A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Eric Santos Araujo BACIAS HIDROGRÁFICAS UCG/Goiânia 30 de novembro 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Eric Santos Araujo BACIAS HIDROGRÁFICAS UCG/Goiânia 30 de novembro 2009."— Transcrição da apresentação:

1 Eric Santos Araujo BACIAS HIDROGRÁFICAS UCG/Goiânia 30 de novembro 2009

2 Intemperismo e Formação do Solo INTEPRISMO – são produtos das transformações que a crosta terrestre sofre na interação com a atmosfera, hidrosfera e a biosfera

3 ATMOSFERA HIDROSFERABIOSFERA MEIO BIÓTICO E ABIÓTICO Educação Ambiental Poluição Impactos Ambientais Água e doenças Hidrogeoquímica Epidemiologia INTEMPERISMO

4 O INTEMPERSIMO É O CONJUNTO DE MODIFICAÇÕES DE ORDEM FÍSICA ( DESAGREGAÇÃO) e QUÍMICA ( DECOMPOSIÇÃO ) QUE AS ROCHAS SOFREM AO AFLORAR NA SUPERFÍCIE DA TERRA. OS PRODUTOS DE INTEMPERISMO, ROCHA ALTERADA E SOLO ESTÃO SUGEITOS A OUTROS PROCESSOS SUPÉRGENO ( EROSÃO, TRANSPORTE, SEDIMENTAÇÃO ETC... )

5 Tipos de Intemperismo Atuam através de mecanismos modificadores das propriedades físicas dos minerais e rochas - morfologia, resistencia, textura etc... E de suas características químicas - composição química e estrutura cristalina.

6 Intemperismo físico Inclue todos os processos que através de desagregação das particulas das rochas, com a separação dos grãos minerais antes coesos. As variações de temperatura ao longo dos dias e noites ao longo das diferentes estações do ano causam expansão e contração térmica nos materiais rochosos.

7

8

9 Intemperismo químico Relação da temperatura e pressão e transformação dos minerais na superfície; Principal agente do intemperismo químico: água da chuva.

10 Reações do intemperismo HIDRATAÇÃO DISSOLUÇÃO HIDROLISE OXIDAÇÃO

11 HIDRATAÇÃO a molécula de água entra na estrutura do mineral, modificando e formando ouro mineral Anidrita > gipsita +. CaSO 4 + 2H 2 O CaSO 4. 2H 2 O

12 Dissolução A dissolução intensa das rochas, que ocorre mais comumente em terrenos calcáreos, pode levar formação de relevos carsticos, caracterizados pela presença de cavernas e dolinas. CaCo 3 Ca + CO 3 NaCl Na + Cl

13

14 Caverna carstica em Parauna

15 Hidrólise Hidrólise total ; Hidrólise total ; cem por cento da sílica e do K são eliminados, muita água. Hidrólise parcial ; Hidrólise parcial ; em função das drenagens serem menos eficientes parte da sílica per- manece no perfil, enquanto o K pode ser total ou parcialmente eliminado

16 Oxidação É um processo de oxidação dos minerais Processos de lateritização, que são formações Superficiais constituídas por hidróxido e óxidos de Fe e Al GOETHITA, GIBSITA que apresentam normalmenete Formas arredondadas Formas arredondadas Tapiocanga

17 Pedogenese ? Está relacionado à formação dos solos quando além das transformações químicas e mineralógicas tornam-se sobretudo estruturais com importantes reoorganização dos minerais formadores do solo > argilo minerais e óxido - hidróhidos de Fe e Al.

18 PERFIL DE ALTERAÇÃO DE UM SOLO É CONSTITUÍDO DA BASE PARA O TOPO DESCRIÇÃO DOS HORIZONTES; HORIZONTE MAIS CLARO rico em Al HORIZONTE DE ACUMULAÇÃO DE ARGILA SAPÓLITOROCHA Ex ; Aurizona eTiracambu, no PARÁ-PERFIL

19 PEDOGENESE

20

21

22

23 Perfil de Aurizona Perfil de Tiracambu

24

25 Série de Goldich Ordem de estabilidade frente ao intemperismo Dos minerais mais comuns. Mais estável - óxido de ferro Menos estável - halita


Carregar ppt "Eric Santos Araujo BACIAS HIDROGRÁFICAS UCG/Goiânia 30 de novembro 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google