A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNICAMP CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS E CLÍNICAS SOBRE MATERIAIS RESTAURADORES ESTÉTICOS MARIO FERNANDO DE GOES FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA UNICAMP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNICAMP CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS E CLÍNICAS SOBRE MATERIAIS RESTAURADORES ESTÉTICOS MARIO FERNANDO DE GOES FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA UNICAMP."— Transcrição da apresentação:

1 UNICAMP CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS E CLÍNICAS SOBRE MATERIAIS RESTAURADORES ESTÉTICOS MARIO FERNANDO DE GOES FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA UNICAMP FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA UNICAMP

2 HÍGIDO Secco, A.S.Influência do ionômero de vidro e resina composta na sustentação do esmalte e seu efeito na deflexão, rigidez e resistência à fratura das cúspides de dentes restaurados.(Tese de Mestrado - Materiais Dentários - FOP/UNICAMP, 1995 RIGIDEZ RELATIVA (%) DEFLEXÃO RELATIVA (%) HÍGIDO

3 UNICAMP HÍGIDO DEFLEXÃO RELATIVA (%) Secco, A.S.Influência do ionômero de vidro e resina composta na sustentação do esmalte e seu efeito na deflexão, rigidez e resistência à fratura das cúspides de dentes restaurados.(Tese de Mestrado - Materiais Dentários - FOP/UNICAMP, 1995

4 UNICAMP Secco, A.S.Influência do ionômero de vidro e resina composta na sustentação do esmalte e seu efeito na deflexão, rigidez e resistência à fratura das cúspides de dentes restaurados.(Tese de Mestrado - Materiais Dentários - FOP/UNICAMP, 1995 RIGIDEZ RELATIVA (%) CLASSE II DEFLEXÃO RELATIVA (%) CLASSE II

5 UNICAMP Secco, A.S.Influência do ionômero de vidro e resina composta na sustentação do esmalte e seu efeito na deflexão, rigidez e resistência à fratura das cúspides de dentes restaurados.(Tese de Mestrado - Materiais Dentários - FOP/UNICAMP, 1995 CLASSE II DEFLEXÃO RELATIVA (%)

6 UNICAMP SELEÇÃO DOS MATERIAIS ODONTOLÓGICOS PARA USO CLÍNICO > SEGURANÇA BIOLÓGICA > DESEMPENHO CLÍNICO > ESTÉTICA > CUSTO > LIGAS DE OURO OU ALTERANTIVAS > AMÁLGAMA DE PRATA > RESINA COMPOSTA > PORCELANA

7 UNICAMP SELEÇÃO DOS MATERIAIS ODONTOLÓGICOS PARA USO CLÍNICO LIGAS DE OURO OU ALTERNATIVAS VANTAGENS: > RESISTÊNCIA À CORROSÃO; > RELATIVA FACILIDADE DE MANIPULAÇÃO; > EXCELENTES CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E MECÂNICAS. DESVANTAGENS: > COR; > CUSTO RELATIVAMENTE ALTO; > SENSIBILIDADE NA TÉCNICA (LABORATÓRIO E CLÍNICA).

8 UNICAMP SELEÇÃO DOS MATERIAIS ODONTOLÓGICOS PARA USO CLÍNICO AMÁLGAMA DE PRATA VANTAGENS: > MATERIAL DE ESCOLHA PARA DENTES POSTERIORES; > USO RELATIVAMENTE SIMPLES; > TOLERÂNCIA NAS VARIAÇÕES DE MANIPULAÇÃO; DESVANTAGENS: > MATERIAL NÃO ESTÉTICO; > A CORROSÃO PODE CAUSAR MANCHAMENTO E FRATURA MARGINAL; > NÃO APRESENTA ADESÃO À ESTRUTURA DENTAL; > LONGEVIDADE CLÍNICA > BAIXO CUSTO. > CONTROVÉRSIAS À RESPEITO DA POSSÍVEL TOXIDADE DO MERÇURIO.

9 UNICAMP SELEÇÃO DOS MATERIAIS ODONTOLÓGICOS PARA USO CLÍNICO PORCELANA VANTAGENS: DESVANTAGENS: > COR; > PROPORCIONA SAÚDE PERIODONTAL; > RESISTÊNCIA À ABRASÃO. > SENSIBILIDADE TÉCNICA; >BAIXA RESISTÊNCIA À TRAÇÃO. > POTENCIAL PARA DESGASTAR O DENTE ANTAGONISTA;

10 UNICAMP SELEÇÃO DOS MATERIAIS ODONTOLÓGICOS PARA USO CLÍNICO RESINA COMPOSTA VANTAGENS: > COR; > POTENCIAL PARA UNIÃO COM A ESTRUTURA DENTAL; > POTENCIAL PARA SER USADA COMO REFORÇO EM DENTES COM ESTRUTURA DENTINÁRIA PERDIDA.

11 UNICAMP SELEÇÃO DOS MATERIAIS ODONTOLÓGICOS PARA USO CLÍNICO RESINA COMPOSTA DESVANTAGENS: > SENSIBILIDADE NA TÉCNICA DE APLICAÇÃO; >REQUER LONGOS PERÍODOS CLÍNICOS PARA APLICAÇÃO; >DIFICULDADE PARA CONSEGUIR PONTO DE CONTATO E SELAMENTO MARGINAL; >CÁRIES SECUNDÁRIAS SÃO PREVALENTES E O PROGRESSO DA CÁRIE É MAIS RÁPIDO.

12 UNICAMP DENTINA DESMINERALIZAÇÃO AGENTE DE UNIÃO À DENTINA JATEAMENTO ÁCIDO METAL FUSÃO CERÂMICA ÁCIDO SILANO ÁCIDO RESINA COMPOSTA ESMALTE CIMENTO DE IONÔMERO DE VIDRO CIV MOD. POR RESINA / RESINA MOD. POR POLIÁCIDO

13 UNICAMP RESINA COMPOSTA SISTEMA Bis - GMA VANTAGENS: >MENOR CONTRAÇÃO DE POLIMERIZAÇÃO; >NÃO É VOLÁTIL; >PRODUZ MENOS CALOR DURANTE A POLIMERZAÇÃO; >MAIOR PODER DE ENCORPORAÇÃO DE CARGAS MINERAIS; >ALTO PODER DE ADESÃO E VISCOSIDADE.

14 UNICAMP RESINA COMPOSTA MONÔMEROS >MMA >EDMA >TEGDMA

15 UNICAMP CH 2 C C CH 3 CH 2 C C C C C C C C CH 3 O O O O O O O O O O O O CH OH CH 2 Bis - GMA

16 UNICAMP RESTAURAÇÕES INDIRETAS MÉTODO CONVENCIONAL NOVO MÉTODO CONDICIONAME NTO ÁCIDO E APLICAÇÃO DO ADESIVO APLICAÇÃO DE RESINA DE ALTO ESCOAMENTO CONFECÇÃO DA RESTAURAÇÃO PROVISÓRIA RESTAURAÇÃO EM RESINA OU PORCELANA RESINA DE ALTO ESCOAMENTO

17 UNICAMP RESINAS COMPOSTAS PARA RESTAURAÇÕES INDIRETAS VANTAGENS : >ESTÉTICA ; >CONTROLE DA ÁREA DE CONTATO E ADAPTAÇÃO MARGENAL ; >MELHORES PROPRIEDADES FÍSICAS. DESVANTAGENS : >REQUER MAIOR TEMPO PARA CONFECÇÃO ; >CUSTO.

18 UNICAMP MEAN TENSILE BOND STRENGTH, MPA±SD(N=10) Horizontal lines on the same plane indicate no statistical difference (p<0.05) Time Dentin Resin coating Immediately 10.17± ± minutes 9.50± ± hours 11.58± ±4.38 Time Dentin Resin coating Immediately 10.17± ± minutes 9.50± ± hours 11.58± ±4.38 De Goes, M.F., Nikaido, T., Tagami, J. Early bonding strength of self-priming luting cement to dentin and resin coating surface, 1999.

19 UNICAMP MEAN TENSILE BOND STRENGTH, MPA±SD(N=10) Horizontal lines on the same plane indicate no statistical difference (p<0.05) Substrates Immediately10 minutes 24 hours Dentin 10.17± ± ±3.47 Resin coating 10.60± ± ±4.38 Substrates Immediately10 minutes 24 hours Dentin 10.17± ± ±3.47 Resin coating 10.60± ± ±4.38 De Goes, M.F., Nikaido, T., Tagami, J. Early bonding strength of self-priming luting cement to dentin and resin coating surface, 1999.

20 UNICAMP Dentin (Failure mode) Immediately 10 minutes 24 hours Adhesive Adhesive andAdhesive and and cohesive cohesive in cohesive in in cement cement cement Dentin (Failure mode) Immediately 10 minutes 24 hours Adhesive Adhesive andAdhesive and and cohesive cohesive in cohesive in in cement cement cement CHARACTERISTICS OF FAILTURE MODE ON THE DENTIN CHARACTERISTICS OF FAILTURE MODE ON THE DENTIN De Goes, M.F., Nikaido, T., Tagami, J. Early bonding strength of self-priming luting cement to dentin and resin coating surface, 1999.

21 UNICAMP Dentin (Failure mode) Immediately 10 minutes 24 hours Adhesive Adhesive andCohesive in and cohesive cohesive in dentin in cement cement Dentin (Failure mode) Immediately 10 minutes 24 hours Adhesive Adhesive andCohesive in and cohesive cohesive in dentin in cement cement CHARACTERISTICS OF FAILTURE MODE ON THE DENTIN CHARACTERISTICS OF FAILTURE MODE ON THE DENTIN De Goes, M.F., Nikaido, T., Tagami, J. Early bonding strength of self- priming luting cement to dentin and resin coating surface, 1999.

22 UNICAMP Sistema Adesivo - Esmalte

23 UNICAMP Sistema Adesivo - Esmalte

24 UNICAMP Sistema Adesivo - Dentina

25 UNICAMP Shimada, Kondo, Tagami. General caracterisstics and clinical features of luting cemnets. The Journal of Dental Engineering, n.118, p.20-32, Ionômero de Vidro

26 UNICAMP Ionômero de Vidro Shimada, Kondo, Tagami. General caracterisstics and clinical features of luting cemnets. The Journal of Dental Engineering, n.118, p.20-32, 1996.

27 UNICAMP Shimada, Kondo, Tagami. General caracterisstics and clinical features of luting cemnets. The Journal of Dental Engineering, n.118, p.20-32, Ionômero de Vidro

28 UNICAMP Ionômero de Vidro Shimada, Kondo, Tagami. General caracterisstics and clinical features of luting cemnets. The Journal of Dental Engineering, n.118, p.20-32, 1996.

29 UNICAMP Shimada, Kondo, Tagami. General caracterisstics and clinical features of luting cemnets. The Journal of Dental Engineering, n.118, p.20-32, Cimento de Fosfato de Zinco

30 UNICAMP Cimento de Fosfato de Zinco Shimada, Kondo, Tagami. General caracterisstics and clinical features of luting cemnets. The Journal of Dental Engineering, n.118, p.20-32, 1996.

31 UNICAMP Shimada, Kondo, Tagami. General caracterisstics and clinical features of luting cemnets. The Journal of Dental Engineering, n.118, p.20-32, Cimento de Fosfato de Zinco

32 UNICAMP Sistema Adesivo

33 UNICAMP Sistema Adesivo

34 UNICAMP Resina Composta - P30

35 UNICAMP Resina Composta - P30

36 UNICAMP Resina Composta - P30

37 UNICAMP Resina Composta - P30

38 UNICAMP Resina Composta de alta densidade unida à dentina

39 UNICAMP Resina Composta de alta densidade unida à dentina

40 UNICAMP Resina Composta de alta densidade unida à dentina

41 UNICAMP Resina Composta de baixa densidade unida à dentina

42 UNICAMP Resina Composta de alta densidade unida ao esmalte

43 UNICAMP Sistema Adesivo

44 UNICAMP


Carregar ppt "UNICAMP CONSIDERAÇÕES TÉCNICAS E CLÍNICAS SOBRE MATERIAIS RESTAURADORES ESTÉTICOS MARIO FERNANDO DE GOES FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA UNICAMP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google