A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução a Linguagem de Programação C Prof. Miguela Fernandes T.L.P. 11º ano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução a Linguagem de Programação C Prof. Miguela Fernandes T.L.P. 11º ano."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução a Linguagem de Programação C Prof. Miguela Fernandes T.L.P. 11º ano

2 2MF. Breve História do C Em 1973 Dennis Ritchie reescreveu o Sistema Operativo UNIX numa linguagem de alto nível (Ling. C). Surgem diversas implementações utilizando C, porém os códigos gerados eram incompatíveis. ANSI (American National Standard Institute), em 1983 standartizou a linguagem C.

3 3MF. Características da Linguagem C Portabilidade – Entre máquinas e sistemas operativos; Rapidez – Consegue obter performances semelhantes às obtidas pelo Assembly, usando instruções de alto nível; Popular – Internacionalmente conhecida e utilizada; Simples – Sintaxe simples e o nº de palavras reservadas, tipo de dados básico, operadores é diminuto; Modular – Permite o desenvolvimento modular de aplicações, possibilidade de funcionar em módulos; Alto nível – Linguagem de 3ª geração (Pascal, cobol, etc.)

4 4MF. Características da Linguagem C Livrarias muito poderosas – pcas palavras reservadas, como tal, tem limitações então recorremos as livrarias; Macros – permitem aumentar a velocidade de execução sem aumentar a complexidade do código; Evolução – C para C++ C é uma linguagem compilada – lê todo o código fonte e gera o código objecto (ling. máquina) uma única vez, enquanto que, as Linguagens Interpretadas: lêem o código fonte, traduzem e executam o programa cada vez que for executado. Case sensitive – sensível a maiúsculas

5 5MF. C comparado a outras linguagens Devemos entender Alto Nível como sendo a capacidade da linguagem em compreender instruções escritas emdialetos próximos do inglês (Ada e Pascal, por exemplo) e o Baixo Nível para aquelas linguagens que se aproximam do Assembly, que é a linguagem própria da máquina, compostas por instruções binárias e outras incompreensíveis para o ser humano não treinado para este propósito. Infelizmente, quanto mais clara uma linguagem for para o humano (simplicidade >) mais obscura o será para a máquina (velocidade <).

6 6MF. C comparado a outras linguagens Nível BaixoNível Médio Nível Alto VelocidadeClareza Assembler C COBOL BasicPascal Ada Modula -2

7 7MF. Aplicações escritas em C Sistema Operativo: UNIX Folhas de cálculo: 1,2,3 e Excel (inicial/) Base de Dados: dBase III, IV e Access Aplicações Gráficas: Efeitos Especiais de filmes como Star Trek e Star War.

8 8MF. Linguagem C / Pascal program Alegria; begin writeln('Benfica - Sporting 0 - 3'); end. #include void main () { printf(Benfica - Sporting 0 - 3\n); }

9 9MF. Linguagem C / Pascal Program Terreno; Var b1, b2, al, ar: real; Begin Write(Quais as medidas das bases?); Readln(b1,b2); Write(Qual a altura?); Readln(al); ar:= (b1+b2) / 2*al; Writeln(A área é, ar); readln End. #include void main() { float b1, b2, al, ar; printf(Quais as medidas das bases?\n); scanf(%f%f,&b1,&b2); printf(Qual a altura?); scanf(%f,&al); ar= (b1+b2) / 2*al; printf(A área é %f, ar); getch(); }

10 10MF. Palavras reservadas São palavras que têm um significado especial para a linguagem. auto, break, case, if, for, while, begin, end, continue, return, const,.... C entende tais palavras apenas em letras minúsculas

11 11MF. Livrarias Conjunto de funções que permitem realizar tarefas específicas. Livraria padrão C - ANSI - funções básicas. As primeiras linhas do programa indicam as livrarias utilizadas #include minha_biblioteca.h ou #include

12 12MF. Estrutura de um programa C Programa C Directivas ao Pré-Processador - Includes - Macros Declarações Globais - Funções - Variáveis Definição das Funções main () { /* begin */ } /* end */

13 13MF. Estrutura de um programa C /* Primeiro Programa em C */ comentários #include /*biblioteca de E/S */ main() /*função principal – inicio do programa*/ { /*marca início da função*/ printf(Meu primeiro programa em C\n); /*escreve no monitor e muda de linha*/ } /*marca o fim da função*/

14 14MF. Do código fonte à execução de um programa Fonte C headers do sistema headers do utilizador Bibliotecas do sistema Ficheiro objecto do utilizador Executável Pré-processador Compilador Ficheiro Objecto Linkagem

15 15MF. Ciclo de desenvolvimento de um programa

16 16MF. O Carácter Especial \ \n nova linha \r enter \t tabulação horizontal (tab) \v tabulação vertical \b retrocesso \ aspas \ plica \ \ barra \? Ponto de interrogação \a ou \7 bell % carácter %

17 17MF. Exercícios 1- O que fazem os seguintes programas: a) #include void main() { printf(\a\Só sei que nada sei!\\n); } b) #include void main() { printf(\t\t****Menu****\n); printf(\n\tInserir\?\n); printf(\7\tListar\?\n); printf(\n\t%Sair%\?\n); }

18 18MF. Variável Variável: objecto que pode assumir diversos valores; Espaço de memória de um certo tipo de dado associado a um nome para referenciar seu conteúdo; main ( ) { int idade; idade = 30; printf ( A idade é : %d, idade); }

19 19MF. Nomes de Variáveis quantos caracteres quiser (32); comece com letras ou underscore: Seguidos de letras, números ou sublinhados C é sensível ao caso: teste <> Teste <> TeStE não podemos definir um identificador com o mesmo nome que uma palavra chave auto static extern int long if while do......

20 20MF. Declaração de Variáveis Instrução para reservar uma quantidade de memória para um certo tipo de dado, indicando o nome pelo qual a área será referenciada >> tipo nome-da-variável; ou >> tipo nome1, nome2,...,nomen EX: char nome; int idade, num;

21 21MF. Tipos Básicos de Dados determinar um conjunto de valores e as possíveis operações realizadas sobre os mesmos ; informa a quantidade de memória (bytes); tipo bytes escala char a 127 int a float 4 3.4e-38 a 3.4e+38 double 8 1.7e-308 a 1.7e+308

22 22MF. Diferentes tipos de inteiros Long ou Long int (4 bytes) Unsigned Char (0 a 255) Unsigned int (0 a ) obs: int tem sempre o tamanho da palavra da máquina

23 23MF. Tipo de dados int : números inteiros double : double-precision floating-point, números reais Declaração de variáveis: int n = 0; double total = 0.5; Nota: Usar sempre nomes descritivos para as variáveis. double escudos = 0.0; Em vez de: double es = 0.0;

24 24MF. Atribuição de valores a variáveis Nome_da_variável = expressão; Na criação da variável: double total = 117.5; double iva = 19.0; total iva total = total + iva; total iva

25 25MF. Programa Exemplo – Tipos de Dados e Variáveis #include main( ) { int soma=10; float money=2.21; char letra= ´A´; double pi=2.01E6; printf (valor da soma = %d\n, soma); printf (Valor de Money = %f\n, money); printf(Valor de Letra = %c\n, letra); printf(Valor de Pi = %e\n, pi); }


Carregar ppt "Introdução a Linguagem de Programação C Prof. Miguela Fernandes T.L.P. 11º ano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google