A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMA RESPIRATÓRIO 2ª fase Ensino Médio Escola Angelina Jaime Tebet Profº. Carlos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMA RESPIRATÓRIO 2ª fase Ensino Médio Escola Angelina Jaime Tebet Profº. Carlos."— Transcrição da apresentação:

1 SISTEMA RESPIRATÓRIO 2ª fase Ensino Médio Escola Angelina Jaime Tebet Profº. Carlos

2 O que é ? Respiração é o mecanismo que permite aos seres vivos extrair a energia química nos alimentos. Respiração é o mecanismo que permite aos seres vivos extrair a energia química nos alimentos. A respiração intracelular pode ser: A respiração intracelular pode ser: Aeróbica: Ser vivo que depende do gás carbônico para obter energia (respirar) Aeróbica: Ser vivo que depende do gás carbônico para obter energia (respirar) Anaeróbio: Ser vivo que não depende do gás oxigênio para obter energia. Anaeróbio: Ser vivo que não depende do gás oxigênio para obter energia.

3 A palavra respiração é utilizada comumente para designar dois processos diferentes, a respiração celular e as trocas gasosas dos organismos, NÃO ESQUEÇA que cientificamente o termo respiração é restrito a respiração celular. A palavra respiração é utilizada comumente para designar dois processos diferentes, a respiração celular e as trocas gasosas dos organismos, NÃO ESQUEÇA que cientificamente o termo respiração é restrito a respiração celular.

4 Tipos de respiração Difusão Simples – Poríferos e Cnidários Difusão Simples – Poríferos e Cnidários

5 Respiração Traqueal – ocorre através das traquéia, isto é, um conjunto de tubos ramificados nas extremidades. Não há transporte de gases através do sangue (hemolinfa) Ocorre nos insetos terrestres

6 Respiração Filotraqueal Respiração Filotraqueal Pequenos espiráculos distribuídos pela parte externa do corpo do animal, com finas membras, em contato com o sangue (hemolinfa) Pequenos espiráculos distribuídos pela parte externa do corpo do animal, com finas membras, em contato com o sangue (hemolinfa) Típica dos aracnídeos Típica dos aracnídeos

7 Respiração Branquial Respiração Branquial Utiliza estruturas denominadas brânquias. Utiliza estruturas denominadas brânquias. Utiliza o oxigênio dissolvido na água. Utiliza o oxigênio dissolvido na água. Típica de animais aquáticos. Típica de animais aquáticos.

8 Respiração cutânea Respiração cutânea Trocas gasosas pela pele Trocas gasosas pela pele A pele tem que estar úmida A pele tem que estar úmida Geralmente uma respiração complementar Geralmente uma respiração complementar Respiração típica em anfíbios Respiração típica em anfíbios

9 Respiração pulmonar (Anfíbios, Répteis, Aves, Mamíferos) Respiração pulmonar (Anfíbios, Répteis, Aves, Mamíferos) Utiliza estruturas para trocas gasosas denominadas pulmões. Utiliza estruturas para trocas gasosas denominadas pulmões. Típica respiração de animais terrestres. Típica respiração de animais terrestres. Os animais terrestres possuem vantagem sobre os aquáticos pois a quantidade de oxigênio do ar é cerca de 10 vezes maior que na água. Os animais terrestres possuem vantagem sobre os aquáticos pois a quantidade de oxigênio do ar é cerca de 10 vezes maior que na água. Problema: Perda de água através das superfícies respiratórias Problema: Perda de água através das superfícies respiratórias Os pulmões são geralmente constituídos por pequenos sacos denominados alvéolos, compostos por células sempre úmidas e com altíssima irrigação sanguínea. Os pulmões são geralmente constituídos por pequenos sacos denominados alvéolos, compostos por células sempre úmidas e com altíssima irrigação sanguínea.

10 Sistema Respiratório Humano

11 O oxigênio é transportado em sua grande maioria nas hemácias e o gás carbônico dissolvido no plasma. O oxigênio é transportado em sua grande maioria nas hemácias e o gás carbônico dissolvido no plasma. Curiosidade: Um adulto possuem mais de 300 milhões de alvéolos nos pulmões, perfazendo uma área de aproximadamente 80m Curiosidade: Um adulto possuem mais de 300 milhões de alvéolos nos pulmões, perfazendo uma área de aproximadamente 80m 2

12

13 Sistema Respiratório O sistema respiratório humano é constituído por um par de pulmões e por vários órgãos que conduzem o ar para dentro e para fora das cavidades pulmonares. Esses órgãos são as fossas nasais, a boca, a faringe, a laringe, a traquéia, os brônquios, os bronquíolos e os alvéolos, os três últimos localizados nos pulmões. O sistema respiratório humano é constituído por um par de pulmões e por vários órgãos que conduzem o ar para dentro e para fora das cavidades pulmonares. Esses órgãos são as fossas nasais, a boca, a faringe, a laringe, a traquéia, os brônquios, os bronquíolos e os alvéolos, os três últimos localizados nos pulmões.

14 Sistema Respiratório Humano Fossas nasais: são duas cavidades paralelas que começam nas narinas e terminam na faringe. Elas são separadas uma da outra por uma parede cartilaginosa denominada septo nasal. Em seu interior há dobras chamada cornetos nasais, que forçam o ar a turbilhonar. Possuem um revestimento dotado de células produtoras de muco e células ciliadas, também presentes nas porções inferiores das vias aéreas, como traquéia, brônquios e porção inicial dos bronquíolos. No teto das fossas nasais existem células sensoriais, responsáveis pelo sentido do olfato. Têm as funções de filtrar, umedecer e aquecer o ar.

15 Fossas nasais

16 Faringe é um canal comum aos sistemas digestório e respiratório e comunica-se com a boca e com as fossas nasais. O ar inspirado pelas narinas ou pela boca passa necessariamente pela faringe, antes de atingir a laringe.

17 Laringe Laringe: é um tubo sustentado por peças de cartilagem articuladas, situado na parte superior do pescoço, em continuação à faringe.

18 Traquéia Traquéia: é um tubo de aproximadamente 1,5 cm de diâmetro por centímetros de comprimento, cujas paredes são reforçadas por anéis cartilaginosos. Bifurca-se na sua região inferior, originando os brônquios, que penetram nos pulmões. Seu epitélio de revestimento muco-ciliar adere partículas de poeira e bactérias presentes em suspensão no ar inalado, que são posteriormente varridas para fora (graças ao movimento dos cílios) e engolidas ou expelidas.

19 Pulmões Pulmões: Os pulmões humanos são órgãos esponjosos, com aproximadamente 25 cm de comprimento, sendo envolvidos por uma membrana serosa denominada pleura. Nos pulmões os brônquios ramificam-se profusamente, dando origem a tubos cada vez mais finos, os bronquíolos. O conjunto altamente ramificado de bronquíolos é a árvore brônquica ou árvore respiratória.

20 Pulmões

21 Diafragma A base de cada pulmão apóia-se no diafragma, órgão músculo-membranoso que separa o tórax do abdômen, presente apenas em mamíferos, promovendo, juntamente com os músculos intercostais, os movimentos respiratórios. Localizado logo acima do estômago, o nervo frênico controla os movimentos do diafragma

22 Diafragma

23 Fisiologia da respiração A inspiração, que promove a entrada de ar nos pulmões, dá-se pela contração da musculatura do diafragma e dos músculos intercostais. O diafragma abaixa e as costelas elevam-se, promovendo o aumento da caixa torácica, com conseqüente redução da pressão interna (em relação à externa), forçando o ar a entrar nos pulmões.

24 Fisiologia da respiração A expiração, que promove a saída de ar dos pulmões, dá-se pelo relaxamento da musculatura do diafragma e dos músculos intercostais. O diafragma eleva-se e as costelas abaixam, o que diminui o volume da caixa torácica, com conseqüente aumento da pressão interna, forçando o ar a sair dos pulmões.

25 Diferenças

26 Obrigado !!!


Carregar ppt "SISTEMA RESPIRATÓRIO 2ª fase Ensino Médio Escola Angelina Jaime Tebet Profº. Carlos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google