A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INICIAR. Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária Mario Jorge Mario Jorge Fernandes de Oliveira Engenheiro, Empregado da INFRAERO a 33 anos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INICIAR. Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária Mario Jorge Mario Jorge Fernandes de Oliveira Engenheiro, Empregado da INFRAERO a 33 anos."— Transcrição da apresentação:

1 INICIAR

2

3 Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária Mario Jorge Mario Jorge Fernandes de Oliveira Engenheiro, Empregado da INFRAERO a 33 anos Superintendente Regional do Noroeste – AM/AC/RR/RO

4 Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária Roteiro 1.A INFRAERO; 2.A Região Amazônica; 3.Aeroportos, GNAs e UTAS; 4.Características Gerais dos Aeroportos; 5.Dados Operacionais dos Aeroportos; 6.Características do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes; 7.Tendência X HUB; 8.Características do Aeroporto Internacional de Val-de-Cans; 9. Conclusão.

5 1. INFRAERO A Constituição: A INFRAERO, Empresa Pública, foi constituída nos termos da Lei nº 5.862, de 12 de dezembro de 1972, dotada de personalidade jurídica de direito privado, patrimônio próprio, autonomia administrativa e financeira, é vinculada ao Ministério da Defesa. A Instituição: A INFRAERO é uma empresa pública com 35 anos de tradição e credibilidade no mercado. Administra 67 aeroportos, 81 unidades de apoio à navegação aérea e 32 terminais de logística de carga. A cada ano, cerca de 330 milhões de pessoas passam por estes aeroportos, sendo aproximadamente 83 milhões de passageiros. A Finalidade: Implantar, Administrar, Operar e Explorar Industrial e Comercialmente a Infra-Estrutura Aeroportuária que lhe for atribuída pela União Federal.

6 1.1 INFRAERO NO TERRITÓRIO NACIONAL

7 2. A REGIÃO AMAZÔNICA

8 Grupamento de Navegação Aérea - GNA Pessoal, edificações, equipamentos destinados a apoiar a navegação aérea em aeródromos. Presta o Serviço de Informação de Vôo de Aeródromo, AFIS, através de uma Estação de Telecomunicações Aeronáuticas identificada como Rádio. O AFIS tem por finalidade proporcionar informações que assegurem a condução eficiente do tráfego aéreo nos aeródromos que não disponham de Torre de Controle, (órgão de Controle de Tráfego Aéreo). É proporcionado a todo o tráfego em operação na área de movimento e a todas as aeronaves em vôo em espaço aéreo G, (espaço aéreo inferior), num raio de 50 Km, (27NM). Os horários de funcionamento são fixados pela DCEA e publicados para o conhecimento geral. Unidade Técnica de Aeronavegação - UTA Pessoal, edificações, equipamentos destinados a manter em operação um NDB (non directional beacon) em horário fixados pela DCEA, para apoiar a navegação aérea. 3. CONCEITOS DE GNA E UTA

9 4. CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS AEROPORTOS Conceito de REDE, viabilizando as dependências; Conceito de REDE, viabilizando as dependências; Dificuldades para as logísticas operacionais, de manutenção e de engenharia; Dificuldades para as logísticas operacionais, de manutenção e de engenharia; Aeroportos com importância estratégica na região, sendo dez aeroportos internacionais, seis domésticos, doze GNAs e dez UTAs; Aeroportos com importância estratégica na região, sendo dez aeroportos internacionais, seis domésticos, doze GNAs e dez UTAs; Aeroportos centralizadores de ações sociais e assistenciais em suas regiões; Aeroportos centralizadores de ações sociais e assistenciais em suas regiões; Região onde os modais mais utilizados são o fluvial (demorado e sazonal) e o aéreo; Região onde os modais mais utilizados são o fluvial (demorado e sazonal) e o aéreo; Forte dependência da aviação regional; Forte dependência da aviação regional; Cuidados com a legislação ambiental, a maioria dos Aeroportos com Licença de Operação. Cuidados com a legislação ambiental, a maioria dos Aeroportos com Licença de Operação.

10 5. DADOS OPERACIONAIS

11

12

13 6. CARATERÍSTICAS DO SBEG Aeroporto Internacional Eduardo Gomes

14 6. CARATERÍSTICAS DO SBEG Aeroporto Internacional Eduardo Gomes Localizado em Manaus no Amazonas o Aeroporto é composto de dois Terminais de Passageiros e Serviços – TPS. Um para atender à aviação regular nacional e internacional e outro para atender à aviação regional, e três Terminais de carga Aérea – TECA`s. Foi inaugurado em 1976, com somente um TECA, em 1980 inauguramos o TECA II e em 2004 o TECA III Empresas de Transporte Aéreo: Passageiros COPA, GOL, RICO, TAF, TAM, TOTAL,TRIP e VARIG Cargas ABSA, ARROWS, ATLAS, BETA, CENTURION, MAS AIR, MTA, LAN CHILE, SKYMASTER, TAMPA E VARIGLOG.

15 Em 1976 o mais moderno do país; Em 1976 o mais moderno do país; Necessidade de modernizar o lay-out, a fim de atender a nova operacionalidade; Necessidade de modernizar o lay-out, a fim de atender a nova operacionalidade; Operação com dois terminais de Passageiros; Operação com dois terminais de Passageiros; Projetado para atender aos mecanismos legais da Zona Franca de Manaus, processo de embarque diferenciado; Projetado para atender aos mecanismos legais da Zona Franca de Manaus, processo de embarque diferenciado; Terceiro maior movimento de carga aérea do Brasil; Terceiro maior movimento de carga aérea do Brasil; Infra-Estrutura para operação de aeronaves de grande porte; Infra-Estrutura para operação de aeronaves de grande porte; Duas horas-pico bem definidas (12 as 15 e das 23 as 03 h). Duas horas-pico bem definidas (12 as 15 e das 23 as 03 h). 6. CARATERÍSTICAS DO SBEG

16 Aeroporto Internacional Eduardo Gomes – Dados Operacionais

17 6. CARATERÍSTICAS DO SBEG Aeroporto Internacional Eduardo Gomes – Dados Operacionais

18 6. CARATERÍSTICAS DO SBEG Aeroporto Internacional Eduardo Gomes – Dados Operacionais

19 7. TENDÊNCIA X HUB OPM N Miami Aruba Cayenne Quito Tefé Tabatinga Rio Branco Porto Velho Boa Vista Santarém Belém Paramaribo Georgetown Lima Caracas Bogotá La Paz Brasília São Paulo Europa Panamá Manaus Cruzeiro do Sul Macapá INTERNACIONA L NACIONAL REGIONAL Parintins

20 7. TENDÊNCIA X HUB Novo Terminal de Passageiros - SBEG A REFORMA E AMPLIAÇÃO DA ÁREA TERMINAL DE PASSAGEIROS I tem como objetivo atender a um horizonte de projeto até o ano de 2017, a reforma de, aproximadamente, 43 mil metros quadrados de área existente e ampliação de, aproximadamente, 37 mil metros quadrados de área edificada. Como condicionante primordial, deverá haver a continuidade dos níveis e da modulação existentes. O novo TPS terá mais duas pontes de embarque, dobrará o número de vagas do estacionamento e terá seu eixo viário reestruturado. As áreas para os escritórios administrativos da Infraero deverão ser agrupados no pavimento do atual nível 95,94. Prever sala de reuniões e de uso múltiplo por áreas coligadas de modo a otimizar a ocupação das áreas. Capacidade prevista 4 milhões Passageiros/ano, horizonte :2017 Atual: 1,8 milhões Passageiros/ano Custo estimado do projeto: ,14 Custo estimado da obra: ,50 Preço p/m² 2.367,18

21 7. TENDÊNCIA X HUB Outras melhorias em SBEG Transelevador nos Terminais de Cargas; Transelevador nos Terminais de Cargas; Ampliação do Pátio de Aeronaves; Ampliação do Pátio de Aeronaves; Modernização das Pontes de Embarque. Modernização das Pontes de Embarque.

22 8. Característas de SBBE Aeroporto Internacional Val-de-Cans - SBBE

23 8. Característas de SBBE Investimentos previstos para 2007 Equipamentos de rádio comunicação para toda SRBE – R$ Equipamentos de rádio comunicação para toda SRBE – R$ Raio X de bagagens para toda SRBE – R$ Raio X de bagagens para toda SRBE – R$ Pórticos detectores para toda SRBE– R$ Pórticos detectores para toda SRBE– R$ Sistema de controle de acesso – SICOA – em 09 Aeroportos da SRBE (BE, CJ, HT, IZ, JC, MA, MQ, SL, SN) – R$ Sistema de controle de acesso – SICOA – em 09 Aeroportos da SRBE (BE, CJ, HT, IZ, JC, MA, MQ, SL, SN) – R$ Adequações nas faixas de pistas 06/24 e 02/20, e construção do Pátio de Rampa R$ ,00. Adequações nas faixas de pistas 06/24 e 02/20, e construção do Pátio de Rampa R$ ,00.

24 8. CARATERÍSTICAS DO SBBE Aeroporto Internacional de Va-de-Cans – Dados Operacionais

25 8. CARATERÍSTICAS DO SBBE Aeroporto Internacional de Va-de-Cans – Dados Operacionais

26 8. CARATERÍSTICAS DO SBBE Aeroporto Internacional de Va-de-Cans – Dados Operacionais

27 9. CONCLUSÃO FIM FIM


Carregar ppt "INICIAR. Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária Mario Jorge Mario Jorge Fernandes de Oliveira Engenheiro, Empregado da INFRAERO a 33 anos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google