A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Interpretações do Brasil Aula 4 1as interpretações sobre o Brasil Debret.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Interpretações do Brasil Aula 4 1as interpretações sobre o Brasil Debret."— Transcrição da apresentação:

1 Interpretações do Brasil Aula 4 1as interpretações sobre o Brasil Debret

2 Interpretações do Brasil 1804 – Napoleão é proclamado imperador 1808 – Napoleão invade a Península Ibérica 1808 – transferência da corte para o Brasil - 1as faculdades – Medicina Bahia e RJ - Imprensa no Brasil 1815 – derrota de Napoleão (Batalha de Waterloo) - Brasil é reconhecido como Reino Unido de Portugal e Algarves 1816 – vinda da missão francesa ao Brasil - morte de D. Maria I no RJ 1817 – Chega D. Leopoldina para casar com D. Pedro - expedição traz também cientistas e artistas europeus, entre eles o botânico Von Martius 1818 – Aclamação de D. João como rei (D.João VI) 1820 – Revolução Liberal e constitucionalista do Porto elites Brasil e Portugal em conflito Exigência de retorno de D. João VI (1821) Contexto – datas importantes

3 Interpretações do Brasil 1822 – Independência do Brasil - D. Pedro é aclamado imperador perpétuo e constitucional do Brasil 1824 – Constituição do Brasil 1826 – Inauguração da Academia Imperial de Belas Artes 1828 – Inauguração das primeiras faculdades de Direito (Olinda e SP) 1831 – Abdicação de D. Pedro I (1º Reinado: ) - Aclamação de d. Pedro II como sucessor do trono - Nomeação da Regência Trina Provisória 1838 – Criação do Instituto Histórico Geográfico (IHGB) 1840 – Golpe da maioridade, D. Pedro II assume o trono e inicia-se o Segundo Reinado 1845 – Parlamento Inglês aprova a proibição do tráfico de escravos e permite que a Inglaterra aprisione os navios com escravos (Lei Bill Aberdeen) 1850 – Extinção do tráfico de escravos (Lei Euzébio de Queiróz) Contexto – datas importantes

4 Interpretações do Brasil O que é ser brasileiro? Em 1818, o Correio Braziliense questionava qual seria o nome apropriado para os naturais do Brasil: brasiliano, brasileiro ou brasiliense? Constituição brasileira de 1824, outorgada por d. Pedro I, considerava como brasileiro todos os portugueses que permaneceram no país após a independência e tivessem aderido à causa do Brasil e homens livres nascidos no país. O que excluía os africanos e seus descentes. A idéia da nação como comunidade afetiva imaginada (B.Anderson) IHGB: construindo um passado para a jovem nação Capa da Revista do IHGB (1889).

5 Interpretações do Brasil Brasil precisava afirmar a unidade de uma Nação, sob a égide de um Imperador, distinta de Portugal, embora dela fosse herdeira (civilização branca e européia com tempero dos trópicos) a questão da identidade e de um projeto futuro:o que se pretende ser? é relacionada ao que fomos (buscas arqueológicas) IHGB - Criado nos moldes do Institut Historique de Paris com a tarefa de colligir, methodizar e guardar documentos importantes na consolidação da história do país. (cf. Revista do IHGB, 1839, ver Schwarcz) IHGB: construindo um passado para a jovem nação Capa da Revista do IHGB (1889).

6 Interpretações do Brasil As associações congêneres da Europa e da América saudaram jubilosas a chegada da nova companheira que, qual robusta indígena das florestas brazileiras se apresentava garrida e bem disposta para a rude missão de trabalhar pelo engrandecimento de sua tribu As associações congêneres da Europa e da América saudaram jubilosas a chegada da nova companheira que, qual robusta indígena das florestas brazileiras se apresentava garrida e bem disposta para a rude missão de trabalhar pelo engrandecimento de sua tribu – Revista do IHGB em 1839 Concurso1840 – prêmio para a melhor escrita da hist. Brasil vence Karl F.P. Von Martius, botânico e viajante alemão, com Como se deve escrever a história do Brasil, escrito em Munique em 1843, publicado em 1845 na Revista Trimestral do IHGB em 1845 e cujo resultado foi somente divulgado em ª interpretação do Brasil nação (algumas linhas mestras que serão depois reelaboradas) IHGB: construindo um passado para a jovem nação Capa da Revista do IHGB (1889).

7 Interpretações do Brasil Nasce na Baviera, falece em Munique Doutora-se, aos 20 anos, em medicina pela Universidade Fredericus Alexander Interessa-se por botânica, defende tese na área Ingressa expedição de 1817 para o Brasil, para pesquisar a flora - junto com o zoólogo Johan Baptiste Von Spix percorreu durante 3 anos ( ) várias regiões do território brasileiro recolhendo informações sobre a flora, a fauna e a sociedade brasileira que resultou na obra Viagem pelo Brasil, concluída em Deixa uma obra completa sobre a Flora Brasiliensis, referência até hoje para botânicos -Escreve Como se deve escrever a história do Brasil em 1843, em Munique, 23 anos após ter retornado à Alemanha Von Martius ( )

8 Interpretações do Brasil Como Von Martius (des)creve o Brasil? Von Martius compara o Brasil? Com quem? De que forma ele singulariza o país nessa comparação? Quais outros campos do saber ele aciona nessa escrita? Sua visão é pessimista ou otimista? Ele vê futuro no país?

9 Interpretações do Brasil Qual deve ser o papel do historiador? Materiais que devem ser consultados para escrever tal história

10 Interpretações do Brasil Qual é o papel das raças na formação da nação? Qual a contribuição de cada uma delas para o autor? Elas têm o mesmo peso ou não? Por quê? Rugendas 1824

11 Interpretações do Brasil Que idéias acionadas por Von Martius fazem parte do mito fundador do Brasil? Diálogos com o pensamento social da época Releituras das idéias

12 Interpretações do Brasil A construção da identidade Toda pesquisa historiográfica se articula com um lugar de produção sócio-econômico, político e cultural. (...) ela está, pois, submetida a imposições, ligada a privilégios, enraizada em uma particularidade. É em função desse lugar que se instauram os métodos, que se delineia uma topografia de interesses, que os documentos e as questões que lhe serão propostas, se organizam Michel de Certeau, em A Escrita da História, págs Olhar dos viajantes estrangeiros: Debret _viagem pitoresca e histórica ao Brasil ( ); Rugendas_ Viagem pitoresca ao Brasil (1835) e Von Martius X Olhar dos intelectuais brasileiros :literatos românticos como José de Alencar, pintores como Victor Meirelles e intelectuais como Varnhagen – considerado o 1º historiador brasileiro com História Geral do Brasil ( )

13 Interpretações do Brasil A escrita da história Questões para se pensar várias representações do mito fundador unidade X descentralização imitação/cópia do estrangeiro X autenticidade/ cor local atraso X civilização Idéias fora do lugar (Schawarz)

14 Interpretações do Brasil Mito fundador Victor Meirelles: A Primeira Missa no Brasil (1861). Museu Nacional de Belas Artes, Brasil.

15 Interpretações do Brasil Mito fundador O Guarani (1857) – Jose de Alencar DebretRugendas

16 Interpretações do Brasil Representação Negros - Debret

17 Interpretações do Brasil Representação Negros - Debret

18 Interpretações do Brasil Representação Negros - Debret

19 Interpretações do Brasil Representação Negros - Rugendas

20 Interpretações do Brasil O cotidiano dos Negros - Rugendas


Carregar ppt "Interpretações do Brasil Aula 4 1as interpretações sobre o Brasil Debret."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google