A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Evangelho Espiritismo Tema: PALESTRA 27/2009 - 11/08/2009 Não se pode servir a Deus e a mamon SEGUNDO O O Parte 1 - Itens 1 a 8.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Evangelho Espiritismo Tema: PALESTRA 27/2009 - 11/08/2009 Não se pode servir a Deus e a mamon SEGUNDO O O Parte 1 - Itens 1 a 8."— Transcrição da apresentação:

1 Evangelho Espiritismo Tema: PALESTRA 27/ /08/2009 Não se pode servir a Deus e a mamon SEGUNDO O O Parte 1 - Itens 1 a 8

2 Não se pode servir a Deus e a mamon 1.Aaa 2.Bbbb 3.Cccc 4.Dddd

3 O Senhor não te identificará pelos tesouros que ajuntaste, pelas bênçãos que retiveste, pelos anos que viveste no corpo físico. Reconhecer-te-á pelo emprego dos teus dons, pelo valor de tuas realizações e pelas obras que deixaste, em torno dos teus próprios pés.

4 MAMON Na antigüidade, conforme sabemos, eram cultuados muitos deuses. Mamon, contudo, não era o nome de uma divindade e sim um termo de origem aramaica que significava dinheiro, riqueza. Mamon era uma divindade pagã que representava o dinheiro, as riquezas materiais.

5 Servir a um senhor é estar sintonizado com seus objetivos como também estar à disposição para seguir suas orientações. Adenauer Novaes Da obra Psicologia do Evangelho

6 Ao se escolher um, naturalmente estar-se-á negando o outro. Um dita um tipo de caminho, o outro, a direção oposta. Adenauer Novaes Da obra Psicologia do Evangelho

7 O importante é sabermos que temos que aprender a fazer escolhas e assumir as conseqüências da opção feita. Quando optamos por algo devemos ter consciência de que estamos renunciando a outra coisa. Adenauer Novaes Da obra Psicologia do Evangelho

8 Então, aproximou-se dele um mancebo e disse: Bom mestre, que bem devo fazer para adquirir a vida eterna? - Respondeu Jesus: Por que me chamas bom? Bom, só Deus o é. Se queres entrar na vida, guarda os mandamentos. - Que mandamentos? retrucou o mancebo. Disse Jesus: Não matarás; não cometerás adultério; não furtarás; não darás testemunho falso. - Honra a teu pai e a tua mãe e ama a teu próximo como a ti mesmo. O moço lhe replicou: Tenho guardado todos esses mandamentos desde que cheguei à mocidade. Que é o que ainda me falta? -Disse Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me. Ouvindo essas palavras, o moço se foi todo tristonho, porque possuía grandes haveres. - Jesus disse então a seus discípulos: Digo-vos. em verdade que bem difícil é que um rico entre no reino dos céus. - Ainda uma vez vos digo: É mais fácil que um camelo passe pelo buraco de uma agulha, do que entrar um rico no reino dos céus Jesus – Novo Testamento S. MATEUS, cap. XIX, vv. 16 a 24. S. LUCAS, cap. XVIII, vv. 18 a 25. S. MARCOS, cap. X, vv. 17 a 25

9 Jesus tinha a intenção de falar apenas ao jovem que estava diante dele? Ou tinha a intenção de falar a todos os homens e mulheres, quem sabe a todos os cristãos? Sua palavra queria referir-se a uma escolha pessoal, ou significava um ideal a ser procurado por toda a sociedade? A pergunta de Jesus ao jovem rico deveria ser dirigida não só para a sociedade inteira, como também para cada pessoa que a integra. Ela nos coloca diante de opções sérias e duras, que residem na raiz da nossa atual e dolorosa insatisfação com a situação mundial. O que Jesus propôs ao jovem rico: liberdade de coração, libertação das correntes que nos prendem aos desejos terrenos e sincera preocupação com os outros. Liberdade de coração: esta é a chave que nos abre a possibilidade de discernimento. A verdadeira solicitude pela justiça social, a preocupação com pobres e sofredores, a abertura para os problemas de outras nações, a questão de uma ordem social universal capaz de fazer nascer uma nova civilização do amor. Carlo Maria Martini da obra Viver os valores do Evangelho Jesus e o jovem rico: comparação com uma sociedade materialista

10 Situação atual do mundo

11

12 Havia um homem rico, que vestia púrpura e linho e se tratava magnificamente todos os dias. - Havia também um pobre, chamado Lázaro, deitado à sua porta, todo coberto de úlceras, - que muito estimaria poder mitigar a fome com as migalhas que caíam da mesa do rico; mas,ninguém lhas dava e os cães lhe viam lamber as chagas. - Ora, aconteceu que esse pobre morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão. O rico também morreu e teve por sepulcro o inferno. - Quando se achava nos tormentos, levantou os olhos e via de longe Abraão e Lázaro em seu seio - e, exclamando, disse estas palavras: Pai Abraão, tem piedade de mim e manda-me Lázaro, a fim de que molhe a ponta do dedo na água para me refrescar a língua, pois sofro horrível tormento nestas chamas. Mas Abraão lhe respondeu: Meu filho, lembra-te de que recebeste em vida teus bens e de que Lázaro só teve males; por isso, ele agora esta na consolação e tu nos tormentos. Ao demais, existe para sempre um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que queiram passar daqui para aí não o podem, como também ninguém pode passar do lugar onde estás para aqui. Disse o rico: Eu então te suplico, pai Abraão, que o mandes à casa de meu pai, - onde tenho cinco irmãos, a dar-lhes testemunho destas coisas, a fim de que não venham também eles para este lugar de tormento. - Abraão lhe retrucou: Eles têm Moisés e os profetas; que os escutem. - Não, meu pai Abraão, disse o rico: se algum dos mortos for ter com eles, farão penitência. - Respondeu-lhe Abraão: Se eles não ouvem a Moisés, nem aos profetas, também não acreditarão, ainda mesmo que algum dos mortos ressuscite. S. LUCAS, cap. XVI, vv. 19 a 31

13 Muitos hoje apelam a Deus em busca de bens materiais. Porém, Paulo exorta que o cristão se contente ao ter as necessidades básicas supridas (6:8; veja Filipenses 4:10-13). A procura da riqueza traz somente tristeza e tropeços na vida de quem quer servir a Deus, pois vem de um coração enraizado no mundo e não no Senhor (6:9-10; veja Colossenses 3:1-2). De fato, o servo de Deus não deve procurar a riqueza, porque tal procura é vã e gasta tempo que deve ser usado na busca da piedade e da vida eterna (Mateus 6:24-34). Perigos da riqueza

14 A questão nos é dirigida por Jesus: que daria um homem em troca de sua alma? S. Marcos 8 vv 37 Por que o homem terreno investe tanto em sua felicidade no mundo e se consagra tão pouco aos bens imperecíveis da alma?! Por que se troca por valores tão insignificantes, com reais prejuízos à sua paz?! Quão difícil é para a alma apartar-se do corpo perecível que a envolve! Justamente por este seu apego excessivo às coisas materiais é que, ao desencarnar, o homem não consegue libertar-se mentalmente do jugo da matéria. Os que se interessam pelo ouro orbitarão em torno dele; os que se concentram em determinado vício não terão outros anseios que não sejam os de satisfazê-lo... Que temos dado em troca de nossa alma? Temos oferecido na interessante transação a nossa renúncia: o nosso sacrifício, o nosso devotamento, o nosso idealismo, a nossa boa-vontade, a nossa solidariedade?!... Temos aberto mão do que não interessa para as nossas ambições de caráter espiritual ou estamos como aquele homem da parábola do Mestre que passou a vida inteira construindo celeiros, sempre cada vez maiores, sem que a sua avareza lhe desse sequer tempo para desfrutar do que acumulara, quando a morte o arrebatou para o necessário ajuste de contas?! Meditemos com seriedade na questão que o Senhor nos propôs. Se o homem do mundo é rico pela medida do que retém, de acordo com a Contabilidade Divina, o homem, seja na Terra ou no Além, é afortunado na proporção exata do que doa. Irmão José Evangelho e Doutrina Carlos A. Baccelli Que damos nós?

15

16 Um considerável contingente aguarda esperançoso que, de uma hora para outra, desapareçam do cenário social a violência, a criminalidade, as injustiças e todos os demais problemas que assoberbam a Humanidade. Com esse procedimento, tais companheiros dão a entender que as alterações que ocorrerão na Terra dependem, única e exclusivamente, do decurso do tempo. Mais do que nunca se torna oportuna a lembrança da máxima evangélica Buscai e achareis. Isso implica dizer que o momento presente reclama uma atitude mais participativa dos espíritas no encaminhamento e nas soluções dos problemas sociais. No caso dos espíritas, não pode mais ficar confinada ao recinto dos centros e limitar-se aos trabalhos meramente assistenciais que, muitas vezes, se restringem ao auxílio material. O caráter universal do Evangelho exige que ele saia para fora das instituições religiosas, a fim de cumprir o seu papel social, confortando, dando esperança e promovendo a reforma do homem e da sociedade. Essa foi a intenção que moveu Jesus quando, imperativamente, ordenou a seus seguidores: Ide por todo mundo, pregai o Evangelho a toda criatura ( Marcos 16, 15 ). José Carlos Monteiro de Moura da Revista Reformador nº Nov/2002 O espírita e os problemas sociais

17 servir-se do dinheiro sem ser por ele escravizado. Jesus pede aos desfavorecidos que fechem o coração à cobiça. Aos privilegiados pede que se desfaçam do supérfluo em proveito daqueles que não tem o necessário. Libertando-se o coração de bens secundários, aumenta-se a capacidade de amar a Deus e ao próximo. Destruindo o preconceito que associa a felicidade do homem à posse de bens exteriores, Jesus nos ensina a criarmos nós mesmos a felicidade. Todos os bens materiais podem ser perdidos. Mas os conhecimentos de um homem, suas habilidades, sua moral, sua força criadora, a sua condição de filho de Deus fazem parte de seu eu; ninguém as pode tirar. As qualidades interiores, pessoais, constituem sua verdadeira riqueza. A riqueza do cristão Georges Chevrot O Sermão da Montanha A primeira condição a realizar para ser cristão é uma independência profunda quanto à fortuna. Qualquer redistribuição da fortuna pública é solução provisória. O ponto de partida se encontra no desprendimento, estado de espírito de independência perante as riquezas que ajuda a

18 A história de ZaqueuZaqueu

19 Que bom que você veio! Volte sempre e vá com Jesus de Nazaré!!! Evangelho Espiritismo SEGUNDO O O


Carregar ppt "Evangelho Espiritismo Tema: PALESTRA 27/2009 - 11/08/2009 Não se pode servir a Deus e a mamon SEGUNDO O O Parte 1 - Itens 1 a 8."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google