A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução a Banco de Dados Prof.: Bruno Rafael de Oliveira Rodrigues.

Cópias: 1
Introdução a Banco de Dados Prof.: Bruno Rafael de Oliveira Rodrigues.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução a Banco de Dados Prof.: Bruno Rafael de Oliveira Rodrigues."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução a Banco de Dados Prof.: Bruno Rafael de Oliveira Rodrigues

2 Um banco de dados é uma coleção armazenada de dados inter- relacionados, que são gerenciados como uma única unidade. Um arquivo é uma coleção de registros relacionados, que são armazenados como uma única unidade por um sistema operacional.

3 O banco de dados permite: gerenciamento por um sistema gerenciador de banco de dados, as camadas de abstração de dados e a independência lógica e física dos dados.

4 SGBD O sistema gerenciador de banco de dados (SGBD) é um software responsável pela organização e manipulação dos dados de um banco de dados.

5 Camadas de Abstração de Dados Permitem que um usuário do banco de dados visualize as informações que deseja sem ter de, necessariamente, conhecer as estruturas que armazenam esses dados. Existem, basicamente, três camadas de abstração: a camada física, a camada lógica e a camada externa

6 A camada física representa diretamente os arquivos de dados do banco de dados. A camada externa é aquela na qual os usuários e aplicações se conectam e fazem consultas ao banco de dados A camada lógica fornece o mapeamento entre a camada física e a externa.

7 Korth e Sudarshan (1999, p. 1) afirma que Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) é constituído por um conjunto de dados associado a um conjunto de programas para acesso a esses dados.

8 Existem algumas regras básicas para que um sistema que manipule dados seja considerado como um SGBD, que são: A autocontenção, a independência dos dados, abstração dos dados, visões, controle de transações e o controle de concorrência.

9 A autocontenção indica que o banco de dados, além dos próprios dados, deve também armazenar os metadados.( Metadado é a descrição dos dados armazenados, seus relacionamentos e formas de acesso.) A independência dos dados representa a independência entre as aplicações e as mudanças decorrentes na estrutura de armazenamento ou na estratégia de acesso aos dados. A abstração dos dados é a representação conceitual dos dados, sem incluir detalhes sobre sua forma de armazenamento real. As visões permitem restringir os dados que cada usuário pode visualizar. O controle das transações existe para manter a integridade do banco de dados. O controle de concorrência permite que aplicações diferentes acessem concorrentemente (ao mesmo tempo) os mesmos dados.

10 Níveis de Abstração Usuário Aplicação SGBD Dado

11 Níveis de Abstração Camada Externa: é composta pelos modos de exibição do usuário e é a camada na qual os usuários e os programas aplicativos que acessam o banco de dados se conectam e fazem consultas. Camada lógica: não tem uma existência física nos arquivos do sistema operacional. Ela existe somente como estruturas de dados abstratas, montadas a partir da camada física. Essa camada é também chamada de esquema. Camada Física: o banco de dados é armazenado em vários arquivos de dados, os quais podem ser espalhados em muitas unidades físicas de disco.

12 Modelos de Dados Os modelos de dados descrevem a estrutura das informações contidas em seus bancos de dados. Os modelos mais comuns são: Modelo Hierárquico Modelo em Rede Modelo Relacional Modelo Orientado a Objetos

13 Arquiteturas de SGBDs Plataforma Centralizada: mainframes; Sistemas de Computador Pessoal: PC; Banco de dados Cliente/Servidor; Banco de dados Distribuídos

14 Bibliografia SILBERSCHATZ, Abraham; KORTH, Henry F.; SUDARSHAN, S. Sistema de bancos de dados. O.K. Takai; I.C.Italiano; J.E. Ferreira – Introdução a Banco de Dados


Carregar ppt "Introdução a Banco de Dados Prof.: Bruno Rafael de Oliveira Rodrigues."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google