A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Metrópoles sustentáveis e câmbio climático - o papel do transporte público São Paulo, 22 de Julho de 2010 Eduardo A. Vasconcellos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Metrópoles sustentáveis e câmbio climático - o papel do transporte público São Paulo, 22 de Julho de 2010 Eduardo A. Vasconcellos."— Transcrição da apresentação:

1 Metrópoles sustentáveis e câmbio climático - o papel do transporte público São Paulo, 22 de Julho de 2010 Eduardo A. Vasconcellos

2 Dados sócio-econômicos das RM analisadas 18 RM

3 Consumos e externalidades nas RMs, 2005 Fatais: 7.550

4 Energia gasta por modo, RMs, 2005 Energia total: 8,7 milhões TP/dia

5 Poluição atmosférica por modo, RMs, 2005 Emissão g/viag TP 627 TI (K – 1: 2)

6 Infra-Estrutura de Vias - prioridades Tratamento Especial Extensão (km) Parcela do Sistema Viário (%) Ônibus4100,3 Pedestre710,05 Ciclistas426 0, 3 Extensão total de vias: km

7 Custos das externalidades principais, dois métodos, RM, 2005 % PIB 0,4/1,3 0,3/0,9 1,3/1,3 2,0/3,5

8 Distribuição de custos por modo de transporte, 2005 Nota: Acidentes e poluição (contribuição de cada modo); Congestionamento (experimentado em cada modo)

9 Subsídios totais ao Transporte Urbano nas RM 1 ModoR$ bilhões/anoParcela (%) Autos/Motos/Taxi10,7 a 24,3 86 T. Público2,0 a 3,9 14 Total12,7 a 28, – Compra e licenciamento de veículos, operação direta, estacionamento e externalidades não cobradas (poluição, acidentes, congestionamento)

10 Tendências, ameaças e oportunidades

11 Total ideal: com a mesma taxa de viag/bus/dia de 1992 Perdas de 1992 a 2005: 20 bilhões pass (R$ 29 bilhões) Perda de demanda em municípios com mais de 200 mil hab

12

13 Vendas 2006: autos - 1,8 milhão motos – 1,2 milhão Aumento de vendas de autos e motocicletas,

14 Evolução da divisão modal RMSP, ( A crônica da insustentabilidade anunciada )

15 Para onde vamos? ?

16 Modo Índices por viagem (ônibus = 1) EnergiaPoluição(local)Custooper+pub Área de via ônibus 1111 moto 1,812,80,75 auto 3,95,73,57,2 Consequências do aumento do transporte individual

17 Análise de propostas Pressupostos TP é serviço essencial: subsídio ou investimento? Vias públicas para o uso equitativo das pessoas Conflito subjacente Eficiência x Eqüidade

18 É possível obter sustentabilidade ? Econômica/Financeira Ambiental Social Qual balanço de sustentabilidades? Sustentabilidade para quem?

19 1. Mobilidade individual constante Estimativa do mercado futuro do TP em 2025

20 2. Mobilidade individual crescente

21 Mercado futuro do Transporte Público em 2025 Participação atual: 31%

22 Conclusões sobre o transporte público Estruturais 1. As políticas públicas têm privilegiado o transporte individual 2. Não temos conseguido convencer a sociedade 3. O interesse estritamente econômico da operação é uma barreira grave 4. A fragilidade da democracia e da cidadania são obstáculos

23 Demanda 4. A demanda do TP caiu e pode cair mais 5. A demanda de autos e motos cresceu e pode crescer mais 6. Sem aumento de qualidade, acessibilidade e confiabilidade, não há como esperar maior atratividade do TP 7. Novas altas demandas concentradas de TP são pouco prováveis

24 Propostas

25 Questão legal/institucional da mobilidade 1. Regulação da mobilidade – CTB 1997 municipalização do trânsito educação e segurança 2. Regulação do transporte público coletivo formas de prestação de serviços serviços alternativos 3. Coordenação de políticas urbanas

26 Tipos de cidade e características da mobilidade

27 Mobilidade e câmbio climático –ações gerais Objetivo principalReduzir consumo de energia fóssil MeiosDiretosReduzir uso do automóvel Aumentar uso do TP/TNM IndiretosTrocar forma de energia Melhorar operação Re-construir espaço

28 Impacto – custo – viabilidade Reduzir uso auto Restrições hora/local A B M Aumento de custo estacionar A B M ter ou usar A M B Leves – carona B B B Aumentar uso TP Oferta maior e melhor Integração M M B Corredores A M B Trilhos A A M Serv. especiais M M A

29 Impacto – custo – viabilidade Trocar energia Álcool autos e motos A B M? Álcool ônibus M A B? Eletricidade ônibus M A B? Híbrido ônibus B M M Melhor operação Inspeção veicular M M A Gestão tráfego M M A Prog. manutenção B B A Mudar espaço Alta densidade + TP B A B

30 1. Gestão da mobilidade Órgãos municipais bem treinados e equipados Operação cotidiana e eficaz do trânsito (tecnologia) Fiscalização municipal eficaz Ações de restrição ao uso indevido/indesejado do transporte individual

31 2. Programas de qualidade ambiental Conscientização permanente Inspeção veicular Fiscalização de emissões

32 3. Operação e gestão do transporte público Infra-estrutura adequada de calçadas e paradas Oferta de serviços diferenciados tipos de veículos tipos de serviços Prioridade efetiva nas vias Gestão on-line pelo órgão público sistema de TP Sinalização e comunicação de alta qualidade Informação on-line em casa/escritório

33 4. Sistemas de prioridade para o transporte público Extensão proposta

34 Custos da construção de uma rede de sistemas de TP Nota – BRT (corredor de ônibus); VLT (metrô leve); MP (metrô)


Carregar ppt "Metrópoles sustentáveis e câmbio climático - o papel do transporte público São Paulo, 22 de Julho de 2010 Eduardo A. Vasconcellos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google