A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Métodos e Técnicas de Pesquisa II Universidade Castelo Branco Curso de Graduação em Enfermagem Prof. Rafael Celestino da Silva.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Métodos e Técnicas de Pesquisa II Universidade Castelo Branco Curso de Graduação em Enfermagem Prof. Rafael Celestino da Silva."— Transcrição da apresentação:

1 Métodos e Técnicas de Pesquisa II Universidade Castelo Branco Curso de Graduação em Enfermagem Prof. Rafael Celestino da Silva

2 Introdução A pesquisa é um trabalho em processo não totalmente controlável ou previsível. Adotar uma metodologia significa escolher um caminho, um percurso global do espírito. O percurso, muitas vezes, requer ser reinventado a cada etapa. Precisamos, então, não somente de regras e sim de muita criatividade e imaginação. A pesquisa é um trabalho em processo não totalmente controlável ou previsível. Adotar uma metodologia significa escolher um caminho, um percurso global do espírito. O percurso, muitas vezes, requer ser reinventado a cada etapa. Precisamos, então, não somente de regras e sim de muita criatividade e imaginação. Edna Lúcia da Silva e Estera Muszkat Menezes, 2002

3 Perfil do pesquisador a) Criativo b) Capacidade de observação c) Motivação d) Inconformismo e) Interesse em aprender f) Sensibilidade g) Habilidade em argumentação h) Consciência questionadora i) Evita atitudes defensivas j) Espírito crítico k) Hábito de leitura l) Responsabilidade m) Auto disciplina n) Objetividade

4 Etapas Fundamentais da Pesquisa Planejamento: resulta no Projeto de Pesquisa. Planejamento: resulta no Projeto de Pesquisa. Execução: resulta no Relatório Final com resultados obtidos, análises e Execução: resulta no Relatório Final com resultados obtidos, análises e conclusões. conclusões. Divulgação: resulta em artigos ou outro tipo de trabalho científico. Divulgação: resulta em artigos ou outro tipo de trabalho científico. 1) Estudos preliminares – aproximação com a temática 2) Ante-projeto – aponta aspectos que integrarão o projeto 3) Projeto – plano de ação futura 4) Relatório de pesquisa – após implementação do projeto

5 Capítulo I: Introdução/Considerações Iniciais Capítulo I: Introdução/Considerações Iniciais Escolha do tema. Revisão da literatura. Formulação do problema e sua contextualização. Objeto. Questões norteadoras ou hipóteses Objetivos Justificativa ou relevância Contribuição do estudo Projeto de Pesquisa

6 Capítulo II: Referencial Teórico/Bases Conceituais Divisão por tópicos de bases conceituais relacionados ao objeto de estudo Divisão por tópicos de bases conceituais relacionados ao objeto de estudo ATENÇÃO AO ZOOM !!!! ATENÇÃO AO ZOOM !!!! OBS: Poderá ser feito um capítulo separado de referencial teórico teórico

7 Tipo de estudo Tipo de estudo Sujeitos ou amostra Sujeitos ou amostra Cenário ou local do estudo Cenário ou local do estudo Técnicas de coleta de dados Técnicas de coleta de dados Instrumentos de Coleta de Dados Instrumentos de Coleta de Dados Etapas da Coleta de Dados Etapas da Coleta de Dados Aspectos Éticos Aspectos Éticos (Limites do estudo) - Relatório (Limites do estudo) - Relatório Tratamento ou organização dos Dados Tratamento ou organização dos Dados Análise dos Dados Análise dos Dados Capítulo III: Metodologia.

8 Cronograma Cronograma Bibliografia Bibliografia Apêndice: Apêndice: Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE) Carta solicitando a Autorização institucional para a realização da pesquisa Cópia integral dos instrumentos para a coleta de dados / informações Anexos: Anexos: Parecer de Comitê de Ética em Pesquisa (SISEP – M.Saúde) - Relatório Outros necessários

9 RELATÓRIO DE PESQUISA Todos os itens anteriores, menos o cronograma e mais: Ficha catalográfica Ficha catalográfica Resumo / abstract /resumé Resumo / abstract /resumé Capítulo IV – Apresentação dos dados Capítulo IV – Apresentação dos dados Análise e discussão dos dados Análise e discussão dos dados Obs: poderão estar em capítulos separados Capítulo V – Considerações finais ou Capítulo V – Considerações finais ou Conclusões do estudo Conclusões do estudo

10 O PROJETO DE PESQUISA Mapa de um caminho a ser seguido durante a investigação. Mapa de um caminho a ser seguido durante a investigação. Esclarece os rumos do estudo. Esclarece os rumos do estudo. O projeto deve responder: O projeto deve responder: a) O que pesquisar? - Definição do problema - Hipóteses/Questões norteadoras - Hipóteses/Questões norteadoras - Base conceitual e teórica - Base conceitual e teórica b) Porque pesquisar? – Relevância/Justificativa c) Para que serve essa pesquisa? – Contribuição do estudo d) Como pesquisar? – Metodologia e) Quando Pesquisar? - Cronograma

11 Escolha do Tema - É uma área ampla de interesse. - Surge da: observação do cotidiano, vida profissional, programas de pesquisa, contato com especialistas, feedback de pesquisas já realizadas. - Pontos importantes a serem observados: atualidade e relevância do tema, domínio sobre o assunto, preferência e aptidão pessoal. - Após esta escolha – iniciar uma revisão bibliográfica para poder chegar a delimitar o problema científico chegar a delimitar o problema científico

12 Revisão da literatura/bibliográfica –Quem já escreveu e o que foi publicado sobre o assunto? –Identificar aspectos abordados e lacunas existentes na literatura. –Revisão da literatura pode: determinar o estado da arte, ser uma revisão teórica, ser uma revisão empírica ou ainda ser uma revisão histórica. –Evita a duplicação de pesquisas sobre o mesmo enfoque do tema, favorecendo a definição de contorno do problema a ser estudado. –Leitura: texto Revisão da bibliografia- Alves, Alda Judith

13 Indicações para busca de literatura de unitermos, palavras chaves – baseada no objeto A) Definição de unitermos, palavras chaves – baseada no objeto B) Indicadores de referência: Index, periódicos, textos clássicos, fichas, formulários, jornais, prontuários, catálogos, teses e dissertações B) Indicadores de referência: Index, periódicos, textos clássicos, fichas, formulários, jornais, prontuários, catálogos, teses e dissertações C) Indicação temporal: espaço de tempo que se fará a pesquisa bibliográfica C) Indicação temporal: espaço de tempo que se fará a pesquisa bibliográfica D) Listar por assuntos e por ordem alfabética: fazer seleção e organização. Priorizar textos que mais se aproximam com a temática e com objeto de estudo. D) Listar por assuntos e por ordem alfabética: fazer seleção e organização. Priorizar textos que mais se aproximam com a temática e com objeto de estudo. Dica: Ler os resumos antes de todo o trabalho. E) Fichamento ou resumo: leituras registradas. Anotar referência bibliográfica completa. Resumo da idéia do autor e comentários e conclusões do leitor. E) Fichamento ou resumo: leituras registradas. Anotar referência bibliográfica completa. Resumo da idéia do autor e comentários e conclusões do leitor.

14 Posição final na revisão: Destacar os principais focos abordados na bibliografia revisada Destacar os principais focos abordados na bibliografia revisada Apontar as principais lacunas encontradas na bibliografia revisada Apontar as principais lacunas encontradas na bibliografia revisada Mostrar as confirmações e as contradições encontradas entre os autores analisados na bibliografia revisada Mostrar as confirmações e as contradições encontradas entre os autores analisados na bibliografia revisada

15 Formulação do problema científico/ Delimitação do problema de pesquisa - Um problema de pesquisa vai decorrer de um aprofundamento do tema -A pesquisa científica depende da formulação adequada do problema. Problema/inquietação X problema de pesquisa A pesquisa parte de uma inquietação/problema e se inscreve em uma problemática Mas de onde vem esse problema/inquietação? Das experiências, da mistura de nossos conhecimentos e valores. Porém para se tornar um problema de pesquisa ele deverá ser trabalhado. Das experiências, da mistura de nossos conhecimentos e valores. Porém para se tornar um problema de pesquisa ele deverá ser trabalhado. -Problema de Pesquisa ou científico: promove conhecimento e dados, supõe que informações adicionais podem ser obtidos a fim de cercar, compreender, resolver ou contribuir para soluções. Exemplo pag. 88 – Construção do Saber

16 O PROBLEMA Problema sentido, percebido (inquietação) O problema precisa ser trabalhado Após esse trabalho Vem pelos fatos, valores, observação,meio, circunstâncias, conceitos e teorias revisão de literatura, visão crítica, descrição minuciosa, as suas conseqüências Problema Racional, objetivado, contextualizado (problema de pesquisa)

17 PROBLEMA DE PESQUISA OU CIENTÍFICO Tipos de problemas: a) Preenchimento de lacunas no conhecimento b) Contribuir para resolver um problema em nosso meio, em nossa sociedade c) Compreender determinados fatos.

18 O Problema de Pesquisa/Científico O problema de pesquisa precisa ser delimitado, pois não se pode tudo resolver, pois não se pode questionar tudo ao mesmo tempo. Colocado o problema deve-se escolher o seu ângulo de abordagem: econômico, social, psicológico, filosófico, pedagógico, histórico, estatístico, matemático, experimental etc... Dica: Pode-se delimitar o problema em forma de pergunta

19 Após escrever pergunte: Porque esse problema merece uma pesquisa? Ele é relevante? Qual a minha visão de mundo (valores) e conhecimentos que me levaram a esse problema? Me utilizei de conceitos, teorias para delimitá-lo? Tenho condições para estudá-lo? Terei tempo suficiente?

20 Objeto de Pesquisa Frase geralmente clara e delimitada do que vai ser estudado Frase geralmente clara e delimitada do que vai ser estudado Expressa especificidade Expressa especificidade Lógico, sistematizado, inteligível Lógico, sistematizado, inteligível Não deve deixar dúvidas, nem confusão, nem dupla interpretação, nem indeterminação Não deve deixar dúvidas, nem confusão, nem dupla interpretação, nem indeterminação

21 Afirmações ou indagações a serem verificadas na investigação Afirmações ou indagações a serem verificadas na investigação Funções: Funções: a) ajuda na organização do trabalho b) Ajuda na apresentação dos resultados c) Ajuda na seleção dos dados, fontes de informações e revisão bibliográfica Características: Características: a) Conceitos claros b) Específicas, permitindo a verificação c) Não basear em valores morais d) Deve ter boa base conceitual ou teórica que a sustente e) Não deve ser fixa Pesquisa quantitativa: Hipótese deverão conter variáveis mensuráveis. Afirmações que poderão ser negadas ou afirmadas. Pesquisa qualitativa: Indagações sobre o problema de vários ângulos. Perguntas que deverão ser respondidas Questões norteadoras ou Hipóteses

22 Determinação dos Objetivos –Objetivos gerais: Síntese geral do que se pretende alcançar. Síntese geral do que se pretende alcançar. Visão global e abrangente. Visão global e abrangente. –Objetivos específicos: Desdobramento dos objetivos gerais. Desdobramento dos objetivos gerais. Intenção da pesquisa proposta: o que se pretende alcançar, por passos. Intenção da pesquisa proposta: o que se pretende alcançar, por passos. Apresenta um caráter mais concreto Apresenta um caráter mais concreto

23 Determinação dos Objetivos Deve organizar a apresentação dos resultados Deve organizar a apresentação dos resultados Podem ser reformulados. Podem ser reformulados. Enunciado dos objetivos deve começar com verbo no infinitivo, indicando uma ação passível de mensuração. Enunciado dos objetivos deve começar com verbo no infinitivo, indicando uma ação passível de mensuração. –Exemplos de verbos para formulação dos objetivos: Para determinar estágio cognitivo de conhecimento: apontar, arrolar, definir, enunciar, inscrever, registrar, relatar, repetir, sublinhar, nomear. Para determinar estágio cognitivo de conhecimento: apontar, arrolar, definir, enunciar, inscrever, registrar, relatar, repetir, sublinhar, nomear. Para determinar estágio cognitivo de compreensão: descrever, discutir, esclarecer, examinar, explicar, expressar, identificar, localizar, traduzir, transcrever. Para determinar estágio cognitivo de compreensão: descrever, discutir, esclarecer, examinar, explicar, expressar, identificar, localizar, traduzir, transcrever.

24 –Para determinar estágio cognitivo de aplicação: aplicar, demonstrar, empregar, ilustrar, interpretar, inventariar, manipular, praticar, traçar, usar. –Para determinar estágio cognitivo de análise: analisar, classificar, comparar, constatar, criticar, debater, diferenciar, distinguir, examinar, provar, investigar, experimentar. –Para determinar estágio cognitivo de síntese: articular, compor, constituir, coordenar, reunir, organizar, esquematizar. –Para determinar estágio cognitivo de avaliação: apreciar, avaliar, eliminar, escolher, estimar, julgar, preferir, selecionar, validar, valorizar.

25 Determinação da justificativa –PORQUE realizar esta pesquisa? –Destacar: relevância do tema, pontos positivos na abordagem, vantagens e benefícios. –A justificativa deve convencer o leitor da importância e relevância da pesquisa. –Apontar a lacuna que irá preencher ou que o estudo vai clarear Dica: a melhor forma de justificar é aquela que produz articulação entre a relevância intelectual e a prática do problema, ou indicar um aporte para construção do conhecimento

26 PARA QUE serve essa pesquisa? PARA QUE serve essa pesquisa? Em que esse estudo pretende contribuir para a saúde, a enfermagem,, para o cuidado/assistência, para o ensino,para a pesquisa, para os grupos e núcleos de pesquisa..... Em que esse estudo pretende contribuir para a saúde, a enfermagem,, para o cuidado/assistência, para o ensino,para a pesquisa, para os grupos e núcleos de pesquisa..... Qual o impacto social desse estudo? Qual o impacto social desse estudo? Contribuições do Estudo

27 Base Teórica ou Base Conceitual Função básica: serve de base para a análise e interpretação dos dados Função básica: serve de base para a análise e interpretação dos dados No projeto o importante é que se tenha indícios, posições, boa revisão de literatura, levantamento de aspectos que ajudarão na análise No projeto o importante é que se tenha indícios, posições, boa revisão de literatura, levantamento de aspectos que ajudarão na análise Este deve ser feito baseado em: a) Análise de pesquisas anteriores Deve constar: a) Contextualização: pontos de consenso, controvérsias, definições, lacunas, levantamento histórico etc.. b) Relação direta com o problema – necessidade de Zoom/FOCAR c) Considerações, interpretações, justificativas

28 Referencial Teórico/Filosófico É a teoria que será utilizada no seu estudo É a teoria que será utilizada no seu estudo Pode-se usar teóricos ou teorias de sua área ou de outras áreas afins Ex: Teorias de Enfermagem, Teorias da psicologia, Teorias da filosofia, Teorias da Educação, Teorias da Matemática etc.... Pode construir uma teoria – clara e fundamentada Justificar o seu referencial teórico: Justificar o seu referencial teórico: Porque usar essa teoria no seu estudo? Discussão do referencial teórico Discussão do referencial teórico Precisa-se conversar com o teórico Fazer ligação da teoria com o seu estudo Dica: Não é uma cópia da obra do Teórico ou do Filósofo. CUIDADO!!!!!

29 Detalhando as Etapas da Pesquisa METODOLOGIA METODOLOGIA É o caminho a seguir para atingir aos objetivos do estudo. Deve estar claro e justificado. Obs: No projeto deve estar todo no futuro, já no relatório final deve estar no passado. Deve incluir: a) Tipo de Pesquisa – quanto ao tipo de abordagem, resultados, objetivos, procedimentos de coleta de dados, fontes de informações b) Sujeitos ou amostragem (universo e amostra) Pesquisa Quantitativa: indicar as variáveis- características mensuráveis Universo/População – conjunto de indivíduos na totalidade a serem estudadas Universo/População – conjunto de indivíduos na totalidade a serem estudadas Amostra – sub-conjunto que determina uma percentagem representativa de uma determinada população Amostra – sub-conjunto que determina uma percentagem representativa de uma determinada população

30 1-Amostragem não probabilística: a chance de cada elemento da população ser incluída na amostra é desconhecida 2- Probabilística – todos os elementos que constituem a população possuem chances. Os elementos que irão compor a amostra serão selecionados – assegurar maior representatividade. Pesquisa qualitativa: Pesquisa qualitativa: Critérios de inclusão e exclusão –Não se baseia em critério numérico Critérios de inclusão e exclusão –Não se baseia em critério numérico Não se pretende fazer generalizações estatísticas, mas sim descrição, compreensão e interpretação dos fenômenos dos grupos de sujeitos. Não se pretende fazer generalizações estatísticas, mas sim descrição, compreensão e interpretação dos fenômenos dos grupos de sujeitos. Busque ampliar seu corpus adequadamente para confirmar se vai chegar a uma variedade saturada Busque ampliar seu corpus adequadamente para confirmar se vai chegar a uma variedade saturada

31 C ) Descrição do campo da pesquisa ou Cenário Motivo de escolha desse cenário d) Técnica de coleta de Dados: Depende dos objetivos e do tipo de abordagem Observação Observação Entrevistas Entrevistas Questionários Questionários Formulários Formulários Escalas Escalas Diário de campo Diário de campo Testes Testes Técnicas criativas Técnicas criativas Dinâmicas Dinâmicas Grupos Grupos Documentos Documentos Anuários Anuários Censos Censos Recursos audio-visuais/jornais/artigos Recursos audio-visuais/jornais/artigos

32 E) Instrumento de Coleta de Dados. É o instrumento que será utilizado para aquela técnica, com seus roteiros, suas divisões, seus agrupamentos etc... Ex: Técnica - entrevista semi estruturada Instrumento – Roteiro ou tópico guia Instrumento – Roteiro ou tópico guia Necessário teste piloto F) Etapas de Coleta de Dados – Como pretende fazer a pesquisa –Corresponde a execução da pesquisa propriamente dita. –Previsão, aproximação do campo e dos sujeitos –Apresentação dos procedimentos previstos para coleta de dados G)Aspectos éticos: Resolução 196/96 do CNS/MS –Consentimento, privacidade, anonimato, autorização do CEP e da instituição.

33 h) Critérios para Credibilidade: Pesquisa Qualitativa: Pesquisa Qualitativa: Deve-se apontar quais os critérios que serão seguidos para que os seus resultados sejam reconhecidos e confiáveis: Deve-se apontar quais os critérios que serão seguidos para que os seus resultados sejam reconhecidos e confiáveis: A) Permanência prolongada no campo – tempo mínimo confiável de permanência num campo permanência num campo B) Checagem pelos participantes – os participantes escutam ou lêem as suas falas suas falas c) Transferibilidade – resultados podem ser transferidos para situações semelhantes semelhantes D) Confirmabilidade – ter leitores, outros investigadores E) Triangulação ou Validação convergente – o pesquisador utiliza diferentes fontes ou técnicas de coleta de dados como meio de garantir confiabilidade. Combinação de procedimentos metodológicos

34 MetodologiaH) h) Organização ou tratamento dos dados: Como irá preparar o material para ser codificado e posteriormente analisado Organizar os dados obtidos. Fase de agrupamento quer por semelhança ou diferença quer por meio estatístico Fase de seleção – deixando de lado o que não condiz com seus objetivos Fase de classificação e identificação Utilização de recursos manuais ou computacionais. I) Análise de Dados:.

35 Pesquisa Quantitativa Pesquisa Quantitativa Trabalham em forma numérica/ mensuráveis –Poderá trabalhar com escalas, freqüência relativa e absoluta, desvio padrão, existência de correlação entre variáveis, testes estatísticos –Elaboração de tabelas, quadros e gráficos para a apresentação do produto. Pesquisa qualitativa Pesquisa qualitativa Organizar dos dados, leituras flutuantes e re-leituras, determinar critérios para agrupamento, verificar idéias semelhantes, delinear pré- categorias, verificar frequência de termos em quadros ou tabelas, estabelecer categorias

36 I) Análise de Dados: É a interpretação, a discussão, a análise propriamente dita Poderá utilizar várias unidades de análise 1) Pesquisa Qualitativa Tipos: análise de discurso, análise de conteúdo, categorização, hermenêutica dialética, co-ocorrências, etc... 2) Pesquisa Quantitativa Descrever seus dados, caracterizar as relações estatísticas significativas. Dar sentido aos gráficos, aos números, interpretando-os, através dos fundamentos teóricos e dos conhecimentos acumulados. Afirmar ou negar hipóteses dando significação ao que a pesquisa se propôs Explica os fenômenos alcançados pelos números

37 Metodologia Análise e Discussão dos Resultados] Análise e Discussão dos Resultados] Como pretende analisar os dados. Lembrando que terá que ter: Como pretende analisar os dados. Lembrando que terá que ter: –Visão crítica do resultado obtido. –Verificar objetivos alcançados. –Confirmar ou rejeitar hipóteses. –Ressaltar a contribuição da sua pesquisa para o meio acadêmico ou para o progresso da ciência e da tecnologia. CronogramaBiBliografia Apêndice e Anexos

38 CRONOGRAMA Construção do projeto Construção do projeto Revisão bibliográfica/Referencial Teórico Revisão bibliográfica/Referencial Teórico Elaboração da entrevista/Pré-teste da entrevista Elaboração da entrevista/Pré-teste da entrevista Defesa do Projeto Defesa do Projeto Aprovação do CEP Aprovação do CEP Coleta de dados Coleta de dados Organização e pré-análise dos dados Organização e pré-análise dos dados Exame de Qualificação Exame de Qualificação Análise e interpretação dos dados Análise e interpretação dos dados Considerações Finais Considerações Finais Revisão final/ Redação final Revisão final/ Redação final Defesa Defesa

39 Dicas Desnecessário faz-se empregar estilo de escrita demasiadamente rebuscado, conforme deve ser do conhecimento de V. Sa. Outrossim, tal prática advém de esmero excessivo que beira o exibicionismo narcisístico. Desnecessário faz-se empregar estilo de escrita demasiadamente rebuscado, conforme deve ser do conhecimento de V. Sa. Outrossim, tal prática advém de esmero excessivo que beira o exibicionismo narcisístico. Evite abrev., etc. Evite abrev., etc. "não esqueça das maiúsculas", como já dizia carlos machado, meu professor lá no colégio santa ifigênia, em salvador, bahia. "não esqueça das maiúsculas", como já dizia carlos machado, meu professor lá no colégio santa ifigênia, em salvador, bahia. O uso de parênteses (mesmo quando for relevante) é desnecessário. O uso de parênteses (mesmo quando for relevante) é desnecessário. Estrangeirismos estão out, palavras de origem portuguesa estão in. Estrangeirismos estão out, palavras de origem portuguesa estão in. Seja seletivo no emprego de gíria, bicho, mesmo que seja maneiro. Sacou? Seja seletivo no emprego de gíria, bicho, mesmo que seja maneiro. Sacou? Palavras de baixo calão podem transformar seu texto numa merda. Nunca generalize: generalizar sempre é um erro. Palavras de baixo calão podem transformar seu texto numa merda. Nunca generalize: generalizar sempre é um erro. Evite repetir a mesma palavra, pois essa palavra vai ficar repetitiva. A repetição vai fazer com que a palavra seja repetida. Evite repetir a mesma palavra, pois essa palavra vai ficar repetitiva. A repetição vai fazer com que a palavra seja repetida.

40 Dicas Não seja redundante, não é preciso dizer a mesma coisa de formas diferentes, isto é, basta mencionar cada argumento uma só vez. Em outras palavras, não fique repetindo a mesma idéia. Não seja redundante, não é preciso dizer a mesma coisa de formas diferentes, isto é, basta mencionar cada argumento uma só vez. Em outras palavras, não fique repetindo a mesma idéia. Seja mais ou menos específico. Seja mais ou menos específico. Frases com apenas uma palavra? Corta! Frases com apenas uma palavra? Corta! A voz passiva deve ser evitada A voz passiva deve ser evitada Use a pontuação corretamente o ponto e a vírgula especialmente será que ninguém sabe mais usar o sinal de interrogação Use a pontuação corretamente o ponto e a vírgula especialmente será que ninguém sabe mais usar o sinal de interrogação Não abuse das citações. Como costumava dizer meu pai: "Quem cita os outros não tem idéias próprias". Não abuse das citações. Como costumava dizer meu pai: "Quem cita os outros não tem idéias próprias". Nunca use siglas desconhecidas, conforme recomenda a A.G.O.P. Nunca use siglas desconhecidas, conforme recomenda a A.G.O.P. Exagerar é 100 bilhões de vezes pior do que a moderação Exagerar é 100 bilhões de vezes pior do que a moderação Frases incompletas podem causar Frases incompletas podem causar

41 Dicas Evite frases exageradamente longas, por dificultarem a compreensão da idéia contida nelas, e, concomitantemente, por conterem mais de uma idéia a central, o que nem sempre torna o seu conteúdo acessível, forçando, desta forma, o pobre leitor a separá-la em seus componentes diversos, de forma a torná-las compreensíveis, o que não deveria ser, afinal de contas, parte do processo da leitura, hábito que devemos estimular através do uso de frases mais curtas. Evite frases exageradamente longas, por dificultarem a compreensão da idéia contida nelas, e, concomitantemente, por conterem mais de uma idéia a central, o que nem sempre torna o seu conteúdo acessível, forçando, desta forma, o pobre leitor a separá-la em seus componentes diversos, de forma a torná-las compreensíveis, o que não deveria ser, afinal de contas, parte do processo da leitura, hábito que devemos estimular através do uso de frases mais curtas. Não leia nada sem anotar sua referência bibliográfica Não leia nada sem anotar sua referência bibliográfica Mantenha uniformidade do Emprego da pessoa (pesquisador) no texto: Mantenha uniformidade do Emprego da pessoa (pesquisador) no texto: - Impessoal - Pessoal: singular ou Plural Articule os parágrafos Articule os parágrafos Usando figuras ou gráficos, não esqueça: Usando figuras ou gráficos, não esqueça: -Da fonte -Do ano

42 Métodos X técnicas Método: é o caminho a seguir, como se pretende fazer. Método: é o caminho a seguir, como se pretende fazer. Técnica: são os instrumentos, as ferramentas para se chegar a esse caminho Técnica: são os instrumentos, as ferramentas para se chegar a esse caminho Método e Técnica caminham juntos Método e Técnica caminham juntos


Carregar ppt "Métodos e Técnicas de Pesquisa II Universidade Castelo Branco Curso de Graduação em Enfermagem Prof. Rafael Celestino da Silva."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google