A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Algas e Protozoários. Diversidade dos microrganismos eucarióticos Fungos Algas Protozoários.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Algas e Protozoários. Diversidade dos microrganismos eucarióticos Fungos Algas Protozoários."— Transcrição da apresentação:

1 Algas e Protozoários

2 Diversidade dos microrganismos eucarióticos Fungos Algas Protozoários

3 As algas Compreendem vários grupos de seres vivos aquáticos e autotróficos (fotossintetizantes). A maioria das algas são microscópicas. Algumas são macroscópicas. Algas marinhas podem atingir mais de 30 m. Não possuem verdadeiras raízes, caules ou folhas.

4 As algas constituem um grupo filogeneticamente heterogêneo

5 As algas contém clorofila e realizam a fotossíntese, razão para serem semelhantes às plantas. Fotossíntese: 6 CO H 2 O energia luminosa C 6 H 12 O6 + 6 H 2 O + 6 O 2 Algumas algas também realizam a fotossíntese sem a produção de O 2 Fotossíntese anoxigênica: 6 CO H 2 S energia luminosa C 6 H 12 O H 2 O + 12 S (T ambém realizada pela maioria dos procariotos fotossintéticos) Resultado importante: acúmulo de matéria orgânica no ambiente Metabolismo energético e polímeros de reserva

6 Meios de cultivo: CO 2, água e vários sais Entretanto: Algumas podem crescer na ausência de luz (quimiorganotrofia): - Ex: o acetato pode ser utilizado como fonte de carbono e energia. Outras podem assimilar compostos orgânicos simples na presença de luz (fotoeterotrofia).

7 Uma das principais características de classificação das algas corresponde ao polímero de reserva, como resultado da fotossíntese.

8 Parede celular das algas Apresentam grande diversidade na estrutura e composição química: Fibrilas de celulose Reforço de carbonato de cálcio (algas calcáreas) Polissacarídeos e ácidos orgânicos Sílica nas diatomáceas (melhores fósseis de algas, 200 milhões de anos) Ausente nas euglenóides Contém poros que permitem apenas a passagem de pequenas moléculas (para o metabolismo e crescimento) Não são possíveis atividades fagocitárias, distinguindo-se nesse aspecto dos protozoários.

9 As algas são abundantes em hábitats aquáticos Oceanos Rios e lagos Tanques artificiais Poças de água São também comuns nos solos e em rochas em associação com fungos (líquens) Em diversas situações, os líquens são seres pioneiros em uma sucessão ecológica, pois conseguem colonizar ambientes com poucos recursos nutritivos.sucessão ecológica Liberam substâncias corrosivas no ambiente, resultando na degradação das rochas, e iniciando a formação de um solo.

10 Diversidade - Podem ser unicelulares e coloniais - Quando os agregados são lineares: filamentosa Micrasterias: célula únicaSpirogyra: filamentosaVolvox: colônias Scenedesmus: pacotes de 4 células

11 As algas contém clorofila coloração verde. Outras algas comuns exibem coloração vermelha ou marrom devido à presença também de outros pigmentos, tais como a xantofila, mascarando a coloração verde. Contém um ou mais cloroplastos em cada célula Antenas para captação da luz Polysiphonia Spirogyra

12 Mobilidade Algumas algas são móveis, em geral pela ação de flagelos. Algas não apresentam cílios Euglena

13 -Dinoflagelados tóxicos (do grego dinos = rodopiante) Também chamadas de Pirófitas (alga de fogo) Podem originar densas suspensões denominadas florescimentos, de coloração vermelha (marés vermelhas) A toxicidade é decorrente de uma potente neurotoxina (algas do gênero Alexandrium) Algas tóxicas Águas costeiras, mornas e geralmente poluídas

14 - Pfiesteria é outro gênero de dinoflagelado tóxico Os esporos tóxicos infectam peixes e as neurotoxinas destroem a pele dos animais infectados possibilitando o desenvolvimento de patógenos bacterianos.

15 São conhecidos mais de 20 diferentes estágios no ciclo de vida de Pfiesteria, mas somente o de esporos tóxicos é capaz de provocar a doença. Evidências sugerem que o peixe desencadeia o desenvolvimento do estágio tóxico. Obs: em 1991 mais de 1 bilhão de peixes foram mortos devido ao surto dessa alga no Estuário Nuese, na Carolina do Norte.

16 Importância das algas para o homem Além da importância ecológica das algas, elas apresentam grande participação em atividades industriais e econômicas para o homem: São utilizadas como matéria-prima para a produção de espessantes (algina, utilizada na indústria alimentar e de cosméticos);algina Na produção de medicamentos e indústria farmacêutica; Solidificante para meio de cultura de fungos e bactérias (a partir das algas Rodofíceas, obtém-se o Ágar);Ágar Na indústria de tintas e filtros (a partir das Crisofíceas Diatomíceas, que produzem um esqueleto silicoso). A produção de microalgas é um dos pontos críticos na aqüicultura, representando de 50% do custo total da produção de sementes de ostra.

17 Ecotecnologias Estudos mostram que utilizando algas com 50% da massa seca em óleo, somente 0,3% da área cultivada dos EUA seriam necessárias para produzir todo o biodísel gasto em transporte.

18

19 Os Protozoários São microrganismos eucarióticos desprovidos de parede celular. Geralmente sem coloração e com mobilidade. Distinguem-se: - Dos procariotos por sua natureza eucariótica e tamanho geralmente maior. - Das algas por serem desprovidos de clorofila - Das leveduras pela mobilidade e ausência de parede celular - Dos bolores limosos pela incapacidade de formar corpos de frutificação. São filogeneticamente diversos, estando presentes em várias linhagens da árvore de Eukarya

20 Os protozoários estão presentes em diversas linhagens

21 Protozoários típicos EntamoebaParamecium PlasmodiumTrichomonas Segundo a OMS, a malária mata uma criança africana a cada 30 segundosOMSafricana Tradicionalmente,quatro grupos de protozoários foram reconhecidos conforme seus meios locomotores: amebas, ciliados, flagelados e formadores de esporos. Cada célula é um organismo completo

22 Protozoários: generalidades São encontrados em diversos hábitats de água doce e marinha Vários são parasitas de animais, inclusive do homem Outros crescem no solo e árvores Os protozoários de vida livre são encontrados em todos os níveis da cadeia alimentar. São encontrados no estômago de ruminantes onde participam da digestão dos nutrientes. Muitos flagelados apresentam pigmentos fotossintetizantes e participam da produção primária (matéria orgânica) dos ambientes aquáticos.

23 Os protozoários amebóides, ciliados e flagelados ingerem partículas ou outros organismos (heterótrofos), participando do processo de reciclagem de substâncias do ambiente. Relações mutualística e comensais também ocorrem com protozoários amebóides e flagelados. Ex. cupim e protozoário ruminantes e protozoários Os protozoários formadores de esporos vivem exclusivamente associados, em relação parasitária com diversos animais. - Condições para cultivo: pH 6-8, oxigênio e nutrientes complexos Ex: emulsões de tecidos cerebrais, soro fetal de vitelo, infusão de fígado, caldo nutriente + bactérias. Apesar disso, muitos não são cultivados in vitro. generalidades

24 Nutrição A maioria nutre-se pela ingestão, geralmente de outras células (fagocitose)

25 Principais grupos de protozoários

26 Mastigophora: os flagelados São móveis pela ação do flagelo Muitos são de vida livre Outros são parasitas e/ou patogênicos Os mais importantes são os tripanossomas Doença de Chagas, é uma infecção causada Trypanosoma cruzi, e transmitida por insetos.infecçãoTrypanosoma cruzi

27 Euglenóides: flagelados fototróficos Flagelados contendo cloroplastos (algas): permite o crescimento fotossintético Na ausência de luz são capazes de crescer utilizando matéria orgânica (fonte de C e energia), tornando-se indistinguíveis dos demais protozoários. Não são patogênicos. As algas euglenóides na ausência são consideradas como protozoários.

28 Sarcodina: as amebas Locomoção por movimento amebóide Em geral, alimentam-se de bactérias, algas, rotíferos e outros protozoários. Diversas amebas são parasitas de humanos e outros vertebrados. Ex: Entamoeba histolityca (cavidades da boca e trato intestinal, provoca ulcerações)

29 Ciliospora: os ciliados Durante algum estágio da vida apresenta cílios O mais conhecido e de maior distribuição é do gênero Paramecium - Alimenta-se de microrganismos como bactérias, algas e leveduras

30 Apicomplexa (esporozoários) São protozoários parasitas obrigatórios. Não formam esporos verdadeiros como os de fungos,mas sim uma estrutura análoga, relacionada com sua transmissão. O alimento é absorvido na forma solúvel, como nas bactérias. A malária é uma doença infecciosa causada por esporozoários do gênero Plasmodium, transmitidos pela picada do mosquito Anopheles.doença infecciosa PlasmodiumAnopheles A malária mata 3 milhões de pessoas por ano, velocidade só comparável à da SIDA. Provoca a destruição maciça das hemácias


Carregar ppt "Algas e Protozoários. Diversidade dos microrganismos eucarióticos Fungos Algas Protozoários."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google