A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROJETO: CENTRO VOCACIONAL DE SILVICULTURA VALE DO TAQUARI, RIO GRANDE DO SUL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROJETO: CENTRO VOCACIONAL DE SILVICULTURA VALE DO TAQUARI, RIO GRANDE DO SUL."— Transcrição da apresentação:

1 PROJETO: CENTRO VOCACIONAL DE SILVICULTURA VALE DO TAQUARI, RIO GRANDE DO SUL

2 PROPONENTE NOME: Prefeitura Municipal de Lajeado PREFEITA: Carmen R. P. Cardoso ELABORAÇÃO: Cláudia A. Schneider - Bióloga Elisete M. de Freitas - Bióloga Centro Universitário UNIVATES

3 Beneficiados * AFLOVAT – Associação dos Produtores e Comerciantes de Flores e Plantas Ornamentais do Vale do Taquari Atuação: Fornecimento de mudas para cultivo e comercialização de flores e plantas ornamentais. * Prefeitura Municipal de Arvorezinha Atuação: Produção de mudas de Erva-mate para cultivo, beneficiamento e posterior exploração comercial. * Uniplant Atuação: Produção e comercialização de mudas de espécies florestais nativas ou exóticas. Beneficiados * AFLOVAT – Associação dos Produtores e Comerciantes de Flores e Plantas Ornamentais do Vale do Taquari Atuação: Fornecimento de mudas para cultivo e comercialização de flores e plantas ornamentais. * Prefeitura Municipal de Arvorezinha Atuação: Produção de mudas de Erva-mate para cultivo, beneficiamento e posterior exploração comercial. * Uniplant Atuação: Produção e comercialização de mudas de espécies florestais nativas ou exóticas.

4 Beneficiados * Prefeitura Municipal de Santa Clara do Sul Atuação: Fornecimento de mudas para cultivo de flores em estufa e posterior comercialização. * Prefeitura Municipal de Taquari Atuação: Fornecimento de mudas de espécies florestais nativas ou exóticas. * Prefeitura Municipal de Roca Sales Atuação: Fornecimento de mudas para cultivo de flores em estufa e posterior comercialização.

5 OBJETIVO GERAL - Avaliar, estimular e profissionalizar a produção ambientalmente correta de produtos silviculturais, madeiráveis ou não, * através da implantação de um Centro Vocacional de Silvicultura (CVS), * visando promover o desenvolvimento social e econômico sustentável de pequenas propriedades rurais, bem como, o incremento do abastecimento do mercado, regional, nacional e internacional. OBJETIVO GERAL - Avaliar, estimular e profissionalizar a produção ambientalmente correta de produtos silviculturais, madeiráveis ou não, * através da implantação de um Centro Vocacional de Silvicultura (CVS), * visando promover o desenvolvimento social e econômico sustentável de pequenas propriedades rurais, bem como, o incremento do abastecimento do mercado, regional, nacional e internacional.

6 Objetivos Específicos/Metas: - Construção do Centro Vocacional de Silvicultura (CVS) para a difusão e aplicação de técnicas ambientalmente corretas para a produção de mudas de espécies vegetais silviculturais, madeiráveis ou não;

7 Objetivos Específicos/Metas - Possibilitar o acesso dos pequenos produtores da região à mudas de qualidade, possibilitando a implantação de atividades econômicas alternativas (produção de espécies nativas e exóticas de flores, plantas medicinais, plantas condimentares e de erva-mate) ; - Estabelecer protocolos para a micropropagação de espécies madeiráveis ou não, nativas e exóticas de interesse comercial;

8 Objetivos Específicos/Metas - Produzir mudas de qualidade que garantam o aumento da produtividade em menor período de tempo, adaptadas às condições climáticas da região e geradoras de baixo impacto ambiental (técnicas de micropropagação)

9 Objetivos Específicos/Metas: - Possibilitar aos pequenos produtores rurais da região e do Estado, o acesso às tecnologias de produção silvicultural, com alta viabilidade ambiental e econômica; - Reduzir o avanço da ação antrópica sobre os fragmentos de floresta nativa na região, garantindo a sua preservação.

10 Objetivos Específicos/Metas - Estabelecer normas de manejo adequado para áreas florestadas, incentivando os produtores a adotarem técnicas inovadoras de produção silvicultural de espécies madeiráveis ou não;

11 Objetivos Específicos/Metas: - Treinar, formar e reciclar mão-de-obra na área de manejo vegetal; - Formação de áreas demonstrativas de plantios estimulando a disseminação e o uso sustentável de cultivos de espécies vegetais nativas e plantadas.

12 Justificativa * Inúmeras propriedades rurais do Estado e do país encontram-se inativas – no Vale do Taquari, propriedades rurais estão inativas. * No Vale do Taquari, a atividade da silvicultura (florestas comerciais, erva-mate, floricultura) vem crescendo, sendo praticada por pequenos agricultores.

13 Justificativa * O Vale do Taquari conta com livre estrutura de transporte, favorecida pelas rodovias que a atravessam e pelo rio Taquari, além da experiência com a exportação. * Desigualdade na produção de madeira - grandes empresas são detentoras das tecnologias de produção de mudas de qualidade.

14 Justificativa * O pequeno produtor realiza o plantio de mudas de menor valor e qualidade, o que reduz a produção e a possibilidade de qualificar a sua produção. * Necessidade de buscar alternativas para aumentar a produção do pequeno produtor. * A clonagem possibilita a produção em massa de plantas com as características selecionadas e assegura maior rendimento do processo de produção em todas as suas etapas. * No entanto, uma minoria de produtores têm acesso a estas mudas e por preços elevados.

15 Justificativa * Crescimento acentuado do comércio de flores, erva- mate e o surgimento de um novo mercado centrado na extração de essências vegetais, tanto para a indústria farmacêutica, como alimentícia e de cosméticos. * Produção de erva-mate (nativa) na região do Vale do Taquari não atende a demanda do mercado. * Possibilidade de passar a utilizar espécies nativas para a exploração madeireira, para a produção de flores e para a extração de essências.

16 Metodologia -O CVS servirá de centro de reunião e difusão de metodologias relacionadas à produção de mudas diversas por técnicas de micropropagação; -Desenvolvimento de experimentos para a definição das técnicas de micropropagação adequadas para o cultivo de diferentes espécies (nativas e exóticas, madeiráveis ou não) -Divulgação dos resultados obtidos nos experimentos em cursos e participação em eventos; -Parceria com outras instituições de ensino e pesquisa.

17 O CVS terá duas funções básicas a cumprir: * Produção de mudas das espécies selecionadas através da realização de experimentos em laboratório; * A capacitação dos produtores rurais da Região para a adoção de formas inovadoras de produção. Interação do Centro Vocacional

18 Entre a Academia e produtores rurais: - Participação de pesquisadores, bolsistas, estagiários e de alunos dos cursos de áreas afins no desenvolvimento de experimentos; - Atividades de capacitação a serem oferecidas aos produtores rurais e outros interessados. Interação do Centro Vocacional

19 Capacitação - Treinamentos na forma de cursos e seminários para trabalhadores do campo, técnicos de nível médio, profissionais e graduandos de áreas afins. -Estágios supervisionados (alunos de graduação das áreas afins inclusive de outras instituições de ensino e pesquisa).

20 Resultados esperados - Capacitar trabalhadores/profissionais; - Gerar empregos; - Otimizar o processo de produção de mudas de espécies madeiráveis ou não; - Promover a inclusão social; - Promover a auto-sustentabilidade de propriedades rurais do Vale; - Aumentar o valor agregado dos produtos produzidos; - Implantar novas alternativas econômicas.

21 OBRIGADA!!!


Carregar ppt "PROJETO: CENTRO VOCACIONAL DE SILVICULTURA VALE DO TAQUARI, RIO GRANDE DO SUL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google