A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL EM 7 DE SETEMBRO DE 1822, O BRASIL SE SEPAROU DE PORTUGAL. COMO E POR QUE ISSO ACONTECEU? APÓS O 7 DE SETEMBRO, O QUE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL EM 7 DE SETEMBRO DE 1822, O BRASIL SE SEPAROU DE PORTUGAL. COMO E POR QUE ISSO ACONTECEU? APÓS O 7 DE SETEMBRO, O QUE."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL EM 7 DE SETEMBRO DE 1822, O BRASIL SE SEPAROU DE PORTUGAL. COMO E POR QUE ISSO ACONTECEU? APÓS O 7 DE SETEMBRO, O QUE MUDOU?

4 ANTECEDENTES HISTÓRICOS CONJURAÇÃO MINEIRA ; CONJURAÇÃO BAIANA; CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO BRASIL E A ABERTURA DOS PORTOS

5 MOVIMENTOS EMANCIPATÓRIOS A CONJURAÇÃO MINEIRA E A BAIANA SÃO MOVIMENTOS QUE PRETENDIAM ROMPER OS LAÇOS COM PORTUGAL. ESSES MOVIMENTOS FORAM FORTEMENTE INFLUENCIADOS PELA INDEPENDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS E PELAS IDÉIAS ILUMINISTAS.

6 A FAMÍLIA REAL NO BRASIL D. JOÃO DECIDIU FUGIR PARA O BRASIL CONTRA AS ORDENS DO BLOQUEIO CONTINENTAL IMPOSTO POR NAPOLEÃO.

7 ABERTURA DOS PORTOS EM JANEIRO DE 1808 D. JOÃO DECRETOU A ABERTURA DOS PORTOS BRASILEIROS AO COMÉRCIO COM TODAS AS NAÇÕES AMIGAS.

8 O QUE SIGNIFICOU ESSA MEDIDA? FIM DO PACTO COLONIAL PARA O BRASIL A ABERTURA DOS PORTOS SIGNIFICOU A LIBERDADE DE COMERCIAR COM OUTROS PAÍSES, PONDO FIM AO MONOPÓLIO COLONIAL.

9 TRANSFORMAÇÕES IMPORTANTES O TRATADO DE COMÉRCIO (AS MERCADORIAS INGLESAS PAGAVAM IMPOSTO DE 15%, AS PORTUGUESAS 16% E AS DE OUTRAS NAÇÕES 24%) A ADMINISTRAÇÃO JOANINA (IMPRENSA RÉGIA, BANCO DO BRASIL, CASA DA MOEDA, TEATRO REAL, ACADEMIA DE BELAS ARTES, BIBLIOTECA NACIONAL, PRIMEIRAS FACULDADES, JARDIM BOTÂNICO E INTENSA URBANIZAÇÃO DO RIO DE JANEIRO) ELEVAÇÃO DO BRASIL A CONDIÇÃO DE REINO UNIDO (EM 1815, D. JOÃO ELEVOU O BRASIL A REINO UNIDO A PORTUGAL. COM ISSO, O BRASIL PASSOU A TER UM POUCO MAIS DE AUTONOMIA)

10

11 REVOLUÇÃO PERNAMBUCANA EM MARÇO DE 1817, UM GRUPO DE REBELDES TOMOU O PODER, PROCLAMOU UMA REPÚBLICA E FORMOU UM GOVERNO PROVISÓRIO. OS MEMBROS DO GOVERNO ERAM FAVORÁVEIS À LIBERDADE DE RELIGIÃO E DE IMPRENSA E AO FIM DO DOMÍNIO PORTUGUÊS. ESSE GOVERNO DUROU APENAS 75 DIAS E FOI SUFOCADO PELAS TROPAS IMPERIAIS.

12 REVOLUÇÃO DO PORTO

13 A REVOLUÇÃO DO PORTO OS PORTUGUESES RECLAMAVAM DA POBREZA, DA PERDA DO MONOPÓLIO DO COMÉRCIO BRASILEIRO. A INSATISFAÇÃO ERA TÃO GRANDE EM 1820, EXPLODIU UMA MOVIMENTO NA CIDADE DO PORTO. OS REVOLUCIONÁRIOS QUERIAM A VOLTA D. JOÃO VI COM SEUS PODERES LIMITADOS. OS PORTUGUESES QUE FICARAM EM PORTUGAL LUTARAM PARA EXPULSAR OS FRANCESES E VIVIAM EM GRANDE DIFICULDADE.

14 DEBRET: O BRASIL NA VISÃO DE UM PINTOR FRANCÊS

15

16 A CAMINHO DA AUTONOMIA No Brasil um grupo de comerciantes e militares apoiava a volta de D. João VI para Portugal e o fortalecimento do poder em Lisboa. Era chamado de partido português. Outro grupo, composto por grandes fazendeiros, comerciantes e funcionários públicos era favorável à sua permanência. Esse grupo era chamado de partido brasileiro.

17 D. JOÃO VI: UM REI QUE AMAVA O BRASIL A VOLTA PARA PORTUGAL D. JOÃO VI, PROCUROU ADIAR A DECISÃO E CONCILIAR OS INTERESSES. MAS DEPOIS, SOB PRESSÃO DAS TROPAS PORTUGUESAS QUE HAVIAM CHEGADO AO BRASIL, DECIDIU VOLTAR PARA PORTUGAL. PRINCÍPE REGENTE D. JOÃO VI PROCUROU GARANTIR PARA SUA FAMÍLIA O GOVERNO DO BRASIL DEIXANDO EM NOSSO TERRITÓRIO SEU FILHO PEDRO COMO PRINCÍPE REGENTE DO BRASIL.

18 A PERMANÊNCIA DO PRINCÍPE REGENTE DESAGRADA AS CORTES DE LISBOA A PERMANÊNCIA NO BRASIL DE UM HERDEIRO DO TRONO PORTUGUÊS DESAGRADOU AS CORTES DE LISBOA. O ÚNICO OBJETIVO ERA: RESTABELCER O PODER DE PORTUGAL SOBRE O BRASIL.

19 DIA DO FICO A PRIMEIRA VITÓRIA DO PARTIDO BRASILEIRO CONTRA AS CORTES DE LISBOA FOI O DIA DO FICO. NESSE EPISÓDIO D. PEDRO RECEBEU UM MANIFESTO COM MAIS DE 8 MIL ASSINATURAS PEDINDO QUE ELE DESOBEDECESSE ÀS ORDENS DE PORTUGAL E FICASSE NO BRASIL.

20 CUMPRA-SE A SEGUNDA VITÓRIA DO PARTIDO BRASILEIRO FICOU CONHECIDA COMO O CUMPRA-SE. D. PEDRO ASSINOU UM DECRETO DETERMINANDO QUE QUALQUER ORDEM VINDA DE PORTUGAL SÓ SERIA OBEDECIDA NO BRASIL MEDIANTE O CUMPRA-SE DO PRINCÍPE REGENTE.

21 MESES DEPOIS.... MESES DEPOIS, ÀS MARGENS DO RIO IPIRANGA, EM SÃO PAULO, D PEDRO RECEBEU DUAS IMPORTANTES CARTAS: UMA DAS CORTES PORTUGUESAS E OUTRA DE JOSÉ BONIFÁCIO.

22 A CARTA DAS CORTES DE LISBOA ANULAVA OS ATOS DE D. PEDRO NO BRASIL E EXIGIA SEU REGRESSO IMEDIATO A PORTUGAL.

23 A CARTA DE JOSÉ BONIFÁCIO CONTINHA UM AVISO: SÓ EXISTIAM DOIS CAMINHOS: OU VOLTAR PARA PORTUGAL, COMO PRISIONEIRO OU PROCLAMAR A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL, TORNANDO-SE IMPERADOR.

24 INDEPENDÊNCIA OU MORTE

25 APÓS O 7 DE SETEMBRO, O QUE MUDOU?

26 O QUE MUDOU ? POLITICAMENTE: Existe um consenso entre os historiadores quanto ao fato de que a independência do Brasil foi liderada pelas elites, interessadas em manter a liberdade de comércio e ampliar a autonomia administrativa obtida no tempo de D. João. Dessa forma, a absorção do liberalismo no Brasil limitou-se à liquidação dos laços coloniais. ECONOMICAMENTE: O Brasil continuou sendo um país agrário e voltado para a exportação e importador de produtos manufaturados ingleses. SOCIALMENTE: A estrutura social brasileira continuou sendo a mesma, pois não ocorreu o fim da escravidão. Os escravos eram a base de sustentação da produção agro-exportadora brasileira. EM RESUMO: Conciliava-se a ruptura do pacto colonial com a preservação do escravismo.

27 OBSERVE A FIGURA COM ATENÇÃO

28 POR QUE ESSAS PESSOAS APARECEM REUNIDAS? QUEM É O PERSONAGEM PRINCIPAL? QUAL SERIA O SIGNIFICADO DE SEU GESTO?

29 O GRITO DO IPIRANGA A imagem é a reprodução do quadro O Grito do Ipiranga, de autoria de Pedro Américo (1843 – 1905). Trata-se de uma pintura histórica encomendada pelo governo de D. Pedro II para exaltar D. Pedro I e rememorar o nascimento da nação e do Império brasileiro. Pedro Américo foi encarregado de criar uma versão oficial para o episódio conhecido como o Grito do Ipiranga. Por isso o quadro é enorme (mede 4,15 X 7,6 m). Por isso também o pintor inseriu na obra elementos inventados, como roupas e os animais.

30 O GRITO DO IPIRANGA Em vez de mulas, usadas na época para viagens longas, Pedro Américo pintou cavalos imponentes, no lugar de roupas amarrotadas, uniformes impecáveis, e introduziu o agrupamento de soldados da Guarda Imperial (de uniforme branco), que na época ainda não tinha sido criada. O boiadeiro e o carro de bois, bem como o viajante e seu escravo, tudo isso é obra da imaginação do pintor. Outro elemento inserido por ele foi a cada que aparece ao fundo. Essa casa inexistia em 1822, tendo sido construída apenas por volta de A tal casa acabou sendo conhecida como a Casa do Grito. Ela mesma acabou se tornando um monumento histórico.

31 O GRITO DO IPIRANGA Segundo Myoko Makino, historiadora do Museu Paulista, onde o quadro está exposto, Pedro Américo recorreu tanto à imaginação quanto à pesquisa: visitou o local, verificou a vegetação, os aspectos geográficos e as cores ao entardecer. Pesquisou também os uniformes da época junto às famílias dos membros da comitiva de D. Pedro. A pintura começou a ser feita em 1886 e foi concluída dois anos depois na cidade de Florença, na Itália. Depois da exposição na Itália, a obra foi exposta também nos Estados Unidos, sendo posteriormente trazida para o Brasil e depositada numa das salas da Faculdade de Direito, até sua colocação em 1895 no Salão de Honra do Museu Paulista, onde está até hoje.


Carregar ppt "A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL EM 7 DE SETEMBRO DE 1822, O BRASIL SE SEPAROU DE PORTUGAL. COMO E POR QUE ISSO ACONTECEU? APÓS O 7 DE SETEMBRO, O QUE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google