A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1.Enquadramento curricular 2.Finalidades da actividade 3.Enquadramento conceptual 4.Actividade Plasticina mágica Plasticina mágica 4.1.Objectivos 4.2.Metodologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1.Enquadramento curricular 2.Finalidades da actividade 3.Enquadramento conceptual 4.Actividade Plasticina mágica Plasticina mágica 4.1.Objectivos 4.2.Metodologia."— Transcrição da apresentação:

1 1.Enquadramento curricular 2.Finalidades da actividade 3.Enquadramento conceptual 4.Actividade Plasticina mágica Plasticina mágica 4.1.Objectivos 4.2.Metodologia 4.3.Discussão e análise de resultados 4.4.Aplicações práticas do tema explorado 5.Balanço dos resultados

2 Justificação da permanência do tema Flutuação em líquidos no currículo Nacional do 1º Ciclo do Ensino Básico Uma das orientações do Currículo Nacional do 1º Ciclo do Ensino Básico é a abordagem de determinadas propriedades dos objectos e as suas aplicações no quotidiano com o objectivo de serem desenvolvidas competências associadas à ciência. Estas competências são promovidas através da planificação e desenvolvimento de pesquisas diversas e situações de resolução de problemas, por implicarem diferentes formas de pesquisar, recolher, analisar e organizar informação. No que se refere à flutuação, o Programa do 1º Ciclo do Ensino Básico (1990;2004) sugere explicitamente a realização de experiências que permitam reconhecer materiais que flutuam e não flutuam. Neste documento, pode subentender-se, ainda, a exploração de fenómenos da flutuação, quando é sugerido; realizar experiências com alguns materiais segundo algumas das suas propriedades. 1.Enquadramento curricular

3 Compreender o comportamento de diversos objectos em líquidos distintos (flutuação ou não flutuação) Aplicação das propriedades dos objectos a situações triviais do quotidiano, promovendo deste modo a conjugação entre a abstracção e a realidade (existência) 2.Finalidades da actividade

4 3.Enquadramento conceptual Era uma vez…um senhor chamado Arquimedes, nascido na Grécia há muito tempo atrás, que descobriu que existem corpos que flutuam e outros que não. Arquimedes era um notável investigador e matemático que se preocupava em compreender tudo o que o rodeava. Acreditava que tudo podia ser medido mesmo que fosse muito grande, daí que tenha melhorado o sistema grego de numeração. Muitas foram as suas invenções, a rosca sem fim, a roda dentada, a roldana móvel e a alavanca

5 Reza a lenda que um certo dia enquanto tomava banho, Arquimedes reparou que à medida que mergulhava na banheira a água transbordava. Tal acontecimento pós o velho Arquimedes a pensar.... Depois de muito estudar o problema encontrou a solução e exclamou: - EUREKA, EUREKA!! Eureka é uma expressão grega que significa descobri, encontrei. Mas afinal que coisa tão fantástica tinha o grande mestre descoberto? Arquimedes descobriu uma das coisas mais importantes da ciência. Ao perceber como reagia o seu corpo quando mergulhava na banheira, começou a comparar este comportamento com o de outros objectos. Assim, pegou numa vasilha de água e fez mergulhar uma barra de ouro REGISTANTO O QUANTO A ÁGUA TINHA SUBIDO.

6 Repetiu a experiência com um bocado de prata e verificou que a água não subia tanto com a prata como subia com o ouro. Mas como se explica então que um corpo flutue e outro vá ao fundo? Existe uma acção ou uma influência capaz de alterar o estado de movimento ou de repouso de um corpo, a isto se chama força. O que torna um corpo imerso na água, mais leve é uma força exercida pelo liquido sobre esse objecto, vertical e para cima que se chama impulsão, representada através de F imp. Existe ainda outra força exercida sobre o objecto que se chama peso e se representa por P

7 Quando um corpo está imerso num determinado líquido podem acontecer três coisas: 1.O corpo pode estar parado e isso significa que a força de impulsão é igual à força peso 2.O corpo pode afundar-se o e aí a força de impulsão é inferior à força peso 3.O corpo é elevado à superfície (flutua), logo a força de impulção é superior à força peso F= P F imp = P F P F imp < P F P F imp > P

8 E o comportamento dos objectos é igual em qualquer tipo de líquido? Um mesmo objecto pode ter reacção diferente quando colocado em líquidos diferentes. Um exemplo prático. Ser+a que já experimentas-te nadar no mar quando a bandeira está verde? E na piscina? Se já fizeste estas duas coisas sabes que é muito diferente….quando nadamos no mar é muito mais fácil


Carregar ppt "1.Enquadramento curricular 2.Finalidades da actividade 3.Enquadramento conceptual 4.Actividade Plasticina mágica Plasticina mágica 4.1.Objectivos 4.2.Metodologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google