A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Solo – Definição e Perfis Pedologia GF 508 Prof. Dr. Francisco Sergio Bernardes Ladeira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Solo – Definição e Perfis Pedologia GF 508 Prof. Dr. Francisco Sergio Bernardes Ladeira."— Transcrição da apresentação:

1 Solo – Definição e Perfis Pedologia GF 508 Prof. Dr. Francisco Sergio Bernardes Ladeira

2 Programa 1) Introdução - Histórico da Pedologia (evolução da Ciência do Solo, relações interdisciplinares, enfoques atuais da Ciência do Solo) - Conceitos de solo, definições básicas em Pedologia, surgimento do solo na Terra. 2) Pedogênese - Fatores de formação do solo - Fração mineral e orgânica do solo 3) Alteração do solo - Processos de intemperismo (químico, físico, biológico)

3 Programa 4) Paleopedologia 5) Macro e micromorfologia do solo - Horizontes e camadas, descrição do perfil de solo e coleta de amostras de solo 6) Noções de química e mineralogia dos solos 7) Água do solo - Armazenamento e características hídricas - Relação solo-água-organismos - Relação solo-paisagem e distribuição geográfica dos solos 8) Aula Prática – Descrição macromorfológica de solos 9) Horizontes diagnósticos

4 Programa 10) Classificação dos solos - Evolução dos sistemas de classificação - Princípios e critérios básicos - Principais solos do SiBCS 11) Trabalho de Campo 12) Mapeamento de solos 13) Uso e manejo do solo - Aptidão Agrícola, erosão do solo, práticas conservacionistas

5 Definição de Solo Camada de alteração da rocha que recobre toda a superfície terrestre, exceto afloramentos rochosos e corpos de água, resultado da interação de fatores e processos pedogenéticos, organizado em horizontes e capaz de manter uma vegetação natural.

6

7 Definição de Perfil de Solo Seção vertical que, partindo-se da superfície aprofunda-se até onde chega a ação do intemperismo, ou seja seu limite em profundidade é dado pela presença do material de origem intacto. É formado por um conjunto de horizontes que vai da superfície até o material de origem. Horizonte: camada de solo aproximadamente paralela à superfície com propriedades distintas das camadas adjacentes. Os horizontes se formam como conseqüência da movimentação de substâncias (processos de perdas, adições, transformações e translocações), cuja intensidade varia com as condições onde se forma o próprio solo. A natureza e o número de horizontes varia muito. O menor volume que pode ser chamado de solo é denominado de pedon.

8

9

10

11

12

13

14 Definições dos Horizontes Principais Horizonte O: horizonte orgânico dos solos minerais, com mais de 20% de matéria orgânica derivada de restos de plantas e animais. Neste horizonte ocorre a serrapilheira, em formação na parte superior dos solos minerais. São dominados por matéria orgânica fresca ou parcialmente decomposta. Possuem feições mais afastadas do material de origem. Horizonte A: Horizonte mineral usualmente de coloração escura formado por: acúmulo de matéria orgânica em ou adjacente à superfície; Perda de argila, ferro ou alumínio, e consequentemente concentrações de quartzo e outros minerais resistentes. É o horizonte de máxima atividade biológica e mais sujeito a variações de temperatura e umidade

15 Definições dos Horizontes Principais Horizonte B: Caracterizado por apresentar concentração iluvial de argila, sesquióxido de ferro e alumínio (argilas silicatadas de Fe e Al) ou de húmus que migram das camadas superiores. Possui concentração residual de sesquióxidos de Fe e Al também. Também denominado de horizonte de acúmulo. Horizonte C: Camada de material inconsolidado e intemperizado relativamente pouco afetado pelos processos pedogenéticos, com pouca influência de organismos. Chamado também de material parental. Rocha R: rocha inalterada, que pode ser ou não a rocha parental (rocha matriz) do solo acima desenvolvido.

16

17

18

19


Carregar ppt "Solo – Definição e Perfis Pedologia GF 508 Prof. Dr. Francisco Sergio Bernardes Ladeira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google