A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 FACULDADE DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS TA 623 – EMBALAGEM DE ALIMENTOS Papel, Cartão e Papelão Ondulado Prof. Carlos Anjos Abril de 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 FACULDADE DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS TA 623 – EMBALAGEM DE ALIMENTOS Papel, Cartão e Papelão Ondulado Prof. Carlos Anjos Abril de 2009."— Transcrição da apresentação:

1 1 FACULDADE DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS TA 623 – EMBALAGEM DE ALIMENTOS Papel, Cartão e Papelão Ondulado Prof. Carlos Anjos Abril de 2009

2 2 Papel Tipos e aplicações TIPOS Papel monolúcido Papel Kraft Papel Glassine APLICAÇÕES Embalagens laminadas flexíveis Sacos multifoliados Embalagens em geral

3 3 Papéis em embalagens Papel kraft pardo É um papel de tonalidade próxima ao marrom, Alta resistência mecânica para embalagens, Preço relativamente baixo, Usado na fabricação de caixas de papelão,latas compostas, cartuchos, sacos multifoliados e outras,

4 4 Papéis em embalagens Papel kraft branco Mais utilizado para embalagens laminadas flexíveis, Fabricado a partir de fibras longas e curtas, Pode ser combinado com folha de alumínio para diversas aplicações em embalagens, Pode ser parafinado para uso em embalagens de chicletes, Boa superfície de impressão e bom desempenho em máquinas convertedoras,

5 5 Papéis em embalagens Papel monolúcido Semelhante ao kraft branco – características mecânicas inferiores, Papel calandrado em um dos lados, com uma face lisa e ligeiramente brilhante

6 6 Papéis em embalagens Papel Couché Papel monolúcido que recebeu uma cobertura de CaO para tornar a superfície lisa e uniforme, Excelente brilho e capacidade de impressão, Camada externa de embalagens laminadas flexíveis, Envelopes para sopas desidratadas, certos tipos de chocolate e outras aplicações,

7 7 Papéis em embalagens Papel Glassine Papel super calandrado, com características especiais: translucidez, alta densidade e superfície brilhante, Preparado a partir do alto refinamento da polpa de celulose, obtendo-se elevado grau de hidratação das fibras, Não apresenta fibras superficiais – boa barreira a óleos e gorduras

8 8 Cartão e cartuchos como embalagens Os cartões são empregados na confecção de cartuchos, multipacks, caixas rígidas e estruturas laminadas cartonadas, Os cartuchos são fabricados a partir de uma chapa de cartão através de operações de corte e vinco, Geralmente são expedidos abertos ou colados e desmontados, São montados, enchidos e fechados pelo usuário final,

9 9 Cartão e cartuchos como embalagens Fabricação A fabricação de cartuchos, displays, multipacks e caixas de armar envolve: impressão, corte e vinco e colagem (se necessário), Etapas adicionais como laminação, revestimento com parafina ou verniz, aplicação de janelas e estampagem podem estar envolvidas.

10 10 Cartão

11 11 Tipos de cartão Entre os tipos mais comuns de cartão destacam-se: 1. DUPLEX Possui a superfície branca e apresenta miolo e verso escuros. É utilizado geralmente em embalagens de sabão em pó, medicamentos, cereais, gelatinas, mistura para bolos, caldos, biscoitos e outros, 2. TRIPLEX A superfície e o verso são brancos e o miolo escuro. É normalmente utilizado em embalagens de chocolates, cosméticos, medicamentos, fast food e bebidas. 3. SÓLIDO Apresenta todas as suas camadas brancas, Usado em embalagens de cigarros, cosméticos, medicamentos, higiene pessoal, fast food, capas de livros e cartões postais.

12 12 Fabricação de cartão

13 13 Fabricação de Embalagem de cartão

14 14 Elementos da embalagem de cartão Impressão Corte Vinco Picote Vinco misto

15 15 Elementos da embalagem de cartão Impressão Podem ser utilizados vários processos, tais como: off set, tipografia, rotogravura e flexografia, Corte e vinco Geralmente o cartucho é cortado a partir de uma chapa ou bobina de cartão ao mesmo tempo em que é marcado pelos vincos,

16 16 Desenho de Faca

17 17 Faca de corte-vinco w m d c dc rp w f

18 18 Papelão ondulado

19 19 Embalagens de papelão ondulado História 1856 Os ingleses, Healey e Allen obtiveram uma patente para o primeiro uso conhecido de papelão ondulado, 0 papel foi alimentado um a um em uma máquina de mão simples feita de 2 rolos corrugados, 0 resultado foi um papel corrugado e agradável.

20 20 Embalagens de papelão ondulado História 1871 O primeiro uso de papelão ondulado para pacotes – americano, Albert L. Jones que obteve uma patente para o uso do papelão ondulado para artigos frágeis como garrafas Novamente nos EUA, Olivier Long patenteou o conceito de unir uma folha lisa a um papel corrugado, para fortalecer.

21 21 Embalagens de papelão ondulado História 1881 Alguns fabricantes dos EUA acreditavam que o papelão ondulado fosse um novo conceito para embalar, Eles concentraram esforços para desenvolver um novo maquinário, 0 Thompson com a Cia. de Norris criaram a primeira máquina para a fabricação do papelão de FACE-SIMPLES e apresentaram para os Europeus.

22 22 Componentes do Papelão ondulado

23 23 Tipos de Papelão Ondulado NBR 5985 Face Simples Parede Simples Parede Dupla Parede Tripla Parede Multipla

24 24 História do papelão ondulado na Europa 1883 – Londres,1886 – Alemanha, 1888 – França, 1895 – Os Europeus produziram suas primeiras máquinas de produção de papelão ondulado – A primeira onduladeira foi desenvolvida por Jefferson T. Ferres da Sefton Cia. industrial

25 25 Fabricação de Papelão Ondulado Parede simples

26 26 Fabricação de Papelão Ondulado Face simples

27 27 Tipos de Onda Tipos de Ondas As espessuras do papelão ondulado variam de acordo com o fabricante e o tempo de vida do rolo ondulador, conforme o quadro a seguir : Tipo de Onda Espessura do Papelão Ondulado – mm N° de ondas por 10 cm A C B EA C B E 4,5 a 5,0 3,5 a 4,0 2,5 a 3,0 1,2 a 1,5 de 11 a 13 de 13 a 15 de 16 a 18 de 31 a 38

28 28 Fabricação do Papelão ondulado

29 29 Caixa de papelão ondulado Embalagem + Produto = Esforços na cadeia produtiva e de distribuição

30 30 Fatores que Influenciam a Resistência das caixas

31 31 Fatores que Influenciam a Resistência das caixas Característica do produto e ou embalagem primária Umidade Relativa Tempo de Estocagem Temperatura Forma de empilhamento e Paletização Tipo de manuseio

32 32 P = n.p onde: P = Peso total sobre a caixa n = camadas sobre a caixa p = peso da caixa + produto Cálculo de resistência à compressão de coluna P

33 33 Outros tipos de papelão Cartão de elevada gramatura e rigidez, fabricado essencialmente de pasta mecânica e ou aparas, geralmente em várias camadas da mesma massa. A cor em geral é conseqüência dos materiais empregados na sua fabricação. Usado na encadernação de livros, suporte para comprovantes contábeis, caixas e cartazes para serem recobertos. Comercializado em formatos e identificados por números que indicam a espessura das folhas contidas num amarrado de 25 kg.

34 34 Outros tipos de papelão Papelão madeira ou Papelão Paraná É o cartão fabricado com fibras geralmente virgens de pasta mecânica ou mecanoquímica. O papelão pardo obtido de pasta mecânica em toras pré-impregnadas com vapor está incluído neste item. Papelão cinza É o cartão obtido a partir de aparas recicladas

35 35 Outros tipos de papelão Papelão laminado Papelão fabricado de aparas, obtido por colagem de folhas sobrepostas, não revestidos na superfície, gramaturas de 349 a 1749 g/m2, em folhas. Polpa moldada O btido a partir da desagregação ou separação das fibras de aparas de jornal e outras, que misturadas a água e produtos químicos, formam uma massa natural ou em cores, que dará origem a produtos como: bandejas para hortifrutigranjeiros, calços para lâmpadas, celulares, geladeiras, fogões, etc.

36 36 Celofane Inventado em 1908 pelo suíço Jacques Brandenberger Filme de celulose regenerada Marca registrada da empresa Rhone Poulenc Revolucionou a Ind. de Embalagens – Transparente Era usado para balas, biscoitos, laminados para café, etc. A partir dos anos 80 começou a perder mercado para materiais como o PP e BOPP, Possuía elevada gramatura em relação ao BOPP, Baixa barreira ao vapor de água e aos gases,

37 37 Celofane Barreira melhorada com revestimento de vernizes tipo PVdC e PU, Baixa resistência mecânica quando comparado aos filmes plásticos, Baixa resistência a umidade, Bom para laminação com diversos substratos flexíveis, Possuía elevada gramatura em relação ao BOPP, Baixa barreira ao vapor de água e aos gases,


Carregar ppt "1 FACULDADE DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS TA 623 – EMBALAGEM DE ALIMENTOS Papel, Cartão e Papelão Ondulado Prof. Carlos Anjos Abril de 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google