A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESQUEMA A SER ADOTADO NOS CASOS DE FALTOSOS. Considerações: zO tratamento profilático da raiva humana deve ser garantido aos pacientes expostos ao risco,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESQUEMA A SER ADOTADO NOS CASOS DE FALTOSOS. Considerações: zO tratamento profilático da raiva humana deve ser garantido aos pacientes expostos ao risco,"— Transcrição da apresentação:

1 ESQUEMA A SER ADOTADO NOS CASOS DE FALTOSOS

2 Considerações: zO tratamento profilático da raiva humana deve ser garantido aos pacientes expostos ao risco, por profissionais treinados e pela disponibilidade de imunobiológicos específicos, durante todos os dias, inclusive nos finais de semana e feriados, para que o esquema recomendado seja rigorosamente seguido. zDeve haver portanto uma sistematização no encaminhamento dos pacientes.

3 Considerações: zAs unidades de saúde que prestam atendimento na Profilaxia da Raiva Humana devem realizar a convocação imediata daqueles que não comparecem nas datas agendadas para a aplicação de cada dose da vacina. zNota: o fichário deve ser organizado pelas datas agendadas para a aplicação das doses de vacina, facilitando a convocação de faltosos de forma rápida.

4 Considerações: zConsiderando-se a gravidade da doença e que o tratamento pós-exposição visa estimular a produção de anticorpos anti- rábicos que deverão neutralizar o vírus inoculado, é fundamental que o paciente receba todas as informações para que esteja consciente da necessidade do adequado seguimento do esquema de vacinação recomendado.

5 Considerações: zPor isso a conduta deve ser adequada e uma vez indicada a Profilaxia da Raiva Humana, todas as doses de vacina serem aplicadas nas datas agendadas. zA atenção deve ser maior quando se utiliza vacinas contra a raiva produzidas em cultivo celular ou em embrião de pato, pois as datas de aplicação não são em dias consecutivos.

6 Considerações: zNão existe referência bibliográfica sobre procedimentos quanto ao paciente que não segue o esquema de vacinação estabelecido. zQuando o profissional de saúde se defronta com situações em que o paciente não compareceu no dia agendado, sugere-se o reagendamento de acordo com alguns princípios:

7 1 zNo esquema básico clássico (dias 0, 3, 7, 14 e 28) recomendado, as cinco doses de vacina devem ser administradas no período de 28 dias a partir do início do tratamento; portanto, nenhum esquema alternativo deve ser utilizado visando a antecipação das doses de vacina.

8 2 zAs três primeiras doses ativam o sistema imunológico e devem ser administradas nos primeiros dias. Se o paciente comparecer posteriormente à data agendada para a segunda dose, agendar a terceira dose com intervalo mínimo de 48 horas.

9 3 zA quarta dose é administrada quando a curva de anticorpos anti-rábico encontra- se em ascensão, devendo-se respeitar um intervalo mínimo de quatro dias entre a terceira e a quarta dose.

10 4 zA quinta dose desencadeia respostas do tipo booster e deve ser administrada com intervalo de 14 dias após a quarta dose.

11 Atenção: zNa adequação das datas para aplicação das doses de vacina devem ser considerados os intervalos mínimos entre as doses, conforme o exposto. zNunca devem ser antecipados os dias inicialmente agendados para a aplicação das doses da vacina contra a raiva.

12 Exemplos: zSe o paciente comparecer 4 ou 5 dias após a primeira dose, aplicar a 2ª dose no dia do comparecimento e manter as demais doses do esquema inicial (7º, 14º e 28º dia). z Se o paciente comparecer 6 dias após a primeira dose, aplicar a 2ª dose no dia do comparecimento, agendar a 3ª dose para o 8º dia e manter as demais doses do esquema inicial (14º e 28º dia).

13 Exemplos: zSe o paciente comparecer 7 dias após a primeira dose, aplicar a 2ª dose no dia do comparecimento, agendar a 3ª dose para o 9º dia e manter as demais doses do esquema inicial (14º e 28º dia). zSe o paciente comparecer 8 dias após a primeira dose, aplicar a 2ª dose no dia do comparecimento, agendar a 3ª dose para o 10º dia e manter as demais doses do esquema inicial (14º e 28º dia).

14 Exemplos: zSe o paciente comparecer 9 dias após a primeira dose, aplicar a 2ª dose no dia do comparecimento, agendar a 3ª dose para o 11º dia, a 4ª dose para o 15º dia e a 5ª dose para o 29º dia. zSe o paciente comparecer 10 dias após a primeira dose, aplicar a 2ª dose no dia do comparecimento, agendar a 3ª dose para o 12º dia, a 4ª dose para o 16º dia e a 5ª dose para o 30º dia.

15 Exemplos: zSe o paciente comparecer 5, 6 ou 7 dias após a 2ª dose, aplicar a 3ª dose no dia do comparecimento (8º, 9º ou 10º dia, respectivamente) e manter as demais doses do esquema inicial (14º e 28º dia). zSe o paciente comparecer 8 ou 9 dias após a 2ª dose, aplicar a 3ª dose no dia do comparecimento e agendar a 4ª dose para 15º ou 16º dia, e a 5ª dose para 29º ou 30º dia, respectivamente.


Carregar ppt "ESQUEMA A SER ADOTADO NOS CASOS DE FALTOSOS. Considerações: zO tratamento profilático da raiva humana deve ser garantido aos pacientes expostos ao risco,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google