A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Márcio de Castro Silva Filho Diretor Diretoria de Relações Internacionais Novembro 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Márcio de Castro Silva Filho Diretor Diretoria de Relações Internacionais Novembro 2011."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Márcio de Castro Silva Filho Diretor Diretoria de Relações Internacionais Novembro 2011

2 A CAPES é uma Fundação Pública vinculada ao Ministério da Educação, foi criada em 1951 para promover a capacitação de recursos humanos de alto nível. Ao longo dos anos, incorporou e se destacou na manutenção e no apropriamento do padrão de excelência acadêmica dos cursos de mestrado e doutorado do País, além de atuar na formação de docentes, pesquisadores e profissionais altamente qualificados em diversos setores da educação superior, da ciência e da tecnologia. A Instituição

3 Principais ações da DRI Propor e coordenar os programas e projetos relacionados à cooperação internacional; Promover ações bilaterais e multilaterais para a qualificação de Recursos Humanos; Promover a internacionalização da pós-graduação; Contribuir para o desenvolvimento de áreas de conhecimento ainda não consolidadas na graduação e pós-graduação no país;

4

5 TOTAL: 4958

6 Apoio e Fomento Projeto Conjunto de Pesquisa Parceria Universitária Bolsa Individual DRI Bolsa Institucional Projeto Especial

7 Apoio e Fomento Projeto Conjunto de Pesquisa Intercâmbio bilateral ou multilateral de pesquisadores, docentes e discentes, entre grupos e centros de pesquisa de pós-graduação de alto nível, promovendo, sempre que posível, a publicação conjunta de trabalhos científicos Projetos Vigentes 636 Bolsistas Ativos

8 Parceria Universitária Intercâmbio bilateral de docentes e discentes, no nível de graduaçãoe incluindo o reconhecimento mútuo de créditos e a publicação conjunta de trabalhos científicos como parte de suas atividades Projetos Vigentes 1923 Bolsistas Ativos Apoio e Fomento

9 Projeto Especial Alguma(s) característica(s) das modalidades anteriores, bem como apresentar um componente diferencial, como caráter emergencial ou indutor, que impeça seu enquadramento nas modalidades acima Projetos Vigentes 209 Bolsistas Ativos

10 Bolsas no exterior Doutorado Pleno Programa Institucional de Bolsas de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE) Estágio Pós-Doutoral Estágio Sênior Apoio a Eventos no Exterior – AEX Programas Estratégicos

11 Demanda e Implementação 2011 Bolsas Individuais ProgramaDemandaImplementados% de Implementação Doutorado pleno ,7% Estágio de Doutorando balcão + PDEE+PDSE ,9% Estágio Pós Doutoral ,9% Estágio Sênior ,7% Programas Estratégicos ,9% AEX ,8% TOTAL Fontes: Relatório de Bolsas no Exterior – Sistema SAD e SISREL – Sistema de Relatórios.

12 Bolsas Individuais O Programa Ciência sem Fronteiras, lançado no dia 26 de julho de 2011, é um programa do Governo Federal que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação e da mobilidade internacional. O projeto prevê a concessão de até 75 mil bolsas em quatro anos. A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência e Tecnologia (MCT) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC. Programa Ciência sem Fronteiras Programa do Governo Federal em esforço conjunto dos Ministérios da Educação e da Ciência,Tecnologia e Inovação, por meio de suas respectivas instituições de fomento – Capes e CNPq e das Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC. Promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira Mobilidade de estudantes de graduação e pós-graduação; Concessão de até 75 mil bolsas por intermédio da Capes e do CNPq em quatro anos. Concessão de 25 mil bolsas com a participação do setor empresarial/industrial.

13 Áreas Prioritárias Engenharias e demais áreas tecnológicas; Ciências Exatas e da Terra Ciências Biomédicas e da Saúde Computação e tecnologias da informação; Tecnologia Aeroespacial; Fármacos; Produção Agrícola Sustentável; Química verde; Petróleo, Gás e Carvão Mineral; Energias Renováveis; Tecnologia Mineral; Tecnologia Nuclear Biotecnologia Nanotecnologia e Novos materiais; Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais; Tecnologias de transição para a economia verde Biodiversidade e Bioprospecção; Ciências do Mar; Indústria criativa; Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva Formação de Tecnólogos.

14 Modalidades de Bolsas e Metas Globais Graduação- sanduíche Doutorado-sanduíche Doutorado integral no exterior9.790 Pós-doutorado no exterior8.900 Estágio Sênior no Exterior2.660 Treinamento de Especialistas de Empresas no Exterior700 Jovens cientistas de grande talento860 Pesquisadores Visitantes Especiais (grandes lideranças científicas)390 Total

15 Número de Inscrições homologadas por status jurídico da Instituição Fonte: Capes/MEC Período: até 25/10/2011


Carregar ppt "Prof. Márcio de Castro Silva Filho Diretor Diretoria de Relações Internacionais Novembro 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google