A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

To be, or not to be? Patrícia Zanin. To be, or not to be? O que os verbos realmente são? That is the question!

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "To be, or not to be? Patrícia Zanin. To be, or not to be? O que os verbos realmente são? That is the question!"— Transcrição da apresentação:

1 To be, or not to be? Patrícia Zanin

2 To be, or not to be? O que os verbos realmente são? That is the question!

3 Estrutura do trabalho: Transitividade verbal; Gramática Tradicional; TAG; Problemas; Solução.

4 Transitividade Verbal A transitividade verbal é o resultado da conexão entre sujeito, verbo e complemento (Luft, 2002; Faraco e Moura, 1988); A classificação dos verbos é feita a partir dessa conexão: verbos transitivos e verbos intransitivos.

5 Verbos Intransitivos Gramática Tradicional: Os verbos intransitivos não necessitam de complemento, pois sua predicação é completa (Luft, op. cit.), o sentido está contido na forma do verbo e não vai além dele (Cunha e Cintra, 2007). Sobe a névoa... A sombra desce... (Cunha e Contra, op. cit.)

6 Verbos Intransitivos TAG: Sr NP 0 Vp V

7 Verbos Intransitivos TAG: Verbos que não exigem complemento (objeto). Al ate. Seth slept. Hyun danced. Al comeu. (?) Seth dormiu. Hyun dançou.

8 Verbos Intransitivos TAG: Advérbios e sintagmas preposicionais podem se adjuntar, mas não são exigidos para a sentença ser considerada gramatical. Al come. (?) John vive. (?) Al já comeu. John vive bem. em Porto Alegre. de renda.

9 Verbos Intransitivos Verbo morrer – transitivo ou intransitivo? Meu avô morreu. Meu avô morreu uma morte tranquila. (Perini, 2005)

10 Verbos Transitivos Gramática Tradicional: Os verbos transitivos são aqueles que não possuem sua predicação completa, ou seja, necessitam de complemento, o objeto (Luft, op. cit.). O professor expõe a lição. (Luft, op. cit.). A polícia prendeu o desordeiro. (Luft, op. cit.).

11 Verbos Transitivos TAG: Sr NP 0 VP V NP 1

12 Verbos Transitivos TAG: Verbos que requerem apenas um NP como complemento. Al ate an apple. Seth danced the tango. Hyun is taking an algorithms course.

13 Transitivo ou Intransitivo? Verbos classificados como transitivos podem ser usados sem complemento expresso e verbos tradicionalmente classificados como intransitivos podem ocorrer com a presença de objetos.

14 Transitivo ou Intransitivo? SOLUÇÃO Gramática Tradicional: Contexto TAG: Contexto

15 Transitivo ou Intransitivo? SOLUÇÃO Gramática Tradicional: Os verbos devem ser classificados de acordo com o texto em que o verbo ocorre, e não isoladamente (Faraco e Moura, op. cit.); Verbos transitivos podem ser usados intransitivamente quando o objeto não for expresso (Luft, op. cit.) Ele já não come nem bebe. Enxergo muito bem.

16 Verbos intransitivos podem ser usados transitivamente, quando a eles são acrescentados substantivo de mesma raiz ou de traço semântico (Luft, op. cit.): Viver uma vida pacata. Morrer (de) morte natural Alguns verbos intransitivos podem receber objeto indireto (Luft, op. cit.): Aconteceu-lhe um desastre.

17 O mesmo verbo pode ter regência variada, dependendo do sentido (Luft, op. cit.): Aspirar um perfume./ Aspirar a um cargo. Assistir um doente./ Assistir a um jogo.

18 Contexto (Cunha e Cintra, op. cit.): Perdoai sempre. INTRANSITIVO Perdoai as ofensas. TRANSITIVO DIRETO Perdoai aos inimigos. TRANSITIVO INDIRETO Perdoai as ofensas aos inimigos. TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO

19 SOLUÇÃO TAG: Contexto Verbos intransitivos: Verbos transitivos: Al ate. Al ate an apple. Hyun danced. Seth danced the tango.

20 Intransitive with PP não são estritamente intransitivos, pois precisam de um sintagma preposicional. Os verbos intransitivos que podem ser seguidos por um sintagma preposicional são diferentes dos intransitive with PP, pois esse sintagma será um adjunto e não um complemento. Seth grabbed for the brass ring. Jones venture into the cave.

21 Intransitive with Adjective têm um adjetivo como complemento. The greenhouse became hotter. The plants grew tall and strong. The flowers smelled wonderful.

22 Considerações Finais A transitividade verbal é um fenômeno compreendido por todos os falantes da língua, pois eles podem perceber se um verbo está sendo bem empregado ou não em um determinado contexto (Raposo, 1992); A gramática tradicional é um importante instrumento de prescrição da língua, responsável por organizá-la e orientar o seu uso;

23 Considerações Finais A maneira como a gramática tradicional explica certos fenômenos deve ser revista; Até que ponto pode-se considerar sempre o contexto de uso para determinar uma regra? E se o contexto for a única solução? Como deve ser a gramática de uma língua? Qual o objetivo de uma gramática?

24 Referências Bibliográficas CUNHA, Celso e CINTRA, Lindley. A nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Lexikon Informática, FARACO E MOURA. Gramática. São Paulo: Ática, JOSHI, Aravind. A lexicalized tree adjoining grammar for english LUFT, Celso Pedro. Moderna gramática brasileira. São Paulo: Globo, PERINI, Mario. Sofrendo a gramática. São Paulo: Ática, RAPOSO, Eduardo Paiva. Teoria da gramática a faculdade da linguagem. Lisboa: Editorial, 1992.


Carregar ppt "To be, or not to be? Patrícia Zanin. To be, or not to be? O que os verbos realmente são? That is the question!"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google