A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Agentes Móveis Guilherme Conde 2 Agentes Móveis Conteúdo Conceito RPC vs Agentes Móveis Modelo de Agentes Ações sobre Agentes Principais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Agentes Móveis Guilherme Conde 2 Agentes Móveis Conteúdo Conceito RPC vs Agentes Móveis Modelo de Agentes Ações sobre Agentes Principais."— Transcrição da apresentação:

1 1 Agentes Móveis Guilherme Conde

2 2 Agentes Móveis Conteúdo Conceito RPC vs Agentes Móveis Modelo de Agentes Ações sobre Agentes Principais Componentes dos Agentes Emprego dos Agentes Móveis Segurança Aglets (Prática no Laboratório)

3 3 Exemplos 1 - Shopping O agente tem a tarefa de procurar um determinado produto em várias lojas virtuais, segundo critérios pré-estabelecidos, eventualmente negociar e comprar ou encomendar o produto escolhido.

4 4 Exemplos 2 - Primeiro Encontro O agente tem a tarefa de escolher um restaurante, reservar uma mesa para dois, procurar um espetáculo (próximo ao restaurante), comprar ingressos e encomendar um buquê de flores para o dia seguinte.

5 5 Conceito São programas que podem migrar entre computadores de uma rede durante a sua execução, carregando consigo o seu estado de execução.

6 6 RPC vs Agentes Móveis Chamada de Procedimentos Remotos (RPC) A comunicação é feita computador à computador, onde um cliente chama procedimentos em um servidor.

7 7 RPC vs Agentes Móveis Agentes Móveis Usa programação remota (RP), na qual um programa além de poder fazer chamadas de procedimentos em outro computador, também pode executar seus procedimentos sobre outro computador.

8 8 RPC vs Agentes Móveis A RP tem uma importante vantagem sobre o RPC. Quantitativa e Tática Performance Qualitativa e Estratégica Personalização

9 9 O Modelo de Agentes (Principais Conceitos) Lugar (Contexto) É o ambiente lógico de execução de agentes, que disponibiliza um conjunto de serviços (recursos). Tem atributos como identidade e autoridade.

10 10 O Modelo de Agentes (Principais Conceitos) Agente Consiste de (Código + Estado), tem atributos como identidade, localização, autoridade e permissões, podendo ser estacionário ou móvel.

11 11 O Modelo de Agentes (Principais Conceitos) Deslocamento É a transferência de um agente de um lugar para outro, que só ocorre se o agente está autorizado a visitar o destino.

12 12 O Modelo de Agentes (Principais Conceitos) Encontro É a interação direta entre dois ou mais agentes, geralmente posicionados em um mesmo lugar.

13 13 O Modelo de Agentes (Principais Conceitos) Autoridade É a identidade da pessoa ou empresa que o agente ou o lugar representa. Autoridade e identificação servem como base para a autenticação e autorização.

14 14 O Modelo de Agentes (Principais Conceitos) Permissões Determinam quais operações podem ser executadas por agentes e lugares, como também, a quantidade máxima de recursos que podem ser usados.

15 15 Visão Geral O Exemplo do Primeiro Encontro

16 16 Ações Sobre Agentes As seguintes ações podem ocorrer ao longo da vida de um agente: Create: o agente nasce, seu estado é inicializado. Clone: um clone de um agente é criado com o mesmo estado do original. Dispatch: um agente é remetido para outra máquina. Retract: um agente é chamado de volta ao seu lugar de origem.

17 17 Ações Sobre Agentes (cont.) Deactivate: a execução do agente é congelada e seu estado é armazenado. Activate: a execução do agente é iniciada ou retomada. Dispose: o agente é destruído e os seus recursos liberados.

18 18 Principais Componentes dos Agentes Móveis Linguagem para Programação dos Agentes Permite aos desenvolvedores dos agentes definir o algoritmo que o agente executa e a informação que ele carrega através do seu deslocamento pela rede.

19 19 Principais Componentes dos Agentes Móveis (cont.) Sistema do Agente É o software que provê a máquina virtual para a linguagem de programação dos agentes, e que gerencia a execução dos agentes e lugares.

20 20 Principais Componentes dos Agentes Móveis (cont.) Protocolo de Transporte de Agentes Determina como os agentes são codificados e transferidos entre servidores.

21 21 Emprego dos Agentes Móveis Executar tarefas complexas ou tediosas (ex. busca de informação na rede). Representar pessoas ou organizações, incorporando as suas autoridades. Executar autonomamente durante um longo período de tempo (dias-meses). Ser ativados de um computador móvel e retornar ao mesmo na próxima conexão.

22 22 Emprego dos Agentes Móveis (Cont.) Ser usados em redes com conexões instáveis ou com pequena largura de banda. Interagir com outros agentes de outros usuários. Acessar recursos e dados em máquinas remotas. Monitorar o estado de um sistema ou de uma base de dados.

23 23 Exemplo Monitor Financeiro Um conjunto de agentes monitora as principais bolsas de valores no mundo para ativar transações nas bolsas de valores locais.

24 24 Segurança Dois principais problemas em agentes móveis. Protegendo hosts de agentes maliciosos. Protegendo agentes de hosts maliciosos.

25 25 Protegendo agentes de hosts maliciosos. Definição do Problema Agente Móvel para Viagens (AMV) FHC quer viajar de Recife para Belém no próximo Domingo. Então ele envia um AMV para visitar os servidores de algumas companhias aéreas. Cenário da Busca de Informação O AMV deve encontrar o melhor preço e retorna-lo para o FHC.

26 26 Possíveis Ameaças Ataque por Espionagem Limite de Preço configurado por FHC. Oferta dos Competidores. Ataque por Manipulação Base de Dados do Agente Manipulando dados e programa.

27 27 O Problema Fundamental da Proteção de Agentes. Detecção de Ataques Aplicação da lei é difícil, lenta e cara. Quebra da privacidade não pode ser tolerada. Prevenção de Ataques Prevenção é melhor do que Detecção.

28 28 Prevenindo Ataques Dados e Programas podem ser lidos, mudados e manipulados indevidamente. Existem várias técnicas para proteger os Agentes Móveis. Criptografia Dados e Programas podem ser criptografados evitando assim, que sejam manipulados indevidamente.

29 29 Criptografia Computação com funções criptografadas. Notação: Função f Programa P que implementa f : P( f ) Função Criptografada E( f ) Programa que implementa E( f ): P (E( f ))

30 30 Criptografia Cont. f E(f) P(E(f))P(f)

31 31 Criptografia Cont. f(x) E(f)(x) P(E(f ))(x) P(f(x)) JaderFHC

32 32 Tecnologias Plataforma que fornece aos agentes a capacidade de mover-se livre e facilmente sem afetar sua execução, utilizando várias L.P., em ambientes heterogêneos e de forma segura. Critérios para escolha Linguagem Protocolo Portabilidade Segurança

33 33 Tecnologias Baseados em Java: Aglet Softw. Development Kit (IBM) Concordia (Mitsubishi) Cyber Agents (FTP Software) Internet System Environment (OSF) Sumatra (UMCP) Odyssey (General Magic)

34 34 Tecnologias Baseados em outras linguagens: Agent Tcl (Dartmouth) April (Fujitsu) Clearlake (Guideware) MO (Univ. Geneva) Obliq (DEC SRC) Tacoma (Tromsø & Cornell Univ.) Telescript (General Magic) Wave ( Univ. Surrey)

35 35 Telescript Primeira e mais difundida Provê um modo automático e interativo para acesso a uma rede de computadores usando agentes móveis Foco comercial - Comércio Eletrônico

36 36 Telescript (cont.) Linguagem (Telescript Language) Completa OO Dinâmica Persistente Portável e Segura Comandos Básicos go, travel, meet, connection, name, permit

37 37 Telescript (cont.) Engine Storage API Transport API External Application API Armazenamento Lugares e Agentes Telescript Engine APIs Aplicações Externas Transporte

38 38 Telescript (cont.) Protocolo TCP/IP X.25 SMTP Lugares e Agentes Telescript Engine APIs Aplicações Externas Armazenamento Agente de Transporte Agente de Codificação

39 39 Agent TCL Linguagem - Tcl (interpretada) Scripts de alto nível Comandos básicos begin, submit, jump, send, receive, meet, accept e end. Características Principais Linguagem flexível e que suporta extensões Indicada para aplicações pequenas e médias Contra indicada para aplicações que exigem classificação de grandes volumes de dados numéricos

40 40 Agent TCL (cont.) Engine - status, migrations, communication e nonvolatile store Protocolo - TCP/IP

41 41 Agent TCL (cont.) Arquitetura TCL Agentes Tcl...Java Server or Engine TCP/IP...SMTP Inter- preter API Server Security State caputure

42 42 ARA Linguagem Agentes são programados em uma linguagem interpretada e executados através de um interpretador. (Tcl e C/C++) ARA CORE Agente A Interpretador C Agente C

43 43 Ara Engine ARA Core Protocolo TCP AX.25

44 44 ARA (cont.) Arquitetura Sistema Operacional do Servidor ARA Core Processo do Sistema Processo do Sistema Agente A Interpretador AInterpretador B Agente B Processo ARA

45 45 Questões A mobilidade é IA ou SD/ES? Onde está a inteligência? Porque são chamados de agentes? A agenda da pesquisa em agentes móveis está centrada em mobilidade, segurança,... Só se tirará proveito completo da mobilidade com agentes autônomos? É possível autonomia sem inteligência? Agentes móveis abrirão novos horizontes de aplicação em IA?

46 46 Referências C. Harrison, et al: Mobile Agents: Are they a good idea ?, IBM Research Report, J. White: Mobile Agents White Paper, General Magic,1996. (www.genmagic.com/agents/whitepaper/whitepaper.ht ml). M. Endler: Novos Paradigmas de Interação usando Agentes Móveis, SBRC, T. Sander: Security! or How to Avoid to Breath Life in Frankensteins Monster, ICSI-Berkeley, T. Sander:On the Cryptographic Protection of Mobile Code, ICSI-Berkeley, S. Bennet: A Sanctuary for Mobile Agents, 1997.

47 47 FIM !


Carregar ppt "1 Agentes Móveis Guilherme Conde 2 Agentes Móveis Conteúdo Conceito RPC vs Agentes Móveis Modelo de Agentes Ações sobre Agentes Principais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google