A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fisiologia Vegetal Prof a. Juliana Fabris Lima Garcia Aula Fisiologia Vegetal - 2º. Ano Ensino Médio - Biologia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fisiologia Vegetal Prof a. Juliana Fabris Lima Garcia Aula Fisiologia Vegetal - 2º. Ano Ensino Médio - Biologia."— Transcrição da apresentação:

1 Fisiologia Vegetal Prof a. Juliana Fabris Lima Garcia Aula Fisiologia Vegetal - 2º. Ano Ensino Médio - Biologia

2 A RAIZ E ABSORÇÃO DE ÁGUA Células da endoderme com acúmulo de suberina estrias de Caspary (água e sais minerais absorvidos são conduzidos por dentro do citoplasma) Abaixo da endoderme se encontra o periciclo origina as ramificações da raiz

3 A RAIZ E ABSORÇÃO DE ÁGUA Biologia – César e Sezar Córtex Cilindro vascular Maior parte da água entra por osmose pela zona pilífera (pelos absorventes), mas pequena parte é absorvida por células da epiderme.

4 O CAULE E A CONDUÇÃO DA SEIVA SEIVA BRUTA (xilema ou lenho) água e sais minerais (raiz outras partes planta) água e sais minerais (raiz outras partes planta) SEIVA ELABORADA (floema ou liber) nutrientes formados na fotossíntese (órgãos fotossintetizantes outras partes da planta)

5 O CAULE E A CONDUÇÃO DA SEIVA

6 CONDUÇÃO SEIVA BRUTA Mas como a seiva bruta consegue atingir as partes mais altas da planta? Transpiração Pressão da raiz (pressão osmótica)

7 CONDUÇÃO SEIVA ELABORADA Hipótese de Münch Floema após a fotossíntese = [glicose] pressão osmótica água do X p/ F Floema após distribuição glicose p/ tecidos = [glicose] floema [glicose] tecidos água F p/ tecidos água do X p/ F Biologia – César e Sezar

8 CONDUÇÃO SEIVA ELABORADA Anel de Malpighi

9 FOLHAS E TRANSPIRAÇÃO Transpiração perda de água na forma de vapor pelos estômatos. controla a redução da temperatura interna da planta. difusão de CO 2 (fotossíntese). Transpiração estomática fotoativo = luz (estômatos abertos) hidroativo = água (estômatos abertos )

10 FATORES QUE INFLUENCIAM A TRANSPIRAÇÃO TEMPERATURA T transpiração SOLO umidade transpiração UMIDADE DO AR umidade do ar transpiração VENTILAÇÃO ventilação transpiração (obs.: ventilação excessiva estômatos se fecham transpiração diminui LUZ exposição luminosa transpiração FATORES EXTERNOS

11 FATORES QUE INFLUENCIAM A TRANSPIRAÇÃO ÁREA DE EVAPORAÇÃO superfície foliar transpiração ESPESSURA CUTÍCULA espessura transpiração PELOS céls. vivas transpiração; céls. mortas transpiração ATIVIDADE ESTOMÁTICA tempo abertura estômatos transpiração CONCENTRAÇÃO VACUOLAR Concentração vacúolo retenção de água transpiração FATORES INTERNOS

12 GUDAÇÃO OU SUDAÇÃO Perda passiva de água pelos hidatódios. Ocorre quando há grandes variações de temperatura. solo rico em água, sais minerais umidade do ar elevada

13 HORMÔNIOS VEGETAIS Também chamados de fitormônios, são mensageiros químicos que agem a distância, estimulando ou inibindo processos vitais. auxinas giberelinas citocininas ácido abscísico etileno

14 HORMÔNIOS VEGETAIS AUXINAS = promovem o alongamento vegetal; produzidas em folhas jovens, sementes e principalmente nos meristemas apicais. AIA = ácido indolacético raiz = [AIA] crescimento raiz principal; [AIA] inibe crescimento raiz principal, estimula crescimento raizes laterais caule = AIA promove alongamento caule, inibindo crescimento gemas laterais (dominância apical)

15 HORMÔNIOS VEGETAIS

16 semente = AIA desenvolvimento do ovário e formação do fruto. PARTENOCARPIA = AIA sobre ovário desenvolvimento de frutos sem sementes. abscisão foliar = [AIA] queda das folhas.

17 HORMÔNIOS VEGETAIS GIBERELINAS Produzidas nos meristemas apicais, nas folhas jovens, nas raizes e no embrião. floração alongamento do caule germinação sementes = fim da dormência das sementes. Na presença das auxinas, as giberelinas tem seus efeitos potencializados.

18 HORMÔNIOS VEGETAIS CITOCININAS Produzidas nas raizes. divisão e diferenciação celular dos meristemas podem agir de forma contrária às auxinas retarda o envelhecimento das folhas, estimula o crescimento das gemas laterais, floração, germinação, despertam sementes em dormência.

19 HORMÔNIOS VEGETAIS ETILENO Produzido em todas as partes da planta estimulado por altas concentrações de auxinas. maturação e queda de frutos. quedas de flores e folhas. retarda o crescimento da raiz e das gemas laterais.

20 HORMÔNIOS VEGETAIS ÁCIDO ABSCÍSICO Produzido caule, na coifa, em folhas velhas e frutos maduros. inibe o crescimento e diferenciação dos tecidos. quedas de flores, folhas e frutos. dormência de gemas e sementes.


Carregar ppt "Fisiologia Vegetal Prof a. Juliana Fabris Lima Garcia Aula Fisiologia Vegetal - 2º. Ano Ensino Médio - Biologia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google