A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Universidade Aberta do Brasil – UAB e Expansão do Ensino da Graduação no Brasil Celso Costa – UFF Coordenador Geral UAB.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Universidade Aberta do Brasil – UAB e Expansão do Ensino da Graduação no Brasil Celso Costa – UFF Coordenador Geral UAB."— Transcrição da apresentação:

1 Universidade Aberta do Brasil – UAB e Expansão do Ensino da Graduação no Brasil Celso Costa – UFF Coordenador Geral UAB

2 SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA - UAB HISTÓRICO DA UAB ESTADO DA ARTE DO PROGRAMA UAB CONSIDERAÇÕES SOBRE MODELOS DE EAD INDUZIDO PELA UAB IMPACTO NA EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR

3 HISTÓRICO DA UAB O Decreto 5.800, de 2006 institui o Programa Universidade Aberta do Brasil A Lei , de 2006 autoriza pagamento de bolsas para participantes de programas de formação inicial e continuada do MEC

4 I EDITAL da UAB SEED-MEC Dezembro de 2005 ESTRUTURA I EDITAL da UAB SEED-MEC Dezembro de 2005 ESTRUTURA Parte A - Propostas de Pólos Parte B - Projetos de Cursos por Universidades Federais, CEFET e Fundações Federais

5 Propostas Encaminhadas Parte A Pólos Parte A Pólos Não integrados 300 Não integrados 300 Integrados 129 Integrados 129 Parte B Cursos Parte B Cursos 39 Universidades 39 Universidades 01 Fundação Federal 01 Fundação Federal 10 CEFET 10 CEFET

6 Descrição da Demanda - Pólos Total de 429 Pólos - Distribuição Regional

7 Descrição da Demanda - Cursos Oferta Global de 90 Cursos de Licenciaturas

8 ORGANIZAÇÃO DAS COMISSÕES (Portaria 1.097): Comissão de Seleção (10 membros) Comissão de Apoio (11 membros) Comissão de Colaboradores (7 membros) Comitê de Acompanhamento (100 coord. UAB)

9 O PERFIL DAS COMISSÕES a)especialistas na área de tecnologias educacionais e educação a distância b)especialistas de diferentes áreas do ensino superior c)especialista em assuntos federativos d)representantes de diferentes órgãos e secretarias do MEC e) representante de estatal

10 Processo de Avaliação Etapas PrimeiraEtapa(Pré-Seleção)SegundaEtapa(Projeção)TerceiraEtapa(Consolidação) Perspectiva Inclusiva Construção da Metodologia

11 Primeira Etapa da Avaliação Definição dos Instrumentos de Avaliação Pré-seleção de Pólos e Cursos

12 CURSOS ITENS AVALIADOS Organização Curricular Equipes Multidisciplinares Infra-estrutura de Apoio Gestão acadêmico-administrativa Processos de Avaliação: Interna e Externa Processo de Comunicação - Interação Programação Orçamentária

13 PÓLOS ITENS AVALIADOS Demanda Regional Infra-Estrutura Física Recursos Humanos para a gestão acadêmico-administrativa do pólo Adequação e Objetivos Institucionais Adequação e Objetivos Institucionais Sustentabilidade Financeira

14 RESULTADO DA AVALIAÇÃO PRELIMINAR DE PÓLOS Aprovados 103 Aprovados condicionalmente 138 Sujeitos a reformulação 188

15 RESULTADO DA AVALIAÇÃO PRELIMINAR DE CURSOS Aprovados 121 Aprovados condicionalmente 45 Sujeitos a reformulação 32

16 Segunda Etapa da Avaliação Realizada uma projeção de possibilidades de articulação entre Pólos e IFES Meta de implementação de 300 Pólos em 2007

17 Atendimento aos Objetivos Institucionais da UAB Distribuição Regional Diretrizes para a Projeção de Articulação: Pólos - IFES

18 Atendimento aos Objetivos Institucionais da UAB Cursos de licenciatura Cursos de formação continuada para professores da educação básica Cursos de bacharelado, seqüenciais e tecnológicos – desenvolvimento regional

19 Pólos Projetados – Início em Distribuição Regional - JUN – 07 SET – 07 JUN – 07 SET – Norte Nordeste Centro-Oeste Sudeste Sul TOTAIS

20 Publicação no D.O.U. em 31 de outubro de Pó los de Apoio Presencial para início em junho de Pó los de Apoio Presencial para início em junho de Pó los de Apoio Presencial para início em junho de Pó los de Apoio Presencial para início em junho de IFES com oferta de 172 cursos 40 IFES com oferta de 172 cursos

21 Terceira Etapa da Avaliação Consolidação da Articulação Pólos - IFES EM REALIZAÇÃO PELA SEED

22 Instrumentos de Consolidação Avaliação in loco de Pólos Avaliação in loco de Pólos Capacitação de Docentes e Tutores Capacitação de Docentes e Tutores Acompanhamento da produção do cursos nas IFES Acompanhamento da produção do cursos nas IFES

23 II EDITAL da UAB SEED-MEC novembro de 2006 ESTRUTURA II EDITAL da UAB SEED-MEC novembro de 2006 ESTRUTURA Parte A – Proposta de 799 Pólos Parte B - Projetos de 403 Cursos por IPES

24 MODELO DE EAD DO SISTEMA UAB Estrutura Estrutura Interatividade Interatividade Autonomia Autonomia

25 MODELO DE EAD DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL SISTEMA BIMODAL Diretrizes Globais – MEC Diretrizes Globais – MEC Financiamento e Avaliação - MEC Financiamento e Avaliação - MEC Gestão Acadêmica - IPES Gestão Acadêmica - IPES Gestão Operacional - IPES Gestão Operacional - IPES

26 EXPANSÃO DO ENSINO DE GRADUAÇÃO NAS IPES Constatação que 13% dos jovens entre 18 e Constatação que 13% dos jovens entre 18 e 24 anos frequentam um curso superior 24 anos frequentam um curso superior Expansão de um modo sistêmico - PDE Expansão de um modo sistêmico - PDE Melhoria da Escola Pública Melhoria da Escola Pública Aumento de produtividade das IFES Aumento de produtividade das IFES Paradigma de uma educação Flexível Paradigma de uma educação Flexível

27


Carregar ppt "Universidade Aberta do Brasil – UAB e Expansão do Ensino da Graduação no Brasil Celso Costa – UFF Coordenador Geral UAB."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google