A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Morfologia de Solos Francisco Sergio Bernardes Ladeira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Morfologia de Solos Francisco Sergio Bernardes Ladeira."— Transcrição da apresentação:

1 Morfologia de Solos Francisco Sergio Bernardes Ladeira

2 Cor Realizada em campo com auxílio da Munsell Soil Color Chart. Possível fazer inferências sobre conteúdo de matéria orgânica, tipificação de óxidos de ferro, formas reduzidas de Fe, drenagem e outros. Na carta Munsell o matiz aparece no canto superior direito da folha e refere-se ao espectro dominante da cor (vermelho, amarelo, azul, verde e púrpura).

3 Cor O valor, que correspondem as cores no sentido vertical da folha, indica a tonalidade da cor. O zero seria o preto absoluto e o 10 o branco absoluto. Na Carta Munsell normalmente a escala varia de 2 a 8. O croma, que são os números horizontais na folha, representam a pureza relativa ou saturação da cor. Varia de zero (cores neutras e acinzentadas) até 10.

4 Textura Corresponde a proporção relativa entre as frações granulométricas – areia, silte, argila No campo é estimada por sensações táteis –Textura arenosa –Textura média (menos que 35% de argila e mais de 15% de areia) –Textura siltosa (silte maior que 50%, areia menor que 15% e argila menor que 35%) –Textura argilosa (35-60% de argila) –Textura muito argilosa (+ de 60% de argila)

5 Estrutura Padrão de arranjamento das partículas primárias (areia, silte, argila) no solo, separads entre si por superfícies de fraqueza São unidades naturais secundárias, unidas por matéria orgânica, óxidos de ferro ou alumínio, carbonatos, sílica ou argila. –Laminar –Prismática –Em blocos (angulares e subangulares) –Granular

6 Porosidade Volume do solo ocupado por água ou ar. Deve ser descrito em campo quanto a forma, dimensão e quantidade.

7 Cerosidade Aspecto brilhante (ceroso) que recobre unidades estruturais e poros. Classifica-se o grau de desenvolvimento e quantidade. –Coatings –Slickensides –Pressure surface

8 Consistência Manifestação das forças físicas de coesão entre partículas do solo. Consistência do solo quando seco: –Solta –Macia –Ligeiramente dura –Dura –Muito dura –Extremamente dura

9 Consistência Consistência do solo quando úmido: –Solta –Muito friável –Friável –Firme –Muito firme –Extremamente firme

10 Consistência Plasticidade: propriedade do material do solo de mudar continuamente de forma, pela ação de força aplicada e de manter a forma imprimida, quando cessa a força –Não plástica –Ligeiramente plástica –Plástica –Muito plástica

11 Consistência Pegajosidade: propriedade da massa do solo de aderir a outros objetos –Não pegajosa –Ligeiramente pegajosa –Pegajosa –Muito pegajosa

12 Cimentação Presença de agente cimentante, qe não o argilomineral, como carbonato de cálcio, sílica, óxidos de ferro e alumíno. –Fracamente cimentado –Fortemente cimentado –Extremamente cimentado

13 Nódulos e Concreções Corpos cimentados na matriz do solo Descreve-se quanto a: – quantidade (muito pouco - 5%, pouco - 5 a 15%, freqüente -14 a 40%, muito freqüente – 40 a 80%, dominante %) – tamanho (pequeno – 1cm; grande + 1cm) –Dureza (macio ou duro) –Forma (esférico, irregular e angular) –Cor –Natureza


Carregar ppt "Morfologia de Solos Francisco Sergio Bernardes Ladeira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google