A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desenho de Instalações Sanitária. (Hélio Creder).

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desenho de Instalações Sanitária. (Hélio Creder)."— Transcrição da apresentação:

1 Desenho de Instalações Sanitária. (Hélio Creder)

2 Objetivos As instalações Sanitárias prediais estão previstas na norma da ABNT (NB19/1983). Esta norma satisfaz as condições necessárias de higiene, segurança, economia e conforto dos usuários. A Norma NBR-5688 de jan de 99 regula sistemas de águas pluviais, esgoto sanitário, ventilação, tubos e conexões de PVC tipo DN (diâmetro nominal)

3 Campo de Aplicação Instalações prediais de qualquer tipo em zona rural ou urbana. Em zona urbana, a norma se aplica indistintamente nos casos da zona ser servida ou não por sistemas públicos de esgoto sanitário. Não se aplicam a esta norma esgotos que devido a suas características tem sua ligação vedada ao coletor público.

4 Visão geral –Terminologia (Gildo Montenegro)

5 Visão geral – Terminologia

6

7 Tipos de ligação

8

9

10

11 Sifão e Ralo Sifonado

12 Ralo Sifonado

13 Desenho Hidráulico (Hélio Creder)

14 Desenho Hidráulico

15 Exemplo de instalações Sanitária

16 Exemplo de Instalações Sanitária

17 Desenho de instalações Sanitarias- exemplos

18 Instalações Sanitária

19 Profundidade máxima 1m. Forma prismática de base quadrada ou retangular com dimensões mínimas de 60cm. Ou cilíndrica com diâmetro mínimo de 60 cm. Tampa facilmente removível permitindo perfeita vedação. Fundo que assegure rápido escoamento e não formação de depósito Caixas de inspeção

20 Caixas de Passagem Quando cilíndricas de diâmetro mínimo de 15cm. Providas de tampa ou grelha. Ter tubulação de saída mínima dimensionada segundo tabela. Não podem receber despejos fecais. Se receberem despejos de pias de cozinha ou mictórios devem ter tampa hermética.

21 Despejos em regiões não servidas por redes de esgoto È obrigatório o uso de instalações para depuração biológica e residuárias em função da proliferação de inúmeras doenças como tifo, desenterías etc... As unidades destas instalações são: Fossa séptica, Filtro Anaeróbico, Sumidoros, Cloradores (não obrigatório), Valas de infiltração.

22 O que é a fossa séptica

23

24 Dimensões

25 Linha de manilhas Caixa de distribuidoras ou sumidouros Esgotamento de fossas

26 Sumidouros São compartimento de alvenaria ou pré-moldados de concreto convenientemente furados com fundo de pelo menos 50 cm de cascalho, brita ou coque de espessura. As dimensões do sumidouro são determinadas em função da capacidade de absorção de água pelo solo.

27 Sumidouros cilíndricos

28 Filtro Anaeróbico Deve estar contido em um tanque de forma cilíndrica ou prismática de seção quadrada com um fundo falso perfurado. O leito filtrante deve ter altura igual a 1,20 m já incluída a altura do fundo falso. Material filtrante brita n 4. Vol util = 1,6*num pessoas* contrib (litros/pessoa/dia)* período de detenção. O período de detenção é tabelado entre 1 e 0,5 em função da contribuição de abaixo 6000 a acima de l/dia

29 Filtro anaeróbico

30

31 Conjunto Fossa, Filtro e Clorador.

32 Valas de infiltração

33 Valas de infiltração

34 Caixas de gordura Capacidades 18 a 120 litros. Função – retenção de gorduras. Geralmente entrada 50 DN e saidas 75 a 100 DN


Carregar ppt "Desenho de Instalações Sanitária. (Hélio Creder)."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google