A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MD-FOP METAIS e LIGAS ODONTOLÓGICAS. MD-FOP METAIS e LIGAS ODONTOLÓGICAS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MD-FOP METAIS e LIGAS ODONTOLÓGICAS. MD-FOP METAIS e LIGAS ODONTOLÓGICAS."— Transcrição da apresentação:

1 MD-FOP METAIS e LIGAS ODONTOLÓGICAS

2 MD-FOP METAIS e LIGAS ODONTOLÓGICAS

3 MD-FOP Metal: é uma substância química brilhante, boa condutora de calor e eletricidade e, quando polida boa refletora de luz. Alta resistência à fratura (25 a 60 MPa) Dúcteis e maleáveis : ouro ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

4 MD-FOP Foto da restauração de ouro

5 MD-FOP Grade espacial cúbica simples

6 MD-FOP Ligação Primária: união metálica Gás de elétrons livres

7 MD-FOP Curva de resfriamento tempo-temperatura de um metal puro ilustrando super-resfriamento ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

8 MD-FOP Cristalização: formação dos cristais a partir de núcleos em uma forma arborescente e irregular, com descontinuidade e imperfeições da grade Dendritos ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

9 MD-FOP Estágios de formação de grãos metálicos durante a solidificação de um metal fundido Van Noort, R.; Introduction to Dental Materials Núcleos de cristalização GrãoLimites granulares Líquido Sólido

10 MD-FOP Fatores que influenciam o tamanho dos grãos: Quantidade Localização Velocidade de resfriamento Rápido grãos menores e finos Lento grãos maiores e largos

11 MD-FOP Ligas: substâncias metálicas que contêm dois ou mais elementos, nas quais pelo menos um desses elementos é um metal mutuamente solúvel na condição de fundido ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

12 MD-FOP

13 Identificação da liga Peso porcentagem(p%) de cada elemento Fração ou porcentagem atômica(at%)

14 MD-FOP Classificação das ligas Uso: inlays de metal, coroas e pontes, rest.metalocerâmicas, PPR e implantes Componente principal: Au, Pd, Ag, Ni, Co Nobreza: altamente nobre, nobre e não-nobre 3 elementos principais: Au-Ag-Pd, Pd-Ag-Sn, Ni-Cr-Be Sistema de fase dominante: eutética, peritética ou intermediária

15 MD-FOP Classificação quanto ao número de elementos 2 elementos: binária 3 elementos: terciária 4 elementos: quaternária......

16 MD-FOP Formação das Ligas Solução Sólida: dois metais são completamente miscíveis no estado líquido e aparecem misturados na solidificação. Há uma variação de condições possíveis e nunca uma composição fixada. Ex: Ag-Pd e Cu-Au. CRAIG/ OBRIEN/ POWERS; Materiais Dentários Propriedades e Manipulação, 3ªed.

17 MD-FOP Formação das Ligas Solvente: metal cujo arranjo espacial persiste ou, ainda, cujos átomos ocupam mais da metade do número total de posições Soluto: outro metal que penetra na grade espacial

18 MD-FOP Formação das Ligas ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

19 MD-FOP Condições para solubilidade dos sólidos 1)Tamanho do átomo: a diferença entre seus tamanhos deve ser menor que 15% 2)Valência 3)Afinidade química 4)Tipo de grade espacial

20 MD-FOP Propriedades Físicas das Soluções Sólidas > resistência > limite proporcional > dureza superficial < ductibilidade

21 MD-FOP Determinação de um diagrama de fase a partir de análises térmicas ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

22 MD-FOP

23 Ligas Eutéticas Dois metais são completamente miscíveis no estado líquido, mas se separam em duas fases no estado sólido. Ex: Ag-Cu Líquido solução sólida + solução sólida CRAIG/ OBRIEN/ POWERS; Materiais Dentários Propriedades e Manipulação, 3ªed.

24 MD-FOP Ligas Peritéticas Transformação ocorre em uma T° e composição determinadas, em que o líquido mais a fase se transformam em. Ex: Ag-Sn Líquido + CRAIG/ OBRIEN/ POWERS; Materiais Dentários Propriedades e Manipulação, 3ªed.

25 MD-FOP Propriedades Físicas das Ligas Tratamento Térmico Amaciador -700°C por 10 min resfriamento brusco Conseqüências < resistência à tração, LP e dureza > ductibilidade

26 MD-FOP Propriedades Físicas das Ligas Tratamento Térmico Endurecedor -armazenar por 15 a 30 min entre 200 e 450°C resfriamento brusco Conseqüências > resistência à tração, LP e dureza < ductibilidade

27 MD-FOP Principais Características das Ligas Odontológicas para Fundição Compatibilidade Fácil fusão/ fundição/ soldagem/ polimento Baixa contração de solidificação Baixa reatividade com o revestimento Alta dureza e resistência à deflexão Resistência ao desgaste/ manchamento/ corrosão

28 MD-FOP Foto da coroa met. janela

29 MD-FOP Classificação das Ligas Odontológicas Especificação nº5 da A.D.A. Tipo I (macia): restaurações submetidas à tensões pequenas; inlays Tipo II (média): restaurações submetidas à tensões moderadas; onlays

30 MD-FOP Classificação das Ligas Odontológicas Especificação nº5 da A.D.A. Tipo III (dura): situações de alta tensão; onlays, coroas, coroas tipo veneer e PPF pequena Tipo IV (extra-dura): situações de extrema tensão; núcleos, pinos intracanais, PPF extensa e PPR

31 MD-FOP Classificação das Ligas Odontológicas da A.D.A.(1984) Tipo de Liga Conteúdo Total de Metal Nobre Altamente nobre 40p% Au e 60p%(Au, Ir, Os, Pt, Rh, Ru, Ag) Nobre 25p% elementos nobres Não-Nobre<25p% elementos nobres ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

32 MD-FOP Unidades de Medida para quantidade de Au Quilate partes de Au puro em 24 partes da liga Permilagem n° de partes de Au puro em 1000 partes da liga

33 MD-FOP Ligas para Coroas Totalmente Metálicas e Coroas Tipo Veneer em Resina 1) Liga de Ag-Pd Ag: 70 a 72p% semelhante à liga tipo III Pd: 25p% Ag: 60p% Pd: 25p% semelhante à liga tipo IV Cu: 15p% ou –

34 MD-FOP Ligas para Coroas Totalmente Metálicas e Coroas Tipo Veneer em Resina Indicações: - MOD - coroas totais - coroas 4/5 - pinos intracanais - PPF pouco extensas Desvantagem potencial de manchamento

35 MD-FOP Coroa total metálica

36 MD-FOP Ligas para Coroas Totalmente Metálicas e Coroas Tipo Veneer em Resina 2) Liga de Al-Bronze(Cu-Sn) Cu: 81 a 88p% Al: 7 a 11p% Ni: 2 a 4p% Fe: 1 a 4p% poucos casos clínicos Cu + S sulfeto de cobre manchamento

37 MD-FOP Ligas para Restaurações Metalocerâmicas Características comuns das ligas AN,N,NN potencial de união à porcelana (óxidos) CCT compatível com os da porcelana Tº do solidus suficientemente alta para permitir a aplicação da porcelana de baixa fusão

38 MD-FOP Coroa metalocêramica

39 MD-FOP Ligas de Metais Altamente Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 1) Ligas de Ouro- Platina- Paládio Au: até 88p% Pt e Pd: variável metais não-nobres: pequenas quantias são amarelas dúcteis (PPF no máx. de 3 elem., cantiléveres anteriores ou coroas unitárias) Ex:Degudent H(Degussa), Jelenko O(Jelenko)

40 MD-FOP Ligas de Metais Altamente Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 2) Ligas de Ouro- Paládio- Prata Au: 39 a 77p% Pd: até 35p% Ag: até 22p% ( > o CCT < Tº de fusão do metal descoloração) Ex: Special White(Degussa), Cameo(Jelenko)

41 MD-FOP Ligas de Metais Altamente Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 3) Ligas de Ouro- Paládio Au: 44 a 55p% Pd: 35 a 45p% ausência de Ag < CCT não descoloração Ex: Deva 4(Degussa), Olympia(Jelenko)

42 MD-FOP

43 Ligas de Metais Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 1)Ligas de Paládio- Prata Introduzida em 1974 como a 1ª liga livre de Au, com o objetivo de melhorar : -a fundibilidade -a adesão da porcelana -problemas operacionais com as ligas de metais não-nobres Causam o esverdeamentoda porcelana (vapor Ag)

44 MD-FOP Ligas de Metais Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 1)Ligas de Paládio- Prata Pd : 53 a 61p% Ag: 28 a 40p% Sn ou In ou ambos: - dureza - favorece a formação de óxidos (internos retenção mecânica)

45 MD-FOP Ligas de Metais Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 2) Ligas de Paládio- Cobre Pd: 74 a 80 p% Cu: 9 a 15 p% -descoloração -efeito citotóxico -formação de óxidos deficiência estética

46 MD-FOP Ligas de Metais Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 2) Ligas de Paládio- Cobre -valores de dureza tão altos qtos aos das ligas NN -fácil manipulação -escoamento relativamente alto nas T°de transição do vidro da porcelana

47 MD-FOP Ligas de Metais Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 3) Ligas de Paládio- Cobalto Pd: 78 a 88p% Co: 4 a 10p% -Livres de Ni, Au, Be, e Ag -Maior resistência à deformação sob T° -Descoloração ocorre Co insucesso - CCT porcelana de maior expansão Ex: Bond-On (Aderer), PTM-88 (Jelenko)

48 MD-FOP Ligas de Metais Nobres para Restaurações Metalocerâmicas 4) Ligas de Pd-Ga-Ag e de Pd-Ga-Ag-Au - mais recentes dos metais nobres - óxido de cor mais clara que as ligas PdCu e PdCo - termicamente compatível com porcelana de < expansão (Vita) - Ag é insuficiente não esverdeamento Ex: Integrity(Jensen), Protocol(Willians)

49 MD-FOP Ligas de Metais Não- Nobres para Restaurações Fundidas e Metalocerâmicas Características Gerais: Baixo custo Menor densidade Módulo de elasticidade 2x maior que as ligas nobres Maior rigidez e dureza difícil polimento, mas PP longas Similar resistência ao manchamento e corrosão Difíceis de serem fundidas ou pré-soldadas

50 MD-FOP Ligas de Metais Não- Nobres para Restaurações Fundidas e Metalocerâmicas Características Gerais: Elevadas T° de fundição Elevada contração de solidificação Ligas com Be e Ni fundição em ambiente adequado Ligas com Ni e Co óxidos fracamente aderidos Ligas com Ni resistência superior o escoamento (Au Pt) Sofrem corrosão quando em contato com amálgama

51 MD-FOP Ligas de Metais Não- Nobres para Restaurações Fundidas e Metalocerâmicas 1) Ligas de Níquel- Cromo Ni: 61 a 81p% Cr: 11 a 27p% Mo: 2 a 5p% -Alta T° fusão -Alta contração de fundição -Adere à porcelana Indicação:coroas e PPF Ex: Durabond, Resistal P

52 MD-FOP Foto NiCr

53 MD-FOP Foto Vera Bond2V

54 MD-FOP Vera Bond II

55 MD-FOP Ligas de Metais Não- Nobres para Restaurações Fundidas e Metalocerâmicas 2) Ligas de Cobalto- Cromo Co: 53 a 67p% Cr: 25 a 32p% Mo: 2 a 5p%

56 MD-FOP Vera PDN

57 MD-FOP Foto CoCr

58 MD-FOP Ligas de Metais Não- Nobres para Restaurações Fundidas e Metalocerâmicas 3) Ligas de Cobre- Alumínio- Zinco -usada industrialmente em componentes navais -NÃO é indicada para núcleos intracanais Ex: Duracast, Goldent

59 MD-FOP Ligas Metálicas para Próteses Parciais Ligas não- nobres: Ni-Cr, Co-Cr, Ni-Cr-Be, Ni-Co-Cr e Ti-Al-V Ligas de ouro tipo IV: raramente usadas

60 MD-FOP Foto PPR

61 MD-FOP Ligas Metálicas para Próteses Parciais Ligas de metais não- nobres são resistentes ao manchamento e corrosão através de sua PASSIVIDADE

62 MD-FOP Ligas Metálicas para Próteses Parciais PASSIVIDADE: formação de uma película de óxido de cromo. Este apresenta-se no seu estado mais baixo de energia; assim, fornecendo proteção contra a oxidação. Proteção: Al, Cr(12p%) e Ti

63 MD-FOP Ligas Metálicas para Próteses Parciais Titânio Puro: - densidade(4,51g/cm³) comparado com NiCr e CoCr - E (110 Gpa) - ponto de fusão(1668°C) - CET -Excelente resistência à oxidação

64 MD-FOP Ligas Metálicas para Próteses Parciais Titânio Puro: -Não tóxico e biocompatível com tecidos moles e duros -Indicado: implantes,marca passos, componentes de válvulas cardíacas, contenções ósseas coroas e PPR -Alternativa para pacientes alérgicos

65 MD-FOP Ligas Metálicas para Próteses Parciais Ligas de Ti- Al- V - resistência - estabilização da liga contra a formação tanto da fase (através da adição de Al) como ß (Cu, Pd ou V) mais resistente ao escoamento à altas temp. ßmenos resistente ao escoamento à altas temperaturas, mas podem ser reforçadas

66 MD-FOP

67 Fundição: escoamento sob pressão da liga no estado líquido através de um molde do padrão esculpido previamente em cera. Quando a liga se resfria, o padrão original de qualquer peça é reproduzido em metal. ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

68 MD-FOP Microestrutura de uma liga de latão mostrando as formações arborescentes ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.

69 MD-FOP Propriedades físicas de algumas ligas odontológicas modernas de metais nobres Tipo de liga Elem Princ T° C fusão Densid. (g/cm³) Escoam (Mpa) Dureza (NDV) %Along IAN , IIAN , IIIAN , N , AgPd , IVAN , Metalo- cerâm. NA , N , ANUSAVICE, K.J; Phillips Dental Materials, 10 th edition;1996.


Carregar ppt "MD-FOP METAIS e LIGAS ODONTOLÓGICAS. MD-FOP METAIS e LIGAS ODONTOLÓGICAS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google