A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dengue Técnicas de geoprocessamento e os modelos de análise para distribuições espaciais podem fornecer novas ferramentas para a descrição de doenças em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dengue Técnicas de geoprocessamento e os modelos de análise para distribuições espaciais podem fornecer novas ferramentas para a descrição de doenças em."— Transcrição da apresentação:

1 Dengue Técnicas de geoprocessamento e os modelos de análise para distribuições espaciais podem fornecer novas ferramentas para a descrição de doenças em população

2

3 ano Nº de casos Incidência Nº de DA infestados Nº de DA com transmissão , , , ,16953 Incidência(por hab) e número de DA com transmissão de dengue no período de 1998 a 2003 no MSP- ESP :FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

4 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 1a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

5 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 2a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

6 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 3a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

7 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 4a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

8 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 5a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

9 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 6a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

10 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 7a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

11 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 8a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

12 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 9a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

13 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 10a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

14 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 11a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

15 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 12a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

16 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 13a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

17 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 14a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

18 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 15a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

19 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 16a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

20 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 17a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

21 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 18a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

22 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 19a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

23 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 20a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

24 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 21a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

25 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 22a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

26 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura 23a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

27 Distribuição Espacial dos Casos Autóctones de Dengue no município de São Paulo, por Sub-Prefeitura. 24a. Semana Epidemiológica FONTE: SINAN/VIG.SAÚDE//SMS

28 Febre Purpurica do Brasil (Brasileira) Descrita pela primeira vez em 1984, no município de Promissão, em São Paulo, onde ocorreram 10 óbitos com quadro semelhante a meningococcemia. Concomitantemente, observou-se quadro semelhante em Londrina, com 13 casos e 7 óbitos, e outros em cidades próximas à Promissão. Desse período até hoje, já se tem registro dessa enfermidade em mais de 15 municípios de São Paulo, em áreas do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Os únicos casos descritos fora do Brasil ocorreram em novembro de 1986, na região Central da Austrália. O agente etiológico, Haemophilus influenzae, foi isolado do sangue de casos clínicos em Anteriormente, este agente nunca havia sido associado à doença invasiva, até o aparecimento da FPB Choque séptico, com coagulação intravascular disseminada (CIVD), gangrenas com ou sem mutilações letalidade de 40 a 90%

29 Tracoma As condições sócio-econômicas a que está submetida imensa parcela da população brasileira, associadas à persistência de focos conhecidos da doença em vários municípios, apontam que a doença possa estar disseminada de forma muito mais ampla no país. O fato de um longo período de tempo separar as formas agudas, em geral oligossintomáticas, das formas graves com comprometimento visual, pode induzir a uma falsa minimização da transcendência da doença. Entretanto, deve ser ressaltado que a não realização da vigilância do agravo no controle das formas agudas, poderá acarretar um aumento na ocorrência de formas graves no futuro.


Carregar ppt "Dengue Técnicas de geoprocessamento e os modelos de análise para distribuições espaciais podem fornecer novas ferramentas para a descrição de doenças em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google