A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes IZABEL LIMA PESSOA Coordenadora Geral de Apoio a Programas de Formação e Capacitação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes IZABEL LIMA PESSOA Coordenadora Geral de Apoio a Programas de Formação e Capacitação."— Transcrição da apresentação:

1 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes IZABEL LIMA PESSOA Coordenadora Geral de Apoio a Programas de Formação e Capacitação Docente - CGDOC

2 POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA A CAPES – Fundação Pública vinculada ao MEC Atribuições Subsidiar o Ministério da Educação na formulação de políticas e no desenvolvimento de atividades de suporte à formação de profissionais de magistério para a educação básica e superior e para o desenvolvimento científico e tecnológico do País (Lei , de 11 de julho de 2007).

3 POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA No âmbito da educação básica Induzir e fomentar, inclusive em regime de colaboração com os Estados, os Municípios, o Distrito Federal e as Instituições Educação Superior, a formação inicial e continuada de profissionais de magistério, respeitada a liberdade acadêmica das instituições conveniadas, observando, ainda, o seguinte: I - na formação inicial de profissionais do magistério, dar-se- á preferência ao ensino presencial, conjugado com o uso de recursos e tecnologias de educação a distância; II - na formação continuada de profissionais do magistério, utilizar-se-ão, especialmente, recursos e tecnologias de educação a distância.

4 Educação Básica – linhas de atuação 1.Promoção da formação inicial e continuada com a oferta de cursos presenciais e a distância para professores em exercício; 2.Promoção de programas de indução à iniciação à docência; 3.Indução de projeto de estudos, pesquisa e inovação que contribuam para formação docente de qualidade e valorização do magistério e melhoria da educação básica. POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

5 Principais Diretrizes formação de qualidade; valorização do magistério; integração entre pós-graduação/ formação de professores/escola de educação básica; inovação educacional com base na ambiência psicossocial, na produção, disseminação e, especialmente, no acesso ao conhecimento; responsabilidade compartilhada entre os entes envolvidos (regime de colaboração Capes/IES/Estados/Municípios). POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

6 PROGRAMAS - AÇÕES DE FOMENTO Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica – PARFOR Tem por objetivo garantir que os professores em exercício na rede pública de educação básica tenham a formação exigida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDBEN. A oportunidade de acesso dos docentes à formação exigida pela LDBEN será realizada por intermédio da ampliação da oferta de vagas nos cursos regulares de licenciatura das Instituições de Educação Superior – IES ofertados na modalidade presencial e em cursos superiores de educação a distância. POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

7 RESUMO PARFOR BAHIA TURMAS IMPLANTADAS251 MUNICÍPIOS C/ TURMAS IMPLANTADAS81 CURSOS IMPLANTADOS18 NÚMERO DE MATRICULADOS INFORMADOS NA PLATAFORMA FREIRE7166

8 Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – Pibid Tem por objetivo o incentivo e a valorização do magistério, bem como o aprimoramento do processo de formação de docentes para a educação básica. No âmbito desse programa, alunos de cursos de licenciatura exercem atividades pedagógicas em escolas públicas de educação básica, contribuindo para a integração entre teoria e prática, para a aproximação entre universidades e escolas e para a melhoria de qualidade da educação brasileira. Os alunos bolsistas são orientados por coordenadores de área – docentes das licenciaturas - e por supervisores - docentes das escolas públicas. POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

9 Programa de Consolidação das Licenciaturas – Prodocência Visa contribuir para elevar a qualidade dos cursos de licenciatura, por meio de fomento a projetos institucionais que: contemplem novas formas de gestão institucional; desenvolvam experiências metodológicas e práticas docentes de caráter inovador; apresentem projetos de cooperação entre unidades acadêmicas que elevem a qualidade da formação dos futuros docentes; integrem a educação superior com a educação básica; e orientem a superação de problemas identificados nas avaliações feitas nos cursos de licenciatura. POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

10 Observatório da Educação – OBEDUC Tem o objetivo de fomentar estudos e pesquisas em educação, que utilizem a infra-estrutura disponível das Instituições de Educação Superior – IES e as bases de dados existentes no INEP, estimulando a produção acadêmica e a formação de recursos pós-graduados, em nível de mestrado e doutorado na área da educação. POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

11 Programa Novos Talentos Visa a inclusão social e desenvolvimento da cultura científica por meio de atividades extracurriculares para alunos e professores das escolas da rede pública de educação básica. As atividades devem ser desenvolvidas nas dependências de universidades, laboratórios e centros avançados de estudos e pesquisas, museus e outras instituições, inclusive empresas públicas e privadas. Seu foco principal é o aprimoramento das técnicas e metodologias de ensino e atualização de professores e alunos da educação básica. POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

12 Projetos Especiais de Apoio à Educação Básica Programa destinado a atender, com apoio financeiro, projetos e programas educacionais apresentados por pesquisadores e IES, que não se encaixam nos editais lançados pela Capes. Tais projetos devem conter propostas de ações ou experiências exitosas, estudos ou pesquisas dirigidas a promover a melhoria da realidade educacional de um local ou região e que possam ser difundidas no âmbito da educação básica. Certas propostas podem inspirar as novas ações de fomento. POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

13 Programa de Cooperação Internacional para a Educação Básica, em parceria com a Diretoria de Relações Internacionais - DRI/CAPES – visa o aperfeiçoamento dos professores da Educação, por meio de missões de estudos e vivências internacionais; Programa de Apoio a Eventos no País – Paep; Edital Feira de Ciências e Mostras Científicas e Apoio a Olimpíadas Científicas em parceria com o CNPq; Mestrado profissional para professores em exercício (programa em elaboração); POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

14 UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL – UAB PARFOR – cursos de graduação, aperfeiçoamento e especialização lato sensu para professores em exercício. POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

15 PORTAIS Britannica on line – nesse portal, alunos e professores podem utilizar durante o processo de aprendizado ferramentas de ensino e recursos multimídia, artigos de enciclopédia, imagens, vídeos, um atlas do mundo que incorpora a tecnologia do Google Maps, biografias, notícias diárias voltadas para as crianças, recursos interativos de geografia, jogos interativos, entre outros. Comunidades – em desenvolvimento POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

16 FORMAÇÃO SUPERIOR – LICENCIATURAS PORTAL Britannica on line, uma parceria com o Portal de Periódicos – é um portal para crianças de 6 a 11 anos;

17

18 MUITO OBRIGADA! Fone: POLÍTICA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA


Carregar ppt "Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes IZABEL LIMA PESSOA Coordenadora Geral de Apoio a Programas de Formação e Capacitação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google