A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A aliança de Deus com os homens: Um estudo dos pactos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A aliança de Deus com os homens: Um estudo dos pactos."— Transcrição da apresentação:

1 A aliança de Deus com os homens: Um estudo dos pactos

2 Introdução As Escrituras testificam com clareza a respeito da significação das alianças divinas Deus entrou, repetidamente, em relação de aliança com indivíduos. Alguns exemplos: Noé (Gn 6:18), Abraão (Gn 15:18), Israel (Êx 24:8), Davi (Sl 89:3). Os profetas de Israel predisseram a vinda dos dias da nova aliança (Jr 31:31), e Cristo mesmo falou da última ceia em linguagem de aliança (Lc 22:20).

3 Introdução O que seria uma aliança? Definir aliança é como definir mãe. Pode-se definir mãe como a pessoa que nos trouxe ao mundo. Esta definição pode ser formalmente correta, mas quem se sentirá satisfeito com ela?

4 Introdução O que seria uma aliança? Aliança é um pacto de sangue, ou um pacto de vida e morte, soberanamente administrado.

5 Introdução O que seria uma aliança? Aliança é um pactoAliança é um pacto de sangue, ou um pacto de vida e morte, soberanamente administrado.

6 Por essência, aliança é aquilo que une pessoas. É um pacto inviolável. O resultado de um compromisso de aliança é o estabelecimento de uma relação com ou entre pessoas. Aliança é um pacto

7 O elemento formalizador das alianças divinas nas Escrituras é a declaração verbalizada do caráter do pacto que está sendo estabelecido. Deus fala para estabelecer sua aliança. Fala ao comprometer-se com as suas criaturas e ao declarar a base sobre a qual se relacionará com a sua criação.

8 Aliança é um pacto A preeminência de ter juramentos e sinais nas alianças divinas realça o fato de que a aliança, em sua essência, é um pacto.

9 Aliança é um pacto Um juramento obrigatório da aliança podia assumir várias formas: Um juramento verbal (Gn 21:23, 24, 26, 31). Um ato simbólico ou a concessão de uma dádiva (Gn 21:28-32). O comer uma refeição (Gn 26:28-30; 31:54). O erguimento de um memorial (Gn 31:44s.). O espargir de sangue (Êx 24:8). O oferecimento de sacrifício (Sl 50:5). O passar debaixo do cajado (Ez 20:37). O dividir animais (Gn 15:10,18).

10 Aliança é um pacto Essa estreita relação entre juramento e aliança enfatiza o fato de que a aliança em sua essência é um pacto. Pela aliança, as pessoas tornam-se comprometidas umas com as outras.

11 Aliança é um pacto A presença de sinais em muitas das alianças bíblicas também enfatiza que as alianças divinas unem as pessoas. O sinal do arco-íris, o selo da circuncisão, o sinal do sábado – estes sinais da aliança reforçam o caráter de ligação da aliança.

12 Aliança é um pacto Assim, como a noiva e o noivo trocam de alianças como um sinal e penhor de sua fidelidade e amor permanentes, assim também os sinais da aliança divina simbolizam a permanência do pacto entre Deus e o seu povo.

13 Introdução Aliança é umAliança é um pacto de sangue, ou um pacto de vida e morte, soberanamente administrado.

14 Introdução Aliança é um pacto de sangue, ou um pacto de vida e morte,Aliança é um pacto de sangue, ou um pacto de vida e morte, soberanamente administrado.

15 Aliança é um pacto de sangue A frase pacto de sangue, ou pacto de vida e morte, expressa o caráter absoluto do compromisso entre Deus e o homem no contexto da aliança. Deus jamais entra em relação casual ou informal com o homem. Em lugar disto, as implicações de seus pactos estendem-se às últimas conseqüências de vida e morte.

16 Aliança é um pacto de sangue A frase pacto de sangue concorda com a ênfase bíblica de que sem derramamento de sangue não há remissão (Hb 9:22). O sangue tem significação nas Escrituras porque representa vida, não porque seja bruto e sangrento. A vida está no sangue (Lv 17:11), e por isto o derramamento de sangue representa um julgamento sobre a vida.

17 Aliança é um pacto de sangue Uma aliança é um pacto de sangue que compromete os participantes à lealdade sob pena de morte. Uma vez firmada a relação de aliança, nada menos do que o derramamento de sangue pode libertar o transgressor das obrigações contraídas.

18 É no contexto da morte por aliança que devemos entender a morte de Cristo. Ele morreu como um substituto do infrator da aliança. Aliança é um pacto de sangue

19 Introdução Aliança é umAliança é um pacto de sangue, ou um pacto de vida e morte, soberanamente administrado.

20 Introdução Aliança é um soberanamente administradoAliança é um pacto de sangue, ou um pacto de vida e morte, soberanamente administrado.

21 As evidências bíblicas indicam a forma unilateral do estabelecimento da aliança. Nada de barganha, troca ou contrato caracteriza as alianças divinas da Escritura. O soberano Senhor do céu e da terra dita os termos da sua aliança. Aliança é pacto sobernamente administrado

22 Aliança é umAliança é um pacto de sangue, ou um pacto de vida e morte, soberanamente administrado.

23 As várias ministrações da aliança A aliança da criação A aliança da redenção: Adão: A aliança do começo Noé: A aliança da preservação Abraão: A aliança da promessa Moisés: A aliança da lei Davi: A aliança do reino Cristo: A aliança da consumação


Carregar ppt "A aliança de Deus com os homens: Um estudo dos pactos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google