A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,"— Transcrição da apresentação:

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett, F.M.F Textura e Estrutura do Solo

2 TEXTURA DO SOLO Refere-se à proporção relativa das frações: AREIA, LIMO, ARGILA Refere-se à proporção relativa das frações: AREIA, LIMO, ARGILA A distribuição da fração mineral do solo: (pedra, cascalho, areia grossa, areia fina, silte e argila).

3 Frações mineraisdiâmetro pedrasmaior que 20 mm cascalhode 20 a 2 mm areiade 2 a 0,02 mm limo (silte)0,02 a 0,002 mm argilamenor que 0,002 mm Tabela 1. Classificações das frações minerais

4 mais de 85% de frações de tamanho areia (arenosa); mais de 35% de argila (argilosa): 30% areia, 10% silte e 60% argila ( textura argilosa); barrenta ou franca ( as três frações em quantidades equilibradas). A determinação da classe textual de um solo: - em laboratório; - a campo; Classe ou texturaPercentagem de argila Classe 1mais de 55% Classe 241 a 55% Classe 326 a 40% Classe 411 a 25% Classe 5menor ou igual a 10% Classe 6solos alagados Tabela 2. Determinação em laboratório da classe textural de um solo

5 Indica os teores das partículas do solo, e encontra-se agrupada nas seguintes classes de textura: textura muito argilosa: teor de argila superior a 60%; textura argilosa: teor de argila entre 35 e 60%; textura média: teor de argila entre 15 e 35%; textura arenosa: teor de argila inferior a 15%; textura siltosa: teor de silte superior a 50%. Classe de Textura

6 Os solos podem ser agrupados em 13 classes texturais no TRIÂNGULO EXTURAL – que define a classe textural do solo

7 Classe textural Franco argilosa Ex: 33% argila 40% silte 40% silte 27% areia 27% areia

8 Importância da argila É a menor partícula do solo que tem a capacidade de aderir nutrientes: Impede os nutrientes de serem arastados pela água; Libera de acordo com as necessidades da planta; Essa capacidade chame-se: capacidade de troca de cátions (CTC); Existe muitos tipos de argilas: - Algumas tem CTC maiores que outras; - Europa e EUA tem CTC maiores que outros países tropicais: - Regiões teoricamente mais férteis que as nossas. Porém: - Solos tropicais: - são mais profundos que os das regiões temperadas; - raízes podem explorar uma área maior em busca de nutrientes

9 Ca ++ Mg ++ Na ++ K ++ H ++ Ca ++ K ++ H ++ Mg ++ H ++ K ++ Figura 1. Partícula de argila com suas cargas negativas e os cátions adsorvidos

10 Solo muito argiloso: - são mais compacto; - ar circula com dificuldade; - muitas vezes a produção é baixa; - o uso de matéria orgânica, torna mais leve e fofo e produtivo.

11 Importância da areia: - Não tem a capacidade de armazenar e ceder nutrientes às plantas; - Tem a função de deixar o solo solto e leve; - Facilita a penetração das raízes, ar, água; - O solo arenoso apresenta CTC baixo; - Tem pouco argila e não consegue reter umidade; - Uso da matéria orgânica permite melhorar o CTC; - Retém maior quantidade de água no solo; Ca ++ Mg ++ Na ++ K ++ H ++ Ca ++ K ++ H ++ Mg ++ H ++ K ++

12 - Friccionar uma amostra de solo entre os dedos; - Areia: sensação de áspera ou pouca pegajosa; - Silte: sensação de sedosidade (maciez); - Argila: dão a sensação dura (seca), pegajosa (úmida); Importância da textura: - retenção dos nutrientes; - penetração das raízes; - Implementos no solo; - na erosão; Determinação da textura a campo: Textura é a propriedade que pouco muda com o tempo, porém todas as outras propriedades dependem desta.

13 Importância: - absorção; - movimentação da água no solo; - aeração; - penetração das raízes; - facilidade de cultivo; Estrutura do solo: É o arranjo das partículas (areia, silte e argila); Entre os torrões do solo encontra-se: - macrósporos; - e dentro dos torrões os micrósporos; Ao contrário da textura a estrutura é facilmente modificada constantemente pela ação do homem (operações do preparo, tratos culturais etc.)

14 Solos compactados: Desestruturados – apresenta baixa infiltração de água; Ocorrência de frequente enxurradas; Raízes deformadas, Alta resistência ao preparo; Pequenas estiagens podem causar sintomas deficiência de água nas plantas. Descompactação: Utilização de um subsolados (mecânico);

15 Solos com boa estrutura: práticas recomendadas: não queimar a resteva; evitar lavração e gradagem sempre na mesma profundidade; evitar trabalhar o solo muito úmido ou muito seco; fazer rotação de cultura incluindo sempre que possível uma leguminosa; Adotar práticas conservacionistas; Fazer adubação orgânica e/ou adubação verde.


Carregar ppt "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO IF – SUL – RIO - GRANDENSE CAMPUS PELOTAS - VISCONDE DA GRAÇA Curso: Técnico em Fruticultura Disciplina: Solos Prof. Dr. Corlett,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google