A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Revolução Liberal de 1820. Antecedentes Um país em crise Em 1807 as tropas Napoleónicas invadiram pela primeira vez Portugal. A família real e muitos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Revolução Liberal de 1820. Antecedentes Um país em crise Em 1807 as tropas Napoleónicas invadiram pela primeira vez Portugal. A família real e muitos."— Transcrição da apresentação:

1 A Revolução Liberal de 1820

2 Antecedentes Um país em crise Em 1807 as tropas Napoleónicas invadiram pela primeira vez Portugal. A família real e muitos elementos do clero e da nobreza refugiam-se no Brasil. As tropas francesas roubaram, saquearam e queimaram. Os Ingleses dominam os cargos mais importantes do país.

3 O Movimento Revolucionário Razões que levaram à Revolução de 1820: a)A Família Real e a Corte Portuguesa continuavam a viver no Brasil e parecia não desejarem regressar. As invasões tinham acabado em b)O reino tinha ficado mais pobre e desorganizado com as Invasões Francesas. c)Os Ingleses não saíram de Portugal e controlavam quase todo o comércio com o Brasil, o que prejudicava muito os comerciantes portugueses.

4 Objectivos do Movimento Revolucionário Liberal 1 Obrigar o Rei a regressar do Brasil 2Expulsar os Ingleses de Portugal

5 1817 Golpe falhado Em 1817 o General Gomes Freire de Andrade tentou expulsar os Ingleses mas a revolta foi descoberta e os seus autores foram presos ou mortos. Em 1818 um grupo de liberais do Porto formam uma sociedade secreta – o Sinédrio – que tinha com objectivo preparar a Revolução. Destes conspiradores faziam parte comerciantes, juízes e o que mais se destacou foi Manuel Fernandes Tomás O Sinédrio

6 A Revolução Liberal 24 de Agosto de 1820 – Revolução Liberal - Porto

7 Finalmente! Os Ingleses foram afastados de Portugal. Os Revolucionários criaram um Governo Provisório – a Junta Provisional de Governo do Reino.

8 A Constituição de 1822 O Governo Provisório começou imediatamente a preparar eleições que se realizaram em Dezembro de 1820 e foram as primeiras eleições feitas em Portugal. Nestas eleições os Portugueses escolheram os seus representantes para as chamadas Cortes Constituintes pois deviam elaborar a CONSTITUIÇÃO.

9 Constituição Os deputados eleitos elaboraram a Constituição de CONSTITUIÇÃO - Conjunto de leis mais importantes de um país.

10 Princípios da Constituição de 1822 A Constituição de 1822 baseava-se nos princípios de igualdade e liberdade dos cidadãos. A lei era igual para todos, qualquer que fosse a sua origem e a sua riqueza. Acabavam assim os privilégios da nobreza e do clero.

11 O regresso do rei D. João VI com medo que as Cortes o pudessem afastar definitivamente resolveu regressar a Portugal. No dia 1 de Outubro de 1822 jurou a Constituição Portuguesa.

12 Monarquia Liberal ou Constitucional

13 Resumo Os portugueses estavam descontentes com o estado da nação após as invasões francesas e com a presença dos Ingleses em Portugal. Queriam ainda que o Rei viesse do Brasil para Portugal. Um conjunto de revolucionários prepararam uma revolução para mudar as coisas e implementar um regime liberal em Portugal. Esses revolucionários formaram uma sociedade secreta – o Sinédrio – para preparar a revolução. No dia 24 de Agosto de 1820 tinha lugar, no Porto, a Revolução Liberal que rapidamente se alastrou a todo o país com apoio popular. Foi criado um governo provisório para governar Portugal e foram afastados os Ingleses. Foram preparadas e realizadas eleições para as Cortes Constituintes cujos seus deputados elaboraram a Constituição de A Constituição de 1822 baseava-se nos princípios liberais da Igualdade e Liberdade. O rei D. João VI regressou do Brasil e aceitou a Constituição de Portugal passava a ser uma Monarquia Constitucional ou Liberal.


Carregar ppt "A Revolução Liberal de 1820. Antecedentes Um país em crise Em 1807 as tropas Napoleónicas invadiram pela primeira vez Portugal. A família real e muitos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google