A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Interagir com o IASB em aspectos técnicos, respeitando a soberania de cada integrante, visando apresentar contribuições técnicas aos documentos de consulta.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Interagir com o IASB em aspectos técnicos, respeitando a soberania de cada integrante, visando apresentar contribuições técnicas aos documentos de consulta."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Interagir com o IASB em aspectos técnicos, respeitando a soberania de cada integrante, visando apresentar contribuições técnicas aos documentos de consulta pública emitidos pelo IASB (por exemplo, papéis para discussão e minutas de normas) e propostas de aprimoramento que contemplem situações específicas da região. Possibilitar, de forma organizada, uma voz única da região junto ao IASB.

4

5 Para conduzir seus trabalhos, o GLENIF elegeu o seu diretório, composto por 6 (seis) membros, assim constituído: PRESIDENTE: Juarez Domingues Carneiro, representando o Conselho Federal de Contabilidade; (Brasil) VICE-PRESIDENTE: Jorge José Gil, representando a Federación Argentina de Consejos Profesionales de Ciencias Económicas; (Argentina) DIRETOR: Felipe Perez Cervantes, representando o Consejo Mexicano de Normas de Información Financiera; (México) DIRETOR: Luís Alonso Colmenares Rodriguez, representando o Consejo Técnico de la Contaduría Pública; (Colômbia) DIRETOR: Winston Fernández, representando o Colegio de Contadores, Economistas y Administradores de Uruguay; (Uruguai) DIRETOR: Rafael Rodríguez Ramos, representando a Federación de Colegios de Contadores Públicos de Venezuela. (Venezuela)

6 Até o momento foram realizadas nove reuniões do Diretório GLENIF, sendo quatro presenciais e cinco via Skype, para discutir e aprovar os documentos que foram remetidos ao IASB. Caracas/Venezuela 21/08/2011 São Paulo/Brasil 26/10/2011 Cidade do México 8/3/2012

7 Nos dias 2 e 3 de julho, foram realizadas a Reunião do Diretório GLENIF e a Assembléia de Presidentes. Na ocasião da Assembléia, Luis Alonso Colmenares Rodriguez (Colômbia) foi eleito como novo membro da Diretoria, e Winston Fernández (Uruguai) foi reconduzido para o cargo de Diretor. Buenos Aires/Argentina Assembléia de Presidentes 03/07/2011 Buenos Aires/Argentina Reunião do Diretório 02/07/2011

8 1.Adiamento da data de vigência da IFRS 9 – carta enviada ao IASB em 26 de outubro de Carta-comentário sobre a Agenda Consultation IASB 2011 – foi enviada ao IASB em 30 de novembro de GTT 1 – coordenado por Ricardo Lopes Cardoso, do Brasil. 3.Carta-comentário sobre o ED Investiment Entities – foi enviada ao IASB em 5 de janeiro de GTT 2 – coordenado por Domingo Marchese, da Argentina. 4.Carta-comentário sobre o ED Amendment to the accounting for Government Loans in IFRS 1 – foi enviada ao IASB em 5 de janeiro de GTT 4 – coordenado por Renny Espinoza, da Venezuela. 5.Carta-comentário sobre o ED Revenue from Contracts with Customers – foi enviada ao IASB em 13 de março de GTT 5 – coordenado por Silvio Takahashi, do Brasil. 6.Carta-comentário sobre o ED Transition Guidance (Proposed amendments to IFRS 10) – foi remetida ao IASB no dia 21 de março de GTT 6 – coordenado por Hugo Gubba, do Uruguai. 7.Carta-comentário sobre o ED Annual Improvements to IFRSs Cycle – em fase de conclusão para que seja enviada ao IASB em 5 de setembro de GTT 7 – coordenado por William Allan Biese Decker, México.

9 GTT 1 – Consulta de Agenda 2011 O grupo foi coordenado por Ricardo Lopes Cardoso (Brasil) e contou com a participação dos seguintes representantes: Domingo Marchese (Argentina), Idésio Coelho (Brasil), Gladys Margarita Solar Feijoo (Equador), William A. Biese Decker (México), Hector Castillo (Panamá), Winston Fernandez (Uruguai), Norely Pinto (Venezuela). A carta-comentário foi encaminhada ao IASB no dia 30 de novembro de GTT 2 - Entidades de Investimento O grupo foi coordenado por Domingo Marchese (Argentina) e contou com a participação dos seguintes representantes: Alexandre Cordeiro de Andrade (Brasil), Remy Ángel Terceros Fernández (Bolívia), Daniel Sarmiento Pava (Colômbia), Enrique Orlando Castillo Quiñones (Equador), Elsa Beatriz García Bojorges (México), Hector Castillo (Panamá) e Norelly Pinto Vargas (Venezuela). A carta-comentário foi encaminhada ao IASB no dia 5 de janeiro de 2012.

10 GTT 3 – Leasing (Aguardando minuta do IASB) A coordenação do GTT está a cargo do Contador William Allan Biese Decker (México), sob a supervisão de Felipe Pérez Cervantes. A minuta não foi disponibilizada pelo IASB, porém o grupo está formado e conta com a participação de representantes da Argentina, do Brasil, do Equador, do Panamá e da Venezuela. GTT 4 – Empréstimos Governamentais – Propostas de Alterações à IFRS 1 O grupo foi coordenado por Renny Espinoza (Venezuela) e contou com a participação dos seguintes representantes: Sergio Cravero (Argentina), Idésio Coelho (Brasil), Gina Elizabeth Hidalgo Flores (Equador), Luis Antonio Cortés Moreno (México) y Vidalma Moreno (Panamá). A carta-comentário foi encaminhada ao IASB em 5 de janeiro de 2012.

11 GTT 5 – Reconhecimento de Receita O grupo foi coordenado por Silvio Takahashi (Brasil) e contou com a participação dos seguintes representantes: William Allan Biese Decker (México), Alberto Afiuni (Venezuela), Tânia Regina Sordi Relvas (Brasil), Felipe Sturniolo (Argentina), Ricardo Villarmarzo (Uruguai), Enrique Castillo (Equador) e José Edwin Natusch Melgar (Bolívia). A carta-comentário foi enviada ao IASB em 13 de março de GTT 6 - Guia de Transição – Propostas de modificação da IFRS 10 O grupo foi coordenado por Hugo Gubba (Uruguai) e contou com a participação dos seguintes membros: Gladys Margaritta (Equador), Remy Ángel Terceros Fernández (Bolívia), Rafael Rodríguez Ramos (Venezuela) e Luís Alonso Colmenares Rodríguez (Colômbia). A carta-comentário foi enviada ao IASB no dia 21 de março de 2012.

12 GTT 7 – Melhorias Anuais para IFRSs de O grupo está sendo coordenado por William Allan Biese Decker (México) e conta com a participação dos seguintes membros: Domingo Marchese (Argentina), Félix Francisco Pinto Rojas (Bolívia), Silvio Takahashi (Brasil), Tânia Regina Sordi Relvas (Brasil), Miller Templeton (Chile), Jacinto Antonio Mendoza Rodríguez (Equador), Juan José Cabrera (Uruguai), José Hernandez (Venezuela) e Denisse Daza (Venezuela). A carta-comentário deverá ser entregue ao IASB até 5 de setembro de GTT 8 – Manual do Devido Processo O grupo está sendo coordenado por Julio García (Venezuela) e conta com a participação dos seguintes membros: Luis Alfonso Chávez Chávez (Equador), Luiz Murilo Strube Lima (Brasil), Heraclio Lanza (Argentina), Luis Antonio Cortés Moreno (México), Gabriel Suarez (Colômbia), Jorge Gómez (Venezuela) e José Alberto Yanes (Venezuela). A carta-comentário deverá ser entregue ao IASB até 5 de setembro de 2012.

13 GTT 9 – Opções de Venda Subscritas sobre Interesses Minoritários O grupo está sendo coordenado por Ivan Jesus Castillo Caicedo (Colômbia) e conta com a participação dos seguintes representantes: Carlos Alberto Olmedo Pluas (Equador), Alexandre Fetter Kalikoski (Brasil), Gustavo León (Venezuela), Williams Garnier (Venezuela) e Juan Mauricio Gras Gas (México). A carta-comentário deverá ser entregue ao IASB até o dia 1° de outubro de GTT 10 – Revisão Abrangente da IFRS para PMEs O grupo está sendo coordenado por Jorge José Gil (Argentina) e conta com a participação dos seguintes representantes: Hernán Casinelli (Argentina), Fábio Moraes da Costa (Brasil), Enrique Orlando Castillo Quiñonez (Equador), Alfonso Campaña Roiz (México), Gustavo Serrano (Colômbia), Delio Zúñiga (Venezuela), Alirio Peña (Venezuela), Alberto Afiuni (Venezuela), Norelly Pinto (Venezuela), Johan Oliva (Venezuela), Andrés García Mollenhauer (Chile) e Juan Arcadio Collado (Panamá). A carta- comentário deverá ser entregue ao IASB até o dia 30 de novembro de 2012.

14 GTT 11 – Revisão Pós-implementação: Segmentos Operacionais IFRS 8 O grupo está sendo coordenado por Rogério Lopes Mota (Brasil) e conta com a participação dos seguintes representantes: Carlos González (Venezuela), Ricardo Briceño (Venezuela), Nelson Goodrich (Venezuela), William Biese (México) e Panama Piñeda (Panamá). A carta-comentário deverá ser entregue ao IASB até o dia 16 de novembro de 2012.

15 No período, o GLENIF foi representado por membros do Diretório em 13 eventos promovidos por entidades de vários países. Grupo Latinoamericano de Emisores de Normas de Información Financeira - GLENIF

16 Incorporar mais Organismos Emissores de Normas Contábeis da América Latina ao GLENIF. Até o momento, o Grupo é composto por 12 países latinos. Promover a participação ativa entre os atuais membros. Respostas do IASB quanto às contribuições do GLENIF. Obter apoio financeiro para algumas atividades do Grupo. Grupo Latinoamericano de Emisores de Normas de Información Financeira - GLENIF

17


Carregar ppt "Interagir com o IASB em aspectos técnicos, respeitando a soberania de cada integrante, visando apresentar contribuições técnicas aos documentos de consulta."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google