A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Calor e Frio Norma Espanhola. Temperaturas Extremas O ser humano dispõe de mecanismos reguladores eficazes porque precisa manter a temperatura interna.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Calor e Frio Norma Espanhola. Temperaturas Extremas O ser humano dispõe de mecanismos reguladores eficazes porque precisa manter a temperatura interna."— Transcrição da apresentação:

1 Calor e Frio Norma Espanhola

2 Temperaturas Extremas O ser humano dispõe de mecanismos reguladores eficazes porque precisa manter a temperatura interna do seu corpo praticamente constante, entre 36°C e 38°C,mesmo em condições ambientais muito agressivas. Para evitar que o calor recebido do ambiente e o produzido internamente devido a atividade física realizada desestabilizem a temperatura corporal, o organismo utiliza processos físicos e fisiológicos para dissipar o excesso de calor.

3 Temperaturas Extremas Os mecanismos físicos são os seguintes: Radiação: é a troca de calor que se produz através de ondas eletromagnéticas entre corpos com diferentes temperaturas. A perda ou ganho de calor por radiação depende da temperatura superficial dos corpos. Condução: é a troca de calor que acontece entre corpos em contato. A perda ou ganho de calor por condução depende da temperatura dos corpos. Convecção: é a troca térmica entre a pele e o ar que a rodeia. A perda ou ganho de calor por convecção depende da temperatura e da velocidade do ar. Evaporação: a evaporação do suor é o único dos mecanismos que só implica em perda de calor, essa perda depende da umidade e da velocidade do ar.

4 Temperaturas Extremas Os mecanismos fisiológicos mais importantes são os seguintes: No frio: redução do fluxo sanguíneo superficial e o incremento da atividade física (tremor). No calor: aumento da produção de suor e do fluxo sanguíneo superficial, e diminuição da atividade física (moleza).

5 Temperaturas Extremas Os efeitos mais importantes da exposição a ambientes quentes são: choque térmico, desmaios, câimbras e desidratação. Quanto aos efeitos da exposição a ambientes muito frios destacam-se: a hipotermia (diminuição da temperatura interna do corpo) e o congelamento.

6 CRITÉRIOS PREVENTIVOS BÁSICOS Calor Controlar as fontes emissoras de calor com a colocação de anteparos ou painéis isolantes ou refletores. Limitar a exigência física do trabalho, programando as tarefas mais pesadas para os períodos mais frios do turno de trabalho. Aclimatar o trabalhador às condições ambientais do local de trabalho antes da sua entrada. Limitar a exposição ao calor, aumentando a freqüência e a duração dos intervalos.

7 CRITÉRIOS PREVENTIVOS BÁSICOS Calor Reduzir a transmissão de calor através de paredes e telhados. Instalar equipamentos condicionadores de ar. Instalar ventilação exaustora para eliminar os focos de ar quente. Disponibilizar água potável mineralizada nas proximidades do local de trabalho.

8 CRITÉRIOS PREVENTIVOS BÁSICOS Calor Isolar os processos, os equipamentos ou suas partes quentes, para evitar o contato e propagação do calor. Fornecer roupas de proteção contra o calor. Realizar treinamentos dos trabalhadores para o reconhecimento de sintomas e os primeiros socorros relacionados a problemas de sobrecarga térmica. Realizar exames médicos específicos admissionais e periódicos.

9 CRITÉRIOS PREVENTIVOS BÁSICOS Conforto térmico Proporcionar condição térmica agradável à maioria dos ocupantes do local através de sistemas de ventilação e climatização. Reduzir a transmissão de calor através do telhado, das paredes e das janelas. Adequar as variáveis ambientais (temperatura, umidade, temperatura radiante média e velocidade do ar) à atividade física realizada. Garantir que o sistema de distribuição de ar está equilibrado, de modo que as vazões de ar e sua velocidade não causem desconforto e moléstias devido as correntes de ar.

10 CRITÉRIOS PREVENTIVOS BÁSICOS Frio Fornecer roupa de proteção contra o frio, considerando os seguintes fatores: o a roupa deve proporcionar isolamento contra o frio, o vento e a umidade; o deve permitir a transpiração e dissipação do excesso de calor gerado durante o trabalho; o deve permitir a realização cômoda do trabalho (considerar o peso e o volume da roupa).

11 CRITÉRIOS PREVENTIVOS BÁSICOS Frio Adotar difusores nos sistemas de distribuição do ar frio de modo a impedir ou minimizar as correntes diretas de ar sobre as pessoas. Isolar os processos, os equipamentos ou suas partes frias, para evitar o contato. Reduzir ou eliminar as tarefas de mera vigilância que exijam pouca atividade física. Evitar o contato direto com equipamentos ou com suas partes frias por meio de isolamento.

12 CRITÉRIOS PREVENTIVOS BÁSICOS Frio Limitar a duração da exposição aumentando a freqüência e duração dos intervalos de descanso e recuperação, ou permitindo a autolimitação da exposição. Realizar programas de treinamento dos trabalhadores para o reconhecimento precoce dos sintomas da exposição inadequada ao frio bem como quanto aos primeiros socorros necessários.


Carregar ppt "Calor e Frio Norma Espanhola. Temperaturas Extremas O ser humano dispõe de mecanismos reguladores eficazes porque precisa manter a temperatura interna."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google