A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CURSO DE PRODUÇÃO DE MUDAS APOIO NO GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL DO VALE DO PARNAÍBA PDFLOR-PI.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CURSO DE PRODUÇÃO DE MUDAS APOIO NO GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL DO VALE DO PARNAÍBA PDFLOR-PI."— Transcrição da apresentação:

1 CURSO DE PRODUÇÃO DE MUDAS APOIO NO GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL DO VALE DO PARNAÍBA PDFLOR-PI

2 PROMOTORES DO PROGRAMA

3 TÉCNICAS DE PRODUÇÃO DE MUDAS FLORESTAIS OSMAEL PORTELA ENG. FLORESTAL

4 PRODUÇÃO DE MUDAS OS BENEFÍCIOS DA FLORESTA NATIVAS EXÓTICAS MADEIRA NÃO MADEIRÁVEIS

5 PRODUÇÃO DE MUDAS A SEMENTE O SUCESSO DE UMA FLORESTA INICIA-SE PELA SEMENTE ENTÃO, O QUE É SEMENTE?

6 PRODUÇÃO DE MUDAS A SEMENTE

7 PRODUÇÃO DE MUDAS COLETA DE SEMENTES ÁRVORES MATRIZES: ESCOLHA CORRETA e CARACTERÍSTICAS ÉPOCA DE COLETA MÉTODOS DE COLETA DE SEMENTES FLORESTAIS

8 PRODUÇÃO DE MUDAS COLETA DE SEMENTES

9 PRODUÇÃO DE MUDAS COLETA DE SEMENTES

10 PRODUÇÃO DE MUDAS COLETA DE SEMENTES

11 PRODUÇÃO DE MUDAS COLETA DE SEMENTES

12 PRODUÇÃO DE MUDAS EXTRAÇÃO DE SEMENTES FRUTOS DEISCENTES FRUTOS INDEISCENTES

13 PRODUÇÃO DE MUDAS COLETA DE SEMENTES

14 PRODUÇÃO DE MUDAS EXTRAÇÃO DE SEMENTES

15 SECOS CARNOSOS BENEFICIAMENTO DE SEMENTES TAMANHO DAS SEMENTES ARMAZENAMENTO DE SEMENTES TIPOS DE SEMENTES EMBALAGENS LOCAIS DE ARMAZENAMENTO PRODUÇÃO DE MUDAS EXTRAÇÃO, BENEFICIAMENTO E ARMAZENAMENTO DE SEMENTES

16 PRODUÇÃO DE MUDAS BENEFICIAMENTO E ARMAZENAMENTO DE SEMENTES

17 PRODUÇÃO DE MUDAS ARMAZENAMENTO DE SEMENTES

18 PRODUÇÃO DE MUDAS GERMINAÇÃO DE SEMENTES FATORES QUE INFLUENCIAM NA GERMINAÇÃO O QUE É DORMÊNCIA? COMO SUPERAR A DORMÊNCIA EM SEMENTES FLORESTAIS

19 PRODUÇÃO DE MUDAS DORMÊNCIA EM SEMENTES

20 PRODUÇÃO DE MUDAS DORMÊNCIA EM SEMENTES

21 PRODUÇÃO DE MUDAS VIVEIROS FLORESTAIS

22 PRODUÇÃO DE MUDAS VIVEIROS FLORESTAIS MANEJO DE VIVEIRO FLORESTAL LOCAL OPERACIONALIDADE TIPO DE VIVEIRO PREPARO DA ÁREA CAPACIDADE CANTEIROS O QUE NECESSITO NO VIVEIRO QUEBRA-VENTO

23 PRODUÇÃO DE MUDAS RECIPIENTES PARA PRODUÇÃO

24 PRODUÇÃO DE MUDAS RECIPIENTES PARA PRODUÇÃO

25 PRODUÇÃO DE MUDAS CANTEIROS SUSPENSOS PARA PRODUÇÃO

26 PRODUÇÃO DE MUDAS CANTEIROS E SEMENTEIRAS SUBSTRATOS SEMEADURA COBERTURA E SOMBREAMENTO ADUBAÇÃO IRRIGAÇÃO MICROORGANISMOS E RAÍZES RUSTIFICAÇÃO

27 PRODUÇÃO DE MUDAS PRODUÇÃO DE MUDAS POR SEMENTES

28 PRODUÇÃO DE MUDAS PRODUÇÃO DE MUDAS POR SEMENTES

29 PRODUÇÃO DE MUDAS PRODUÇÃO DE MUDAS POR MICROESTAQUIA

30 PRODUÇÃO DE MUDAS PRODUÇÃO DE MUDAS POR MICROESTAQUIA

31 PRODUÇÃO DE MUDAS PRODUÇÃO DE MUDAS POR MICROESTAQUIA

32 PRODUÇÃO DE MUDAS PRODUÇÃO DE MUDAS POR MICROESTAQUIA

33 PRODUÇÃO DE MUDAS PRODUÇÃO DE MUDAS POR MICROESTAQUIA

34 PRODUÇÃO DE MUDAS PRODUÇÃO DE MUDAS POR CULTURA DE TECIDOS

35 PRODUÇÃO DE MUDAS PARA A IMPLANTAÇÃO CORRETA DE UMA FLORESTA DE ESPÉCIES NATIVAS OU EXÓTICAS DEVE-SE UTILIZAR DE MUDAS SAUDÁVEIS BOM DIÂMETRO DE COLO RAÍZES BEM FORMADAS BOA RELAÇÃO PARTE AÉREA / SISTEMA RADICULAR E NUTRIDAS ADEQUADAMENTE

36 PRODUÇÃO DE MUDAS PORQUE? GARANTE MELHOR ÍNDICE DE SOBREVIVÊNCIA NO PLANTIO MAIOR RESISTÊNCIA A ESTRESSES AMBIENTAIS MAIOR CRESCIMENTO INICIAL AFETA DIRETAMENTE NA QUALIDADE FINAL DA FLORESTA

37 PRODUÇÃO DE MUDAS

38 PROCEDÊNCIA DAS SEMENTES ACS (ÁREA DE COLETA DE SEMENTES) APS (ÁREA DE PRODUÇÃO DE SEMENTES) PS (POMAR DE SEMENTES)

39 PRODUÇÃO DE MUDAS PADRÃO DE MUDAS ALTURA DA PARTE AÉREA: 18 A 20 cm DIÂMETRO DE COLO: 3 A 4 mm O SISTEMA RADICIAL DEVE OCUPAR TODA A ÁREA INTERNA DO TUBETE OU SAQUINHO, APRESENTAR BOM DESENVOLVIMENTO E COLORAÇÃO BRANCA

40 PRODUÇÃO DE MUDAS enovelamento

41 DEVE-SE TER CUIDADOS ESPECIAIS COMO A ADOÇÃO DE LOGÍSTICA PARA: RECUPERAÇÃO DO TUBETE APÓS O PLANTIO EXPEDIÇÃO SEM OS RECIPIENTES * IMPLICA EM CUIDADOS PARA EVITAR QUE AS RAÍZES RESSEQUEM, COMO O EMPACOTAMENTO DAS MUDAS EM FILME PLÁSTICO (SISTEMA ROCAMBOLE) QUE MANTÉM A UMIDADE DO SISTEMA RADICIAL. PRODUÇÃO DE MUDAS EXPEDIÇÃO DAS MUDAS

42 PRODUÇÃO DE MUDAS EXPEDIÇÃO DAS MUDAS REUTILIZAÇÃO DO RECIPIENTE

43 PRODUÇÃO DE MUDAS EXPEDIÇÃO DAS MUDAS SISTEMA ROCAMBOLE

44 PRODUÇÃO DE MUDAS EXPEDIÇÃO DAS MUDAS ACONDICIONAMENTO NÃO PERMITIR ESTRESSES, NÃO AMASSAR E NÃO ABAFAR AS MUDAS PROTEGÊ-LAS DO VENTO IRRIGAÇÃO ANTES DO EMBARQUE E, SEMPRE QUE NECESSÁRIO NO CASO DE PERCURSOS MUITO LONGOS NO DESTINO AS MUDAS DEVEM SER DESCARREGADAS, IRRIGADAS E POSTAS À SOMBRA ENQUANTO AGUARDAM O PLANTIO DEFINITIVO

45 PRODUÇÃO DE MUDAS FLORESTAS PRODUTIVAS MAIS RENDA, EMPREGOS QUALIDADE DE VIDA E AMBIENTE SAUDÁVEL.

46 PRODUÇÃO DE MUDAS OSMAEL PORTELA ENG. FLORESTAL OBRIGADO PELA SUA ATENÇÃO!


Carregar ppt "CURSO DE PRODUÇÃO DE MUDAS APOIO NO GERENCIAMENTO DA EXECUÇÃO DO PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL DO VALE DO PARNAÍBA PDFLOR-PI."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google