A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Reino Protista Protozoários Algas. Morfologia e ultra-estrutura de protozoários.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Reino Protista Protozoários Algas. Morfologia e ultra-estrutura de protozoários."— Transcrição da apresentação:

1 Reino Protista Protozoários Algas

2 Morfologia e ultra-estrutura de protozoários

3 Características dos protozoários Unicelulares, alguns coloniais, alguns com etapas de vida multicelulares. Eucariontes. Heterótrofos, digestão intracelular. Vida livre ou parasitas. Tem características semelhantes a animais, como locomoção, ingestão de alimentos e ausência de parede celular rígida.

4 Reprodução Assexuada Cissiparidade ou Bipartição : Não há variabilidade genética, surgem clones por divisão celular. Múltiplas Divisões ou Partição Múltipla : diversas divisões originando esporos ou formas reprodutivas variadas.

5 Reprodução assexuada por fissão, gemulação e cistos Fissão binária longitudinal Transversal Fissão múltipla esquizogonia esporogonia

6 Reprodução Sexuada Conjugação : Envolve a troca de material genético por ponte citoplasmática ocasionando variabilidade na espécie, favorecendo a adaptação.

7 Reprodução sexuada gametas nucleares ou pronúcleos isogametas vs. anisogametas singamia autogamia conjugação

8 Sarcodíneos ou Rizópodos Locomoção por pseudópodos. Nutrição por fagocitose. Digestão intracelular. Vida livre (aquáticos) ou parasitas. Vacúolos Pulsáteis ou Contráteis para controle osmótico. Reprodução assexuada por divisão binária. Nome genérico Amebas. Ex.: Amoeba proteus (vida livre) e Entamoeba histolytica (parasita).

9 Movimento por pseudópodos

10 Exemplos de Sarcodina

11 Foraminafera Radiolaria

12 Flagelados Locomoção por flagelos. Mutualísticos ou parasitas. Digestão intracelular. Reprodução assexuada por divisão binária. Ex.: Trichonymphas sp. (mutualístico), Trypanosoma cruzi (parasita), Giardia lambia (parasita), Leishmania brasiliensis (parasita).

13 Exemplos de flagelados

14 Ciliados Locomoção por cílios. Nutrição pelo sulco oral. Digestão intracelular. Macro e micronúcleo. Vacúolos Pulsáteis ou Contráteis. Excreção pelo citoprocto. Vida livre, mutualísticos ou parasitas. Reprodução assexuada por divisão binária e sexuada por conjugação. Ex.: Paramaecium spp (vida livre), Balantidium coli (parasita).

15 Paramecium sp.

16 Exemplos de ciliados

17 Reprodução em paramécios

18 Esporozoários Sem estruturas de locomoção. Parasitas. Ciclo vital complexo. Reprodução por metagênese: fase assexuada por divisão múltipla (esporogonia) e fase sexuada por fecundação. Ex.: Plasmodium spp.

19 Protozoonoses

20 Amebíase Água e alimentos contaminados com cistos; Diarréia mucosanguinolenta; Lavar mãos e alimentos; Tratamento de água; Saneamento básico;

21 Tricomoníase Transmissão geralmente através do ato sexual; Inflamações genitais femininas com sintomatologia; Homens assintomáticos; Profilaxia: higiene pessoal e cuidados na prática sexual;

22 Giardíase Geralmente assintomática; Pode provocar: Dores abdominais; Irritabilidade; Falta de apetite; Náusea; vômito; Diarréia; Má absorção de alimentos.

23 Doença de Chagas Presença de chagoma (inflamação que surge no local da pele por onde o parasita entrou); Sinal de Romanã (infecção do globo ocular, com grande inchaço das pálpebras); Período assintomático por 10 ou 20 anos; Reações inflamatórias por todo o corpo; Insuficiência cardíaca; Cardiomegalia; Megaesofagia; Megacolia (dilatação da parede intestinal);

24 CHAGAS : CICLO

25

26 Leishmaniose 1 Cão ou raposa naturalmente infectados; 2 Ao picar o animal ou o homem infectado, o inseto (mosquito-palha) suga, juntamente com o sangue, o parasito (Leishmania chagasi) que causa a doença; 3-4 No intestino do inseto, o parasito se multiplica; 5-6 Ao picar o homem ou outro animal sadio, o flebótomo inocula o parasito; 7 No homem, no cão ou na raposa, o parasito se multiplica principalmente no baço, fígado e medula óssea, provocando a doença.

27 Mosquitos: Phlebotomus e Lutzomia (mosquito palha); L. tegumentar americana e cutânea; Provoca destruição de tecidos geralmente no rosto;

28 Malária Maleita, Paludismo, Febre Palustre ou Impaludismo. Agentes: Plasmodium vivax, P. malariae, P. falciparum. Vetor: fêmea do mosquito Anopheles sp. Lesões no fígado, baço, anemia por destruição das hemácias. Fase Sexuada: no tubo digestivo do mosquito, formação dos esporozoítos. Fase Assexuada: no homem, formação dos merozoítos (no fígado), diferenciação em gametócitos (nas hemácias)

29 MALÁRIA : CICLO

30 HABITAT DO ANOPHELES

31 MALÁRIA Anemia; Calafrios; Acessos febris intermitente; Problemas hepáticos;

32 Toxoplasmose Toxoplasma gondii; Transmissão por fezes de animais domésticos; Transmissão congênita (placenta) podendo ocorrer natimorto; Pós-natal: lesões oculares, cutâneas, distúrbios nervosos; Profilaxia: higiene alimentar dos animais e evitar contato com as fezes.


Carregar ppt "Reino Protista Protozoários Algas. Morfologia e ultra-estrutura de protozoários."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google