A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Planejamento do Sistema Urbano de Drenagem Joaquim Augusto Pereira Lazari Centro Superior de Educação Tecnológica Material extraído do site do Labdren.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Planejamento do Sistema Urbano de Drenagem Joaquim Augusto Pereira Lazari Centro Superior de Educação Tecnológica Material extraído do site do Labdren."— Transcrição da apresentação:

1 Planejamento do Sistema Urbano de Drenagem Joaquim Augusto Pereira Lazari Centro Superior de Educação Tecnológica Material extraído do site do Labdren – UFSC

2 Drenagem Urbana Abordagem inicial ao conceito: Sistema destinado ao escoamento das águas de chuva no meio urbano. José Carlos Esteves

3 Urbanização e Drenagem Ações n desmatamento n substituição da cobertura vegetal natural n instalação de redes de drenagem artificiais n ocupação de áreas de inundação Conseqüências n impermeabilização das superfícies n redução de tempos de concentração n aumento do escoamento superficial

4 O controle dos impactos provocados pelas características não-hidrológicas na drenagem urbana está fora da solução técnica oferecida pela engenharia.

5 Histórico da drenagem urbana Tradição: melhoria dos fluxos em canais Anos 60: questionamento da abordagem tradicional Anos 70: atenuação de fluxos Anos 80: controle de fluxos na origem planejamento integrado Anos 90: drenagem urbana sustentável

6 Eficácia das Soluções l política de ocupação do solo; l meios legais, financeiros, técnicos e institucionais; l organização institucional (tecnologia, critérios, obras, comunicação social, participação pública, aplicação de leis e normas); l processo de planejamento (curto, médio e longo prazo); l campanhas educativas.

7 Drenagem Urbana Conjunto de medidas que têm como finalidade a minimização dos riscos aos quais a sociedade está sujeita e a diminuição dos prejuizos causados pelas inundações, possibilitando o desenvolvimento urbano da forma mais harmônica possível, articulado com as outras atividades urbanas.

8 Necessidades l planejamento, projeto, execução e operação l coleta e análise de dados, cadastro de obras, cartografia temática l recuperação e limpeza da drenagem l pesquisa e desenvolvimento tecnológico l capacitação técnica, treinamento l comunicação social e educação ambiental l normatização técnica, legislação, fiscalização l avaliação de resultados Ô gestão ambiental

9 Gestão ambiental l planejamento integrado l integração institucional l participação democrática da sociedade

10 Planejamento É um processo de – explorar o futuro, – fixar objetivos, – avaliar alternativas, e – assinalar a forma de atingir os objetivos nos prazos fixados.

11 Planejamento integrado l água no meio urbano - múltiplos setores de atividade - disponibilidades - qualidade das águas - controle dos efeitos indesejáveis l planejamento urbano - malha urbana e sua expansão - zoneamento de atividades - rede viária e de transportes - aspectos paisagísticos

12 Integração institucional l concepção sistêmica l interna, externa e intersetorial l fluxo de informações l cooperação e complementaridade l identificar necessidades de capacitação l definição e cumprimento de metas l melhor aplicação de recursos financeiros

13 Participação da sociedade l democrática l legitimidade às decisões e ações l educação ambiental

14 Planejamento da Drenagem Urbana Deve ser feito de forma integrada, considerando planos regionais, com critérios definidos por uma política de administração pública conduzindo a um projeto exeqüível técnica e economicamente.

15 Planejamento da Macrodrenagem l estimativas do impacto da urbanização sobre as descargas superficiais l regulamentações quanto à ocupação l definição de ações preventivas em áreas não ocupadas l redução dos custos l maior eficiência da microdrenagem 4 Recomendação: bacia hidrográfica como unidade de análise

16 Planejamento da Microdrenagem l maior eficiência de cada elemento do sistema de galerias l maior extensão das redes superficiais l facilidade de limpeza l redução de custos

17 O Planejamento da drenagem urbana deve contemplar l esquemas iniciais do sistema l critérios de dimensionamento (normas e critérios de projeto, período de retorno, gabaritos de pontes, travessias, etc) l formulação dos problemas de operação e manutenção l escalonamento cronológico e espacial da implantação das medidas necessárias de forma tecnicamente correta e de acordo com os recursos disponíveis l medidas de desapropriação em áreas assoladas por freqüentes inundações

18 l Identificação das áreas a serem preservadas e selecionar as que podem ser adquiridas pelo poder público antes que sejam ocupadas, loteadas ou que seus preços se elevem e tornem a aquisição proibitiva. l orientação para ocupação de várzeas n zoneamento e delimitação n fixação de cotas máximas de ocupação n restrição a empreendimentos de ocupação n restrição a expansão de serviços públicos l fiscalização da administração pública, reurbanização n articulação do plano de drenagem com outros melhoramentos urbanos n adoção de medidas preventivas de maior alcance social e menor custo. O Planejamento da drenagem urbana deve contemplar

19 Princípios Básicos l Integração do sub-sistema no ambiente urbano. l Preservação das várzeas de inundação. l Alocação de espaço para armazenamento natural. l Controle de qualidade das águas pluviais.

20 Factibilidade l Elaboração por equipes técnicas com ferramentais tecnológicos adequados; Apoios n dos poderes decisórios (força de lei, fundos financeiros, fluxo de recursos estável); n da comunidade (campanhas de comunicação social).

21

22


Carregar ppt "Planejamento do Sistema Urbano de Drenagem Joaquim Augusto Pereira Lazari Centro Superior de Educação Tecnológica Material extraído do site do Labdren."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google