A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,"— Transcrição da apresentação:

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett, F.M.F Constituição do solo

2 O solo é constituído fisicamente por quatro componentes principais: Componente normalmente estão misturados; Separação em Laboratório: Métodos específicos; Componente normalmente estão misturados; Separação em Laboratório: Métodos específicos; Partícula mineral; Matéria orgânica; Água; Ar.

3 Constituintes do Solo Podemos caracterizar os constituintes do solo de diferentes formas: Fases sólidas; Fases líquidas; Fases gasosa. É utilizada porque inclui elementos do solo que interagem com as plantas e são essenciais no seu crescimento. FasesComponentesDescrição Sólida Fração Mineral Partículas de vários tamanhos, resultantes da degradação do material originário (rocha e sedimentos). Fração Orgânica Material resultante da deposição de resíduos vegetais e animais, podendo estar em diferentes graus de decomposição. Organismos vivos e em atividade (bactérias, fungos, algas, artrópodes, nematoides e anelídeos). Líquida Água do solo ou solução do solo Água e sais dissociados. Matéria orgânica em suspensão Matéria orgânica coloidal. GasosaAr do solo Sua composição difere quantitativamente daquela do ar atmosférico. Tabela 1. Classificação trifásica dos principais componentes do solo

4 FASE SÓLIDA DO SOLO Partículas minerais + matéria orgânica Formam a parte sólida do solo A quantidade de matéria orgânica, formam a fase sólida do solo e suas proporções são relativamente fixas: São encontrados nos horizontes mais superficiais (O e A 1 ) maior quantidade de MO; Entremeando-se aos materiais sólidos, encontra-se: Ar e água que ocupa os espaços porosos; OBS: logo após uma forte chuva a quase totalidade dos poros está preenchida de água, sendo mínima a quantidade de ar presente.

5 Fase gasosa do solo A fase gasosa encontra-se em constante equilíbrio com a fase líquida do solo, ocupando predominantemente os macrosporos; A fase gasosa do solo, também denominada atmosfera do solo é constituída pelo ar do solo; Em comparação com a atmosfera terrestre a atmosfera do solo apresenta: maior concentração de CO 2 com tendência a aumentar com a profundidade; menor concentração de O 2, com tendência a diminuir com a profundidade; umidade relativa mais elevada; concentração de N 2 igual ou pouco maior.

6 A maior concentração de CO 2 na atmosfera dos solos explica-se pelas duas importantes reações que se realizam no solo: Respiração vegetal e decomposição: Por microrganismos; Dos resíduos orgânicos incorporados

7 Fase Líquida do Solo A fase líquida é representada pela solução do solo; Também chamada de água do solo ou água edáfica, retida sob diferentes tensões; A tensão pode ser compreendida como pressão negativa: Força de atração que prende a água à fase sólida; Pode ter diferentes intensidades; A água contida nos capilares, está submetida a forte tensão;

8 Sem a fase líquida, o desenvolvimento das plantas se tornaria impossível: Daí sua importância no estudo do solo; A água do solo, ao ser absorvida pelos vegetais: Transporta os nutrientes essenciais ao seu desenvolvimento; É utilizado para manter as funções vitais;

9 A água pode ser classificada em: Gravitacional – que se perde pela ação das forças de gravidade; Capilar – que fica retida nos poros capilares, contra a força da gravidade: é a água efetivamente disponível para as plantas; Higroscópica – adsorvida pelos coloides do solo, não está disponível para as plantas; De cristalização - que ocorre na estrutura dos minerais e não é considerada como pertencente à fase líquida.

10 Ponto de Murcha É o teor de água que ainda permanece no solo; Porém não pode ser aproveitada pelas plantas; As raízes não tem força de sucção suficiente para absorver essa umidade; O ponto em que a planta inicia o murchamento – ponto de murcha; A água estará retida a uma tensão de 15 atmosferas, constituindo-se no limite inferior da faixa de água do solo; As plantas podem utilizar a água que está retida no solo numa faixa que vai desde o ponto de murchamento (aprox. 15 atms) até a capacidade de campo ( aprox. 33 atms);

11 Capacidade de Campo (ponto de saturação) É o teor de máximo de água que o solo pode reter após a drenagem natural; A capacidade de campo é maior nos solos argilosos do que nos arenosos, por apresentarem maior número de microsporos.


Carregar ppt "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google