A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HPV Maristela Vargas Peixoto. PONTILHADO FINO E GROSSEIRO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HPV Maristela Vargas Peixoto. PONTILHADO FINO E GROSSEIRO."— Transcrição da apresentação:

1 HPV Maristela Vargas Peixoto

2

3

4 PONTILHADO FINO E GROSSEIRO

5 Segundo o CDC (1999), ocorrem cerca de 300 milhões de casos de infecção cervical pelo HPV por ano, e cerca de casos de carcinomas invasivos 0,13% das pacientes infectadas

6 Apesar da alta prevalência das infecções genitais por HPV, apenas uma pequena percentagem de mulheres infectadas por HPV desenvolvem câncer cervical

7 Incidência Mundial Estimada do HPV - Doenças e Diagnósticos Relacionados Câncer cervical : milhões em Lesões pré-cancerosas de alto risco: 10 milhões 2 Lesões cervicais de baixo risco:30 milhões Verrugas genitais: 30 milhões 3 Infecção pelo HPV sem anormalidades detectáveis: 300 milhões 2 1. Parkin DM, Bray F, Ferlay J, Pisani P. CA Cancer J Clin. 2005;55:74– Organização Mundial de Saúde. Genebra, Suíça: Organização Mundialo de Saúde; 1999:1– Organização Mundial de Saúde. Departamento de Informações da OMS. Destaque da OMS. 1990;152:1–6.

8 Risco Cumulativo para os Diversos Tipos de Infecção pelo HPV por Idade, em Mulheres 1,a a Em uma coorte de mulheres colombianas 1. Muñoz N, Méndez F, Posso H et al. J Infect Dis 2004;190:2077–2087. Risco cumulativo de infecção pelo HPV (%) Idade no período basal N= Anos –19 20–24 25–29 30–44 45

9 Risco de Aquisição do HPV Após a Primeira Relação Sexual 1. Collins S, Mazloomzadeh S, Winter H et al. BJOG 2002;109:96– Winer RL, Lee S-K, Hughes JP, Adam DE, Kiviat NB, Koutsky LA. Genital human papillomavirus infection: Incidence and risk factors in a cohort of female university students. Am J Epidemiol 2003;157:218–226, com permissão da Oxford University Press. Risco cumulativo de infecção pelo HPV no colo do útero em adolescentes do sexo feminino com apenas um parceiro sexual 1 Meses desde a primeira relação sexual Risco cumulativo de infecção pelo HPV (%) N= 242 Meses desde a primeira relação sexual Estudo em estudantes universitárias 2 N= 603 Risco cumulativo de infecção pelo HPV (%) Adaptado de Collins e cols. 1 Adaptado de Winer e cols. 2

10 HISTORIA NATURAL HPV CERVIX NORMAL INFEC HPV LESÂO PRECANC CÂNCER PROGRESSÃO REGRESSÃO INVASÃO SEM INFECÇÃO INFECÇÂO VACINA

11 Estudo (país)n Acompa- nhamento médio (anos) Duração mediana da infecção, em meses Tipo 16Tipo 18Tipo 6 Ho, 1998 (EUA) , Muñoz, 2004 (Colômbia) ,1 a 1412 Richardson, 2003 (Canadá) ,81996 Woodman, 2001 (Reino Unido) ,4 a 1089b9b A Resolução do HPV em Mulheres a Duração mediana do acompanhamento b Tipos 6 e Londesborough P, Ho L, Terry G, Cuzick J, Wheeler C, Singer A. Int J Cancer (Pred Oncol) 1996;69:364– Ho GY, Bierman R, Beardsley L, Chang CJ, Burk RD. N Engl J Med 1998;338:423– Muñoz N, Méndez F, Posso H et al. J Infect Dis 2004;190:2077– Richardson H, Kelsall G, Tellier P et al. Cancer Epidemiol Biomarkers Prev 2003;12:485– Woodman CB, Collins S, Winter H et al. Lancet 2001;357:1831–1836. O HPV-16 tem mais probabilidade de persistir do que outros tipos 1

12 Câncer do Colo do Útero: Prevalência, Incidência e Mortalidade Mundiais em Prevalência em 5 anos: mulheres tiveram câncer do colo do útero Prevalência em 5 anos: mulheres tiveram câncer do colo do útero Incidência: câncer com segunda maior incidência em mulheres ( novos casos a cada ano) Incidência: câncer com segunda maior incidência em mulheres ( novos casos a cada ano) Mortalidade: mortes anualmente Mortalidade: mortes anualmente 1. Ferlay J, Bray F, Pisani P, Parkin DM. Lyon, France: IARC Press; 2004.

13 Europa África América do Sul Estados Unidos/ Canadá Austrália/ Nova Zelândia Sudoeste da Ásia Ásia Oriental América Central Centro Sul da Ásia Estimativas de Incidência e Mortalidade por Câncer do Colo do Útero por Região Estimativas de incidência e mortalidade por câncer do colo do útero por região para Estimativas de incidência e mortalidade por câncer do colo do útero por região para Ferlay J, Bray F, Pisani P, Parkin DM. Lyon, França: IARC Press; 2004.

14 Prevalência de Citologias Cervicais Anormais por Idade*,1 * Estudo efetuado no norte da Nova Inglaterra, Estados Unidos (N=10.296) 1. Adaptado de Mount SL, Papillo JL. Pediatrics. 1999;103:539–545..

15 Prevalência de SIL Cervical e Câncer por Idade*,1 *Estudo conduzido em zona rural da Costa Rica (N=9,175) 1. Adaptado de Herrero R, Hildesheim A, Bratti C, e outros. J Natl Cancer Inst. 2000;92:464–474.

16 1. Ferlay J, Bray F, Pisani P, Parkin DM. Lyon, France: IARC Press; Distribuição Etária de Novos Casos de Câncer do Colo do Útero 1 Grupo etário 0–1415–4445–5455–6465 Em desenvolvimento Desenvolvidos

17 Uma Melhor Cobertura da Triagem Pode Ajudar a Reduzir Ainda Mais a Incidência do Câncer do Colo do Útero 1 1. Adaptado de Quinn M, Babb P, Jones J, Allen E. BMJ 1999;318:904– Ano Percentagem Taxa de incidência por Câncer do Colo do Útero Invasivo Cobertura Introdução do Sistema Nacional de Convocação e Reconvocação Incidência do câncer do colo do útero invasivo por faixa etária e cobertura da triagem (Inglaterra, 1971–1995)

18 1. Serviço Nacional de Saúde. Disponível em : Acessado em13/07/ Identificando Anormalidades Cervicais: Um Alto Custo Para a Saúde Pública Exemplo do Programa de Rastreamento do Câncer Cervical na Inglaterra, 2003– ,6 milhões de mulheres rastreadas 4,0 milhões de exames Papanicolau 83.6% negativos 7.3% resultados anormais 2.2% discariose leve 9.1% exames inadequados 1.2% discariose moderada para grave 0.08% carcinoma invasivo + neoplasia glandular 3.8% mudanças limítrofes

19 Opções de Prevenção de Câncer Cervical Atuais: Atuais: –Abstinência –Monogamia –Screening (através de diagnósticos e tratamentos) HPV DNA ou Pap teste HPV DNA ou Pap teste HPV DNA e Pap teste HPV DNA e Pap teste Vacinas profiláticas Vacinas profiláticas Futuras opções: Futuras opções: –Screening com métodos mais eficazes através de marcadores biomoleculares (ex., p16 proteina) –Vacinas terapêuticas

20 Somente a prevenção modifica a história natural da doença

21 PPV (~20,000 kD) 72 capsómeros Capsómero de L1 (~280 kD) 5 x L1 Proteína L1 (55–57 kD) Modelo estrutural das VLP do vírus HPV

22

23

24

25 PERGUNTAS FREQÜENTES Quem deve ser vacinado? Mulheres de 09 a 26 anos. Como saber se a vacina pegou? Como não existem comercialmente os reagentes e nem as metodologias disponíveis para o uso na prática médica, não pode-se dosar as taxas de anticorpos.

26 PERGUNTAS FREQÜENTES É necessário fazer a pesquisa de HPV antes de tomar a vacina? A vacina é apenas para quem não iniciou a atividade sexual? Uma pessoa que já teve SIL/NIC pode tomar a vacina? Quem já teve verruga/condiloma acuminado no genital pode tomar a vacina? Quem teve exame positivo para o HPV pode tomar a vacina?

27 Conduta frente a exames citológicos alterados

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38 Obrigada!


Carregar ppt "HPV Maristela Vargas Peixoto. PONTILHADO FINO E GROSSEIRO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google