmico de Graduação no momento da homologação da candidatura;

27 PROCESSO DE INSCRIÇÃO  O candidato deverá se inscrever, conforme chamada pública de seu interesse, no site do Programa Ciência sem Fronteiras, por meio do Formulário on-line  O candidato deverá anexar a seguinte documentação: a) Histórico Escolar de Graduação; b) Comprovante do teste de proficiência ou de agendamento de realização do teste até a data indicada na Chamada; c) Certificado ou Comprovante de Premiação Científica, quando possuir.

28 Programa Ciência sem Fronteiras

29 PROCESSO DE INSCRIÇÃO ETAPA 2  Após pré-seleção pela IES e pelo Programa Ciência sem Fronteiras, o candidato deverá se inscrever nos formulários eletrônicos a serem disponibilizados pelo parceiro estrangeiro, em período indicado em cada Chamada  O não cumprimento dessa exigência acarretará o cancelamento da candidatura

30 Teste de Proficiencia The TOEFL® exam Test Of English as Foreign Language. É o exame exigido para entrada em universidades dos Estados Unidos. Linguagem acadêmica. Versões do TOEFL® test You can do the test on paper or on a computer, depending where you live. The test comes in two formats: paper-based testpaper-based test (PBT) next generation computer-based testnext generation computer-based test (iBT) Material para estudo:

31 Teste de Proficiencia The TOEFL® exam The TOEFL® paper-based test (PBT) Listening – 30 – 40 minutos – 50 questões Comprehension – 25 min – 40 questões Structure and Written Expression – 55 mim- 50 questões

32 Teste de Proficiencia IELTS IELTS, the International English Language Testing System, is designed to assess the language ability of candidates who need to study or work where English is used as the language of communication. IELTS is required for entry to university in the UK and other countries The test has four sections: Listening - 4 sections, 40 questions, 30 minutes Speaking - interview, 15 minutes Reading - different for Academic or General Training - 3 sections, 40 questions, 60 minutes Writing - different for Academic or General Training - 2 pieces of writing, 60 minutes

33 Teste de Proficiencia DELE: o teste oficial de proficiência em espanhol O DELE é dividido em seis níveis: - A1: Esse nível classifica o estudante como alguém com competência linguística suficiente para compreender e usar expressões cotidianas em espanhol, como pedir e dar informações e manter um diálogo informal. - A2: Teoricamente este aluno não terá problemas para falar sobre lugares que tem interesse em frequentar, conversar sobre profissões e outros diálogos básicos. - B1: Este nível qualifica o aluno entre o básico e o intermediário, mas ainda não quer dizer que o aluno está apto para diálogos complexos. - B2: Este nível pode ser considerado um nível intermediário avançado. Entende-se que o aluno classificado como B2 tem o conhecimento necessário para se comunicar em situações diárias que exigem um conhecimento maior da língua. - C1: Aqui o estudante é classificado como alguém com competência necessária para lidar com situações que exigem o uso avançado da língua. Este nível é o exigido pelas universidades ao aceitar alunos estrangeiros. - C2: Este é o nível mais alto do DELE. Para ser classificado como nível C2 é necessário ter conhecimento avançado da língua espanhola e estar apto para se comunicar em qualquer situação. Para isso é preciso ter o idioma fluente e um alto conhecimento cultural.

34 Teste de Proficiencia DELE: o teste oficial de proficiência em espanhol O DELE é dividido em seis níveis: - A1: Esse nível classifica o estudante como alguém com competência linguística suficiente para compreender e usar expressões cotidianas em espanhol, como pedir e dar informações e manter um diálogo informal. - A2: Teoricamente este aluno não terá problemas para falar sobre lugares que tem interesse em frequentar, conversar sobre profissões e outros diálogos básicos. - B1: Este nível qualifica o aluno entre o básico e o intermediário, mas ainda não quer dizer que o aluno está apto para diálogos complexos. - B2: Este nível pode ser considerado um nível intermediário avançado. Entende-se que o aluno classificado como B2 tem o conhecimento necessário para se comunicar em situações diárias que exigem um conhecimento maior da língua. - C1: Aqui o estudante é classificado como alguém com competência necessária para lidar com situações que exigem o uso avançado da língua. Este nível é o exigido pelas universidades ao aceitar alunos estrangeiros. - C2: Este é o nível mais alto do DELE. Para ser classificado como nível C2 é necessário ter conhecimento avançado da língua espanhola e estar apto para se comunicar em qualquer situação. Para isso é preciso ter o idioma fluente e um alto conhecimento cultural.

35 Para cursar uma graduação em uma universidade de língua espanhola é preciso em geral ter o diploma C1. Este exame é composto por quatro provas. O exame C1 é dividido em dois grupos, sendo o primeiro com a prova 1 e 3, e o segundo grupo com as provas 2 e 4. Prova 1: Compreensão de leitura e uso da língua (90 minutos). Prova 2: Compreensão auditiva e uso da língua (50 minutos). Prova 3: Compreensão auditiva e expressão e interação escritas (80 minutos). Prova 4: Compreensão de leitura e expressão e interação orais (20 minutos). Teste de Proficiência

36 CONTATOS Escritório de Cooperação Internacional – ECInt/UECE Profa. Sonia Maria Vieira de Castro Coordenadora Institucional do Programa CsFronteiras Telefone: (85)


Carregar ppt "PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS Sonia Castro Coordenadora Institucional UECE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google