A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 SELO FISCAL DE AUTENTICIDADE DUPLO SELO FISCAL DE AUTENTICIDADE DUPLO ( DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO ) ( DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO )

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 SELO FISCAL DE AUTENTICIDADE DUPLO SELO FISCAL DE AUTENTICIDADE DUPLO ( DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO ) ( DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO )"— Transcrição da apresentação:

1 1 SELO FISCAL DE AUTENTICIDADE DUPLO SELO FISCAL DE AUTENTICIDADE DUPLO ( DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO ) ( DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO )

2 2 GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL

3 3 Da Aplicação dos Selos Fiscais Da Aplicação dos Selos Fiscais O Selo Fiscal de Autenticidade Duplo, Série D, será aplicado na face da 1ª via e no verso da 3ª via dos bilhetes de passagem rodoviários, modelo 13, estejam sob a forma de blocos, formulários contínuos ou jogos soltos, pelos estabelecimentos gráficos que os confeccionarem. O Selo Fiscal de Autenticidade Duplo, Série D, será aplicado na face da 1ª via e no verso da 3ª via dos bilhetes de passagem rodoviários, modelo 13, estejam sob a forma de blocos, formulários contínuos ou jogos soltos, pelos estabelecimentos gráficos que os confeccionarem.

4 4 Da Vigência Da Vigência Art. 8º A exigência de aplicação do Selo de Autenticidade Duplo entrará em vigor: Art. 8º A exigência de aplicação do Selo de Autenticidade Duplo entrará em vigor: I – a partir de 01/09/2006, para as novas solicitações de Autorização para Impressão de Documentos Fiscais (Instrução Normativa Nº 009/2006; I – a partir de 01/09/2006, para as novas solicitações de Autorização para Impressão de Documentos Fiscais (Instrução Normativa Nº 009/2006; II – a partir de 01/01/2007, para todos os contribuintes. II – a partir de 01/01/2007, para todos os contribuintes.

5 5 Dos procedimentos bilhetes sem Selo Fiscal Dos procedimentos bilhetes sem Selo Fiscal § 1º A partir de 01/01/2007, deverão ser incinerados todos os estoques de bilhetes de passagem rodoviários autorizados anteriormente a 01/09/2006, quando perderão o seu valor, sendo proibida sua utilização. § 1º A partir de 01/01/2007, deverão ser incinerados todos os estoques de bilhetes de passagem rodoviários autorizados anteriormente a 01/09/2006, quando perderão o seu valor, sendo proibida sua utilização. § 2º Serão considerados documentos fiscais inidôneos os bilhetes de passagem rodoviários emitidos a partir de 01/01/2007 sem a aplicação do Selo Fiscal de Autenticidade Duplo. § 2º Serão considerados documentos fiscais inidôneos os bilhetes de passagem rodoviários emitidos a partir de 01/01/2007 sem a aplicação do Selo Fiscal de Autenticidade Duplo.

6 6 DO BILHETE PASSAGEM MOD.13

7 7 Art O Bilhete de Passagem Rodoviário, mod. 13, será utilizado pelos transportadores que executarem transporte rodoviário intermunicipal, interestadual e internacional, de passageiros (Convênio SINIEF 06/89, art. 43). Art O Bilhete de Passagem Rodoviário, mod. 13, será utilizado pelos transportadores que executarem transporte rodoviário intermunicipal, interestadual e internacional, de passageiros (Convênio SINIEF 06/89, art. 43). § 1º - O Bilhete de Passagem Rodoviário será emitido antes do início da prestação do serviço. § 1º - O Bilhete de Passagem Rodoviário será emitido antes do início da prestação do serviço. DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO

8 8 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO § 2º - No caso de cancelamento de bilhete de passagem, escriturado antes do início da prestação de serviço, havendo direito à restituição de valor ao usuário, o documento fiscal deverá conter assinatura, identificação e endereço do adquirente que solicitou o cancelamento, bem como a do chefe da agência, posto ou veículo que efetuou a venda, com a devida justificativa. § 2º - No caso de cancelamento de bilhete de passagem, escriturado antes do início da prestação de serviço, havendo direito à restituição de valor ao usuário, o documento fiscal deverá conter assinatura, identificação e endereço do adquirente que solicitou o cancelamento, bem como a do chefe da agência, posto ou veículo que efetuou a venda, com a devida justificativa.

9 9 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO § 3º - Os bilhetes cancelados na forma do parágrafo anterior deverão constar de demonstrativo para fins de dedução no final do período de apuração; § 3º - Os bilhetes cancelados na forma do parágrafo anterior deverão constar de demonstrativo para fins de dedução no final do período de apuração; § 4º Nos casos em que houver excesso de bagagem, as empresas de transportes rodoviários de passageiros emitirão o Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas, modelo 8, para acobertar o transporte da bagagem. (AC pelo Dec.11777, de – efeitos a partir de 1º.10.05) § 4º Nos casos em que houver excesso de bagagem, as empresas de transportes rodoviários de passageiros emitirão o Conhecimento de Transporte Rodoviário de Cargas, modelo 8, para acobertar o transporte da bagagem. (AC pelo Dec.11777, de – efeitos a partir de 1º.10.05)

10 10 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO § Art O documento referido no artigo 245 conterá, além dos campos previstos no § 10 do artigo 374-C, no mínimo, as seguintes indicações (Convênio SINIEF 06/89, art. 44): (NR dada pelo Dec , de – efeitos a partir de ) § Art O documento referido no artigo 245 conterá, além dos campos previstos no § 10 do artigo 374-C, no mínimo, as seguintes indicações (Convênio SINIEF 06/89, art. 44): (NR dada pelo Dec , de – efeitos a partir de )

11 11 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO I - a denominação "Bilhete de Passagem Rodoviário"; I - a denominação "Bilhete de Passagem Rodoviário"; II - número de ordem, a série e subsérie e o número da via; II - número de ordem, a série e subsérie e o número da via; III - a data da emissão, bem como a data e hora do embarque; III - a data da emissão, bem como a data e hora do embarque; IV - a identificação do emitente: o nome, o endereço e os números de inscrição, estadual e no CGC(MF); IV - a identificação do emitente: o nome, o endereço e os números de inscrição, estadual e no CGC(MF);

12 12 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO V - o percurso; V - o percurso; VI - o valor do serviço prestado e dos acréscimos cobrados a qualquer título; VI - o valor do serviço prestado e dos acréscimos cobrados a qualquer título; VII - o valor total da prestação; VII - o valor total da prestação; VIII - o local ou o respectivo código da matriz, filial, agência, posto ou o veículo onde for emitido o Bilhete de Passagem; VIII - o local ou o respectivo código da matriz, filial, agência, posto ou o veículo onde for emitido o Bilhete de Passagem;

13 13 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO IX - a observação: "O passageiro manterá em seu poder este Bilhete para fins de fiscalização em viagem"; IX - a observação: "O passageiro manterá em seu poder este Bilhete para fins de fiscalização em viagem"; X - o nome, o endereço e os números de inscrição, estadual e no CGC, do impressor do documento, a data e a quantidade de impressão, os números de ordem dos primeiro e último documentos impressos e respectivas série e subsérie e o número da autorização para impressão de documentos fiscais. X - o nome, o endereço e os números de inscrição, estadual e no CGC, do impressor do documento, a data e a quantidade de impressão, os números de ordem dos primeiro e último documentos impressos e respectivas série e subsérie e o número da autorização para impressão de documentos fiscais.

14 14 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO § 1º As indicações dos incisos I, II, IV, IX e X, serão impressas. § 1º As indicações dos incisos I, II, IV, IX e X, serão impressas. IMPORTANTE§ 2º O documento de que trata este artigo será de tamanho não inferior a 5,2 x 7,4 cm, em qualquer sentido. IMPORTANTE§ 2º O documento de que trata este artigo será de tamanho não inferior a 5,2 x 7,4 cm, em qualquer sentido.

15 15 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO Art O Bilhete de Passagem Rodoviário será emitido, no mínimo, em 3 (três) vias, que terão a seguinte destinação: (NR dada pelo Dec , de – efeitos a partir de ) Art O Bilhete de Passagem Rodoviário será emitido, no mínimo, em 3 (três) vias, que terão a seguinte destinação: (NR dada pelo Dec , de – efeitos a partir de ) I – a 1ª via será entregue ao passageiro, que deverá conservá-la durante a viagem; II – a 2ª via ficará em poder do emitente; III – a 3ª via será entregue ao Fisco.

16 16 DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO Parágrafo único. A forma e a periodicidade de entrega da 3ª via do Bilhete de Passagem Rodoviário ao Fisco serão disciplinadas em Ato da Coordenadoria da Receita Estadual.


Carregar ppt "1 SELO FISCAL DE AUTENTICIDADE DUPLO SELO FISCAL DE AUTENTICIDADE DUPLO ( DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO ) ( DO BILHETE DE PASSAGEM RODOVIÁRIO )"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google