A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução à Computação - Jorge Macêdo1 ICC – Algoritmos 1 Jorge Macêdo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução à Computação - Jorge Macêdo1 ICC – Algoritmos 1 Jorge Macêdo."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução à Computação - Jorge Macêdo1 ICC – Algoritmos 1 Jorge Macêdo

2 Programação I - Jorge Macêdo2 O que é software? Termo associado aos programas de computador. Visão muito restritiva. Software compreende: Programa Documentação Do sistema De usuário

3 Programação I - Jorge Macêdo3 O que é software? Produtos Genéricos Produzidos por uma organização de desenvolvimento e vendidos no mercado Pacotes de software Produtos sob encomenda (ou personalizados) Encomendados por um cliente particular e desenvolvidos por uma empresa de software Sistemas de controle de dispositivos eletrônicos

4 Programação I - Jorge Macêdo4 Atributos de um bom software Além dos serviços que eles fornecem existem outros atributos associados Não estão diretamente associados ao que o software faz Estes Atributos: Refletem seu comportamento quando em funcionamento, A estrutura e Organização do programa fonte e também A Documentação associada.

5 Programação I - Jorge Macêdo5 Atributos de um bom software Dependendo da aplicação do sistema, o conjunto de atributos pode mudar. Exemplos Um sistema bancário deve ser seguro; Um jogo interativo deve tem uma resposta rápida; Um sistema de controle telefonia precisa ser confiável.

6 Programação I - Jorge Macêdo6 Objetivo da Engenharia de Programas Confeccionar programas com qualidade. Programa com qualidade: Produz resultados úteis e confiáveis na oportunidade certa. É fácil de usar, fácil de corrigir caso ocorra alguma falha. Fácil de modificar quando houver uma alteração de requisitos e passível de evolução. Opera com economia de recursos, foi desenvolvido no prazo estipulado e a um custo aceitável.

7 Programação I - Jorge Macêdo7 A importância do Software Durante as 3 primeiras décadas da era do computador, o principal desafio era desenvolver um HARDWARE de baixo custo e alto desempenho. O hoje o desafio é melhorar a qualidade (e reduzir os custos) das soluções baseadas em SOFTWARE!

8 Programação I - Jorge Macêdo8 Linguagem de Programação A comunicação com o computador também é feita através de um conjunto de regras, originando a: Linguagem de Programação! Exemplo: Pascal, C, Delphi, Java, etc.

9 Programação I - Jorge Macêdo9 Definição de Programas Programas são seqüências finitas de ordens que têm o objetivo de resolver um problema, apresentar uma figura, calcular valores, tomar ou auxiliar decisões.

10 Programação I - Jorge Macêdo10 Lógica de Programação Para se programar em uma linguagem é necessário possuir Lógica de Programação. Lógica de Programação consiste em compreender claramente os diversos passos e funções que são realizados na execução de um programa.

11 Programação I - Jorge Macêdo11 Algoritmo Algoritmo é uma seqüência de instruções organizadas de forma lógica e estruturada (sem desvios), expressas em linguagem natural (Português estruturado), que tem por finalidade resolver um problema ou descrever uma tarefa.

12 Programação I - Jorge Macêdo12 Exemplo – Escovar os Dentes Escovar os dentes pela manhã. Algoritmo Escovar_dentes Colocar creme dental na escova Escova os dentes Enxaguar a boca com água Enxugar a boca Fim_do_algoritmo.

13 Introdução à Computação - Jorge Macêdo13 Introdução ao C C é uma linguagem de programação de propósito geral Tem como meta características como: Portabilidade e Flexibilidade Não é atada a nenhum S.O. ou uma máquina particular. Tida como linguagem de programação de sistemas Bastante utilizada na construção de compiladores e S.O.s

14 Introdução à Computação - Jorge Macêdo14 Introdução ao C A primeira versão foi implementada para o sistema operacional UNIX pela Bell Laboratories Dennis M. Ritchie e Ken Thompson Implementaram no início da década de 1970 Rodava em um PDP11 da DEC (Digital Equipment Corporation) C Difundiu-se rapidamente (1983) ANSI (American National Standard Institurte) padronizou a linguagem

15 Introdução à Computação - Jorge Macêdo15 Introdução ao C Tornou-se popular como ferramenta para programação de computadores pessoais Para fabricantes de software comercial Para usuários finais interessados em programação

16 Introdução à Computação - Jorge Macêdo16 C comparado a outras linguagens Alto Nível Devemos entender como a capacidade da linguagem de compreender instruções emdialetos próximos ao Inglês Ex: Ada e Pascal Baixo Nível Para aquelas linguagens que se aproximam do Assembly, que a linguagem própria da máquina

17 Introdução à Computação - Jorge Macêdo17 C comparado a outras linguagens Quanto mais clara uma linguagem for para o humano (simplicidade >) Mais obscura o será para a máquina (velocidade <).

18 Introdução à Computação - Jorge Macêdo18 Programa

19 Introdução à Computação - Jorge Macêdo19 Compilação e Interpretação C é uma linguagem compilada: lê todo o código fonte e gera o código objeto (ling. de máquina) uma única vez. Linguagens Interpretadas: lê o código fonte, traduz e executa cada vez que o programa for executado.

20 Introdução à Computação - Jorge Macêdo20 Interpretação

21 Introdução à Computação - Jorge Macêdo21 Compilação

22 Introdução à Computação - Jorge Macêdo22 Estrutura Básica de um Programa em C /* Primeiro Programa em C */ #include main() { printf( " Meu primeiro programa em C\n " ); }

23 Introdução à Computação - Jorge Macêdo23 Estrutura Básica de um Programa em C /* Primeiro Programa em C */ #include main() { printf( " Meu primeiro programa em C\n " ); }

24 Introdução à Computação - Jorge Macêdo24 Estrutura Básica de um Programa em C /* Primeiro Programa em C */ #include main() { printf( " Meu primeiro programa em C\n " ); }

25 Introdução à Computação - Jorge Macêdo25 Estrutura Básica de um Programa em C /* Primeiro Programa em C */ #include main() { printf( " Meu primeiro programa em C\n " ); }

26 Introdução à Computação - Jorge Macêdo26 Estrutura Básica de um Programa em C /* Primeiro Programa em C */ #include main() { printf( " Meu primeiro programa em C\n " ); }

27 Introdução à Computação - Jorge Macêdo27 Estrutura Básica de um Programa em C /* Primeiro Programa em C */ #include main() { printf( " Meu primeiro programa em C\n " ); }

28 Introdução à Computação - Jorge Macêdo28 Estrutura Básica de um Programa em C /* Primeiro Programa em C */ #include main() { printf( " Meu primeiro programa em C\n " ); }

29 Introdução à Computação - Jorge Macêdo29 Tem por objetivo buscar a solução de um dado problema dividindo-o em pequenas partes. Essa divisão visa facilitar a compreensão do problema. Após a fase de interpretação do problema e da definição das variáveis a serem utilizadas, pode-se diagramar o algoritmo com o uso de fluxogramas. Fluxograma

30 Introdução à Computação - Jorge Macêdo30 Fluxograma Terminador Comando Entrada de Dados Exibir Decisão Componentes mas utilizados

31 Introdução à Computação - Jorge Macêdo31 Exemplo em Fluxograma Início Meu primeiro progrma em C Fim

32 Introdução à Computação - Jorge Macêdo32 Variável Variável: objeto que pode assumir diversos valores; Espaço de memória de um certo tipo de dado associado a um nome para referenciar seu conteúdo. Podem estar declaradas no início do arquivo fonte (globais) São visíveis em todo o programa fonte Ou em funções (locais) Visíveis somente nas funções onde são declaradas

33 Introdução à Computação - Jorge Macêdo33 Nomes de Variáveis Podem ser formados por letras e números Deve começar por uma letra Sublinhado também pode ser considerado uma letra.

34 Introdução à Computação - Jorge Macêdo34 Exemplo 01 /* Programa : Exemplo de variáveis! */ #include void main() { int num; /* declaracao */ num = 2; /* inicializa */ printf(Este é o número dois: %d, num); /*acessa a variável */ getchar(); }

35 Introdução à Computação - Jorge Macêdo35 Exemplo 01 Início Fim num 2 Este e o numero dois: ESCREVA(num)

36 Introdução à Computação - Jorge Macêdo36 Variáveis - Continuação Em C todas as variáveis devem ser declaradas Se você tiver mais de uma variável do mesmo tipo, poderá declará-las de uma única vez separando seus nomes por vírgulas. int aviao, foguete, helicoptero; O operador de atribuição ( = ) é usado colocar valores em uma variável

37 Introdução à Computação - Jorge Macêdo37 Tipos de Dados O tipo de uma variável informa a quantidade de memória, em bytes, que esta irá ocupar e a forma como o seu conteúdo será armazenado. Em C existem apenas 5 tipos básicos de variáveis, sendo: int,float,double,char e void

38 Introdução à Computação - Jorge Macêdo38 Tipos de Dados Sem valor void Real de Ponto Flutuante de Dupla Precisão double Real de Ponto Flutuante float Inteiro int Caracter char CategoriaIdentificador

39 Introdução à Computação - Jorge Macêdo39 Modificadores Com exceção de void, os tipos de dados básicos podem estar acompanhados por modificadores na declaração de variáveis. Os modificadores de tipos oferecidos em C são: signed,unsigned,long e short

40 Introdução à Computação - Jorge Macêdo40 Modificadores Reduz precisão short Estende precisão long Bit mais significante é parte do número (só +) unsigned Bit mais significante é usado como sinal signed EfeitoModificadores

41 Introdução à Computação - Jorge Macêdo41 Tipos de Dados Resultantes ±1,7E-308 a ±1,7E+3088 Bytes double ±1,7E-308 a ±1,7E+3088 Bytes long float ±3,4E-38 a ±3,4E+384 Bytes float 0 a Bytes unsigned long int a Bytes (signed) long int 0 a Bytes (short) unsigned int a Bytes (short) (signed) int 0 a 2551 Byte unsigned char -128 a Byte (signed) char Valores PossíveisTamanhoTipo

42 Introdução à Computação - Jorge Macêdo42 Dica A escolha de nomes significativos para suas variáveis pode ajudá-lo a entender o que o programa faz e prevenir erros.

43 Introdução à Computação - Jorge Macêdo43 Palavras-chave Uma variável não pode ter o mesmo nome de uma palavra-chave de C. As Palavras-chave em C: voidstatic externcontinueunsignedsizeofintenum longconstunionsignedifelse chartypedefshortgotodoublecase whileswitchreturnfordobreak volatilestructregisterfloatdefaultauto

44 Introdução à Computação - Jorge Macêdo44 Constantes Um constante tem valor fixo e inalterável. Há duas maneiras de declarar constantes em C: a) usando a diretiva #define do pré-processador: #define Esta diretiva faz com que toda aparição do nome da constante no código seja substituída antes da compilação pelo valor atribuído. A diretiva deve ser colocada no inicio do arquivo e tem valor global. Não é reservado espaço de memória no momento da declaração define.

45 Introdução à Computação - Jorge Macêdo45 Constantes Exemplo: #define tamanho 400 #define true 1 #define false 0 /*não usa ";" nem "=" */ b) utilizando a palavra-chave "const": const = ; Esta forma reserva espaço de memória para uma variável do tipo declarado. Uma constante assim declarada só pode aparecer do lado direito de qualquer equação.

46 Introdução à Computação - Jorge Macêdo46 Constantes Exemplo: const char letra = 'a'; const int size = 400; const double gravidade = 9.81;

47 Introdução à Computação - Jorge Macêdo47 Constantes Em C uma constante caractere é escrita entre aspas simples, uma constante cadeia de caracteres entre aspa duplas e constantes numéricas com o número propriamente dito. Exemplos de constantes: caractere: a cadeia de caracteres: Bom Dia !!!! número:

48 Introdução à Computação - Jorge Macêdo48 Constantes – Exemplo 02 /* Programa: Exemplo do uso de Constantes */ #define TAMANHO 4 void main() { const char c = c; const int num = 10; int val = TAMANHO; }

49 Introdução à Computação - Jorge Macêdo49 Entrada/Saída Console As rotinas de entrada/saída do console se encontram nas bibliotecas "stdio.h" e "conio.h" #include

50 Introdução à Computação - Jorge Macêdo50 printf() A função printf() é uma das funções de E/S (entrada e saída) que podem ser usadas em C. Ela não faz parte da definição de C mas todos os sistemas têm uma versão de printf() implementada. Ela permite a saída formatada na tela.

51 Introdução à Computação - Jorge Macêdo51 printf() Exemplos: printf(Bom Dia!!!!); printf(Este é o número dois: %d, num); A função printf()pode ter um ou vários argumentos. Sintaxe de printf(): printf(string-formatação, ) ;

52 Introdução à Computação - Jorge Macêdo52 printf() A string de formatação pode conter caracteres que serão exibidos na tela e códigos de formatação que indicam o formato em que os argumentos devem ser impressos. Os caracteres que não podem ser obtidos diretamente do teclado para dentro do programa (como a mudança de linha) são escritos em C, como a combinação do sinal \ (barra invertida) com outros caracteres

53 Introdução à Computação - Jorge Macêdo53 printf() A string de formatação define a forma como os parâmetros serão apresentados e tem os seguintes campos: "%[Flags] [largura] [.precisão] [\Escape Sequence]"

54 Introdução à Computação - Jorge Macêdo54 printf() - Flags largura = número máximo de caracteres a mostrar precisão = número de casas após a vírgula a mostrar apresenta ponto decimal para reais apresenta Ox para hexadecimais Apresenta zero no início para octais# Apresenta branco se o valor (da variável) for positivo, sinal de – se valor negativo Branco Apresenta sinal (+ ou -) do valor da variável+ Justifica saída à esquerda- EfeitoFlags

55 Introdução à Computação - Jorge Macêdo55 printf() – Escape Sequence Valor em Hexadecimal\x Tabulação\t Retorno do Cursor\r Valor em Octal\o Nova Linha\n Saltar Página de Formulário\f Backspace (Retrocesso)\b Tocar Sino (Bell)\a Nulo\0 Aspas\ Apóstrofo\ Barra\\ EfeitoEscape Sequence

56 Introdução à Computação - Jorge Macêdo56 printf() - tipo Hexadecimal%x Inteiro decimal sem sinal (unsigned int)%u Apontador de strings, emite caracteres até aparecer zero%s Octal%o Real Longo (double)%lf Decimal Longo%l, %ld Real (float)%f Formato científico%e, %E Inteiro decimal%d, %i Caracter%c FormatoTipo

57 Introdução à Computação - Jorge Macêdo57 Exemplo 03 /* Programa de Exemplo da formatação da saída com Printf() */ #include int main() { float x; double y = ; int a, b; a = b = 12; x = ; printf("Bom dia"); printf("\n\t\tBom dia\n"); /* pula linha após escrever bom dia */ printf("O valor de x é %7.3f\n", x); printf("Os valores de i, j e y são: %d %d %lf \n", a,b,y); }

58 Introdução à Computação - Jorge Macêdo58 Exemplo 03 /* Programa de Exemplo da formatação da saída com Printf() */ #include int main() { float x; double y = ; int a, b; a = b = 12; x = ; printf("Bom dia"); printf("\n\t\tBom dia\n"); /* pula linha após escrever bom dia */ printf("O valor de x eh %6.3f\n", x); printf("Os valores de i, j e y sao: %d, %d, %lf \n", a,b,y); } Bom dia O valor de x eh Os valores de i, j e y sao: 12, 12,

59 Introdução à Computação - Jorge Macêdo59 Observação Caso você queira imprimir na tela os caracteres especiais \ ou %, você deve escrevê-los na função printf() de forma duplicada O que indicará ao compilador que este não se trata de um parâmetro da função printf() mas sim que deseja-se imprimir realmente este caractere.

60 Introdução à Computação - Jorge Macêdo60 Exemplo #include void main() { int reajuste = 10; printf(O reajuste foi de %d%\n, reajuste); } A saída será: O reajuste foi de 10%


Carregar ppt "Introdução à Computação - Jorge Macêdo1 ICC – Algoritmos 1 Jorge Macêdo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google