A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O MERCADO DE BIOCOMBUSTÍVEIS NO BRASIL: O DESAFIO DO ABASTECIMENTO E DA REGULAÇÃO ROBERTO FURIAN ARDENGHY Superintendente de Abastecimento da Agência Nacional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O MERCADO DE BIOCOMBUSTÍVEIS NO BRASIL: O DESAFIO DO ABASTECIMENTO E DA REGULAÇÃO ROBERTO FURIAN ARDENGHY Superintendente de Abastecimento da Agência Nacional."— Transcrição da apresentação:

1 O MERCADO DE BIOCOMBUSTÍVEIS NO BRASIL: O DESAFIO DO ABASTECIMENTO E DA REGULAÇÃO ROBERTO FURIAN ARDENGHY Superintendente de Abastecimento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - ANP São Paulo – Assembléia Legislativa 30 de novembro de 2006 Reunião Especial da Câmara Setorial Especial de Biocombustíveis

2 2 ANP/SAB Logística (e gargalos) na Distribuição de Líquidos Bases em operação Líquidos: 319 GLP: 176 Solventes: 35

3 3 ANP/SAB Distribuidor comb; solv; GLP Derivados de Petróleo Álcool Veículos automotores Empresas de Transporte de Carga e de Passageiros Empresas de Aviação Indústrias Fazendas Residências Etc. Consumidores Finais T.R.R. Diesel Álcool Gasolina C QAV Óleos Comb. Lubrificantes GLP Solventes T.R.R. Petroquímicas Refinarias Importadores exceto gasolina Posto Revendedor TRR Atacadistas Distribuidores de Lubrificantes Revenda de Comb. Aviação Revenda de GLP Importadores Produtor de Biodiesel Destilarias / Usinas de Álcool Fluxo do Abastecimento no Brasil

4 4 ANP/SAB Agentes do Abastecimento Nacional de Combustíveis

5 5 ANP/SAB O Mercado de Combustíveis no Brasil Faturamento: R$ 150 bilhões Tributos: R$ 50 bilhões Mercado Total 2005: 79 bilhões de litros Fonte: ANP / SINDICOM

6 6 ANP/SAB PRODUÇÃO E COMÉRCIO INTERNO E EXTERNO DE COMBUSTÍVEIS NO BRASIL (2005) ProduçãoImportaçãoExportaçãoImportaçãoExportação mil m3 % da demanda % da produção GASOLINA A % DIESEL % ÁLCOOL % Combustível Auto-suficiência Fonte: ANP Dependência

7 7 ANP/SAB Lei 9.478/1997 Art. 8º - Atribuições da ANP: Implementar a política nacional de petróleo e gás natural, com ênfase na garantia do suprimento de derivados de petróleo e de biocombustíveis; Proteção dos interesses dos consumidores quanto a PREÇO, QUALIDADE e OFERTA de produtos PAPEL DA ANP NO MERCADO

8 8 ANP/SAB Matriz Energética Brasileira Biomassa 29.1% Petróleo e Derivados 39.7% Gás Natural 8.7% Carvão Mineral 6.5% Hidroeletricidade 14.5% Urânio (U 3 O 2 ) 1.5% Recursos Renováveis 43.6% Fonte: MME / BEN 2005

9 9 ANP/SAB ÁLCOOL COMBUSTÍVEL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA ÁLCOOL COMBUSTÍVEL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA

10 10 ANP/SAB % Álcool na Gasolina) 1977: 4.5% 1979: 15% 1981: 20% 1985: 22% 1998: 24% 1999/2002: 20% a 24% Desde 2002: 20% a 25% -Veículosaálcool, mistura álcool - gasolina e flex fuel ; - Veículos e motores importados; - Avião aálcool. Experiência Brasileira com Álcool

11 11 ANP/SAB Vendas de Veículos - Mercado Interno Automóveis e Comerciais Leves

12 12 ANP/SAB Evolução da Produção de Cana, Açúcar e Álcool CRESCIMENTO ESTIMADO 06/07: CANA: 9,9%; ÁLCOOL TOTAL 9,91%; AÇÚCAR: 18,91%

13 13 ANP/SAB Produção de Álcool Hidratado por Estado

14 14 ANP/SAB DISTRIBUIÇÃO COMBUSTÍVEIS NO BRASIL MARKET SHARE – GASOLINA C DISTRIBUIÇÃO COMBUSTÍVEIS NO BRASIL MARKET SHARE – GASOLINA C

15 15 ANP/SAB DISTRIBUIÇÃO DE COMBUSTÍVEIS NO BRASIL – MARKET SHARE - DIESEL

16 16 ANP/SAB Market Share do Setor de Distribuição Álcool Hidratado

17 17 ANP/SAB Evolução da Oferta Mil M³

18 18 ANP/SAB Evolução dos Preços do Álcool R$/m³

19 19 ANP/SAB Distorções/ilegalidades no mercado de álcool Excesso de álcool anidro na gasolina Hidratação do anidro (álcool molhado). Não recolhimento de ICMS, PIS/COFINS Sonegação de ICMS e PIS/COFINS por distribuidoras Venda direta de hidratado do produtor para o posto revendedor com sonegação integral de ICMS e PIS / COFINS da distribuidora

20 20 ANP/SAB RECENTES AÇÕES DA ANP NO MERCADO DE ÁLCOOL Resoluções Convênio ANP/ MAPA Assinado em setembro/06 Produção Movimentação em toda a cadeia Qualidade 36/ Corante no álcool anidro 05/ Cadastramento das Unidades Produtoras e Envio de dados de Movimentação

21 21 ANP/SAB Índice Fonte:UNICA, F.O.Lichts Beterraba (UE)Trigo (UE)Milho (USA)Cana ( Brasil) Comparativo Internacional do Custo de Produção de Açúcar e Álcool

22 22 ANP/SAB Países com programa de mistura: - USA (E-10 e E-85 para flex fuel) - Canada (E-10 e E-85 para flex fuel) - Suécia (E-5 e E-85 para flex fuel) - India (E-5) - Australia (E-10) - Tailândia (E-10) - China (E-10) - Peru (E-10) - Japão (E-3) - Paraguai (E-7) e - BRASIL (E e qualquer mistura para flex fuel). Uso Internacional da Mistura Álcool-Gasolina

23 23 ANP/SAB Exportações de Álcool Estimado

24 24 ANP/SAB ANOUS$ FOBm³US$/m³ , , , , , , ,68 Evolução da Exportação de Álcool pelo Brasil ,00

25 25 ANP/SAB Exportação Álcool: Principais Destinos

26 26 ANP/SAB Balanço Estimado da Produção x Oferta de Álcool – Estudo da ANP * Para teor de 20% de anidro na Gas C.

27 27 ANP/SAB BIODIESEL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA BIODIESEL NA MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA

28 28 ANP/SAB Mat é rias-Primas mais Conhecidas Soja Mamona Dendê Girassol Canola Palmiste Babaçu Amendoim Tucumã Caroço de algodão Pequi Sementes de gergelim Pinhão-manso Buriti Nabo forrageiro Jojoba Linhaça Sebo ou gordura animal Óleos de fritura Resíduo da indústria de refino de óleo Fonte: Ramos, LP (adaptado) OLEAGINOSAS APTAS A PRODUZIR BIODIESEL

29 29 ANP/SAB Biodiesel: Éster Produzido através de Reação de Transesterificação Fonte: MME

30 30 ANP/SAB Especificação do Biodiesel Análise produção Análise trimestral

31 31 ANP/SAB Cadeia Agrícola Plantação Esmagamento Grão Óleo Subprodutos Mercado Álcool BIODIESEL Glicerina Torta Distribuidor Revendedor Refinaria B2 Produção de fertilizante Ração B2 Consumidor COMERCIALIZAÇÃO DIRETA NÃO É PERMITIDA Consumidor B100 Produtor de Biodiesel B100 Produção do Biodiesel Cadeia Industrial e de Distribuição (regulada pela ANP)

32 32 ANP/SAB Programa Nacional do Biodiesel Criado pelo Decreto de 23/12/2003 Leis nº /05 (regra de adição) e /05 (modelo tributário) Decretos nº 5.297/04 (alíquotas PIS/COFINS diferenciadas e Selo Social) e 5.448/05 (mistura de 2%); 20 Resoluções ANP (produtor, especificação e regras de comercialização). Demanda para B2: 840 milhões de litros/ano (jan/2008) Demanda para B5: 2,4 bilhões de litros/ano (jan/2013) Fonte: MME, ANP

33 33 ANP/SAB Fonte: MME DESAFIO : B2 - Mistura Inicial de 2% Biodiesel x Mercado de Diesel

34 Percentual a ser adicionado ao diesel (Resolução CNPE - Lei /05) 01/01/08 13/01/13 B2 – Obrigatório desde que haja oferta B5 – ObrigatórioB2 – Obrigatório 7 anos Adição : refinaria ou distribuidor. Cronograma da Inserção do Biodiesel na Matriz Energética 01/01/05

35 Produtores de biodiesel autorizados pela ANP Detentores do selo Combustível Social emitido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) Detentores do Registro Especial da Secretaria da Receita Federal Obs: estes requisitos foram flexibilizados em alguns leilões para permitir participação de empresas em processo de instalação A ANP indica as quantidades máximas de biodiesel a serem adquiridas nos leilões. As quantidades ofertadas pelos fornecedores são limitadas às capacidades anuais de produção. LEILÕES DE BIODIESEL PROMOVIDOS PELA ANP

36 Produtores e importadores de óleo diesel (PETROBRAS e REFAP), na proporção de sua participação média no mercado (respectivamente 93% e 7%). A ANP é responsável pelo estabelecimento do preço máximo de referência para cada leilão. Os leilões são realizados pelo sistema de pregão eletrônico Licitações-e do Banco do Brasil. LEILÕES DE BIODIESEL COMPRADORES

37 37 ANP/SAB Tabela Resumo dos Leilões de Biodiesel * participação apenas de produtores de biodiesel autorizados pela ANP. Garantia de oferta de biodiesel para a mistura B2, considerado o mercado atual de cerca de 40 bilhões/ano de diesel RESUMO DOS LEILÕES

38 Unidades Produtoras de Biodiesel Distribuição por UF Autorizadas - 10 Em Análise - 29 Total - 39 ( permanente incremento ) PA 1 TO 1 PI 2 RN 1 CE 2 BA 2 MA 1 MT 5 GO 2 SP 13 RJ 2 MG 2 PR 2 SC 1 RS 2 Fonte: ANP/SRP

39 Obrigado! Roberto Furian Ardenghy Superintendente de Abastecimento tel: /04 fax:

40 40 ANP/SAB Qualidade dos Combustíveis no Brasil Melhora Constante


Carregar ppt "O MERCADO DE BIOCOMBUSTÍVEIS NO BRASIL: O DESAFIO DO ABASTECIMENTO E DA REGULAÇÃO ROBERTO FURIAN ARDENGHY Superintendente de Abastecimento da Agência Nacional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google