A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Observação e descrição de perfis de solo Observe o perfil do solo - Abrir uma cova (1m x1m) até à profundidade que se possa observar o material originário)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Observação e descrição de perfis de solo Observe o perfil do solo - Abrir uma cova (1m x1m) até à profundidade que se possa observar o material originário)"— Transcrição da apresentação:

1 Observação e descrição de perfis de solo Observe o perfil do solo - Abrir uma cova (1m x1m) até à profundidade que se possa observar o material originário) - Fotografe / represente os diferentes horizontes. Em cada horizonte observar: 1- Espessura e transição 2- Estrutura 3- Textura e proporção de grosseiros 4- Cor 5- Consistência Recolha amostras de cada um dos horizontes. Recolha outras informações que julgue pertinentes (elementos que não dizem propriamente respeito ao perfil mas sim ao local ou área em que este se situa (topografia, drenagem, vegetação, uso do solo, etc.) Orquídia Neves/2006

2 Descrição dos horizontes do solo Espessura : Regista-se a profundidade a que os limites superior e inferior de cada horizonte se encontram, contada a partir do topo do horizonte A. Os limites das camadas dizem-se: Planos Ondulados (com concavidades ou convexidades mais largas do que altas) Irregulares (com convidades ou convexidades mais altas do que largas) Descontínuos Quando os limites entre horizontes não são planos, as profundidades que se indicam são profundidades médias e deve fazer-se referência à amplitude da sua variação – Ex: 12 (8-16) cm. Transição entre 2 horizontes descreve-se : Abrupta (zona de transição com espessura inferior a 2 cm) Nítida (zona de transição com espessura entre 2-6 cm) Gradual (zona de transição com espessura entre 6-12 cm) Difusa (zona de transição com espessura superior a 12 cm) Orquídia Neves/2006

3 Estrutura do solo Estrutura - característica física expressa pelo tamanho, forma e arranjo das partículas (individuais e compostas) e respectivos vazios - observações á escala microscópica e macroscópica (macroestrutura no campo) Pedalidade ou agregação (forma, tamanho e arranjo dos agregados) Granular (granular): partículas esferoidais, com faces planas ou curvas que não se moldam ou se ajustam mal à dos agregados vizinhos muito fina ( 10 mm) Laminar (platy): agregados com uma dimensão (a vertical) limitada e muito mais pequena do que as outras duas; com faces sensivelmente horizontais. Muito delgada ( 10 mm) Orquídia Neves/2006

4 Estrutura do solo Anisoforme ou bloco (blocky): agregados irregulares, sem diferenças acentuadas entre as três dimensões; com faces planas e vértices vivos (blocos angulares) ou mistura de faces arredondadas e planas com muitos vértices arredondados (blocos sub-angulares), moldam as faces dos agregados vizinhos. Muito fina ( 50 mm) Prismática (prismatic): agregados com duas dimensões (as horizontais) limitadas e consideravelmente mais pequenas do que a vertical; com as faces verticais bem definidas e com arestas agudas: prismático (sem topos arredondados) e colunar (com topos arredondados). Muito fina ( 100 mm) Orquídia Neves/2006

5 Estrutura do solo Anisoforme: angular e subangular Prismático e ColunarGranularLaminar Orquídia Neves/2006

6 Estrutura do solo Anisoforme anguloso PrismáticoColunar Granular Orquídia Neves/2006

7 A cor do solo Orquídia Neves/2006

8 A cor do solo Goethite -Fe 3+ O(OH) Lepidocrocite -Fe 3+ O(OH) Akaganéite -Fe 3+ (O,OH,Cl) Hematite -Fe 2 O 3 MagnetiteFe 2+ Fe 2 3+ O 4 Maghemite -Fe 2 O 3 Ferridrite 5Fe 2 O 3 ·9H 2 O Ferrohexahidrite Fe 2+ SO 4 ·6H 2 O Orquídia Neves/2006

9 Classificar a cor do solo COR - determina-se comparando-a com os padrões da escala de Munsell e indica-se pelos parâmetros da respectiva escala: Pardo avermelhado escuro 5 YR 3 / 3 (s) Matiz Valor / Croma (s) ou (h): determinação realizada em solo seco ou húmido - Matiz (Hue) : cor espectral dominante- combinação dos pigmentos vermelho, amarelo, verde, azul e púrpura : matiz 5YR (4/4: 50% amarelo (yellow) e 50% de vermelho (red)) - Valor (Value): grau de clareza - indica a proporção de branco (valor 10) e de preto (0) ( está disposto no sentido vertical) valor 3 = a cor branca contribui com 30% e a cor preta com 70% - Croma (Chroma): saturação ou intensidade de pigmentação- refere-se à contribuição do matiz (nos solos varia de 0 a 8 e está disposto no sentido horizontal) Orquídia Neves/2006

10 Classificar a cor do solo Se no perfil o solo se apresentar mosqueado ou manchado, deve indicar-se a cor de fundo (matiz) e a cor ou cores das manchas principais Essas manchas deverão ainda ser classificadas quanto ao contraste, abundância e tamanho. Contraste - Pouco distintas - Distintas, quando se distinguem facilmente (diferem da cor da matriz por 1 ou 2 unidades ou várias unidades de valor). - Muito distintas, quando o mosqueado é o aspecto dominante do horizonte. Abundância - Poucas, menos de 2% da superfície observada. - Algumas, de 2+ a 20%. - Muitas, mais de 20%. Tamanho - Pequenas, se a maior dimensão é inferior a 5 mm. - Médias, se a maior dimensão é entre 5-15 mm. - Grandes, se a maior dimensão é superior a 15 mm. Orquídia Neves/2006

11 Observação e descrição de perfis de solo Exemplo da descrição de um perfil de solo da Serra de Todo o Mundo (Bombarral) Topografia: plateau da Serra de todo o Mundo em situação de declive bastante ligeiro, 3-4% Vegetação: mato ralo com tojo, cardos, tufos de gramíneas Litologia: doleritos Observações: amostras para análise : A1 (0-9 cm); B (9-25 cm). Abaixo dos 60 cm aparece a rocha-mãe Horizonte- Profundidade (cm) Descrição A0-10 cm Cor castanho escuro 7,5 YR 3/4 (s); 7,5 YR 2/2 (h): franco-arenoso com raro saibro de dolerito mais ou menos alterado e alguns elementos cascalhentos da mesma rocha; granulosa muito fina a média, fraca (a massa do solo tende a resolver-se na sua maior parte, num pó muito fino); compacidade média; consistência: pouco rija, pouco aderente, pouco plástico; medianamente poroso ou pouco poroso; abundantes raízes finas e médias; seco. Transição nítida para o horizonte B B10-25 cm Cor castanho escuro 7,5 YR 3/4 (s); 7,5 YR 2/2 (h): franco-argiloso com alguns elementos grosseiros de tamanho entre saibro e pedra de rocha doleritíca por vezes (especialmente para a granulometria mais fina) um tanto alterada; anisoforme subangulosa média a grosseira, moderada; assinalam-se algumas películas de argila (?); compacidade média; consistência rija a pouco rija, aderente, plástico; pouco poroso; bastantes raízes finas e médias, seco. Este horizonte assenta numa linha de pedras de dolerito, muito pouco alteradas. C25-60 cm Horizonte C, por vezes CB com muitos fragmentos de rocha à mistura entre os quais se vêm núcleos arredondados de dolerito pouco alterado; rocha dura, pouco alterada, no fundo da cova. Os núcleos do horizonte B, subjacente à linha de pedras têm uma estrutura anisoforme subangulosa; argiloso muito aderente a aderente, muito plástico a plástico. Bastantes raízes finas e médias.


Carregar ppt "Observação e descrição de perfis de solo Observe o perfil do solo - Abrir uma cova (1m x1m) até à profundidade que se possa observar o material originário)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google